Conecte-se agora

Duarte propõe a Gladson que governo faça doação de R$ 1.000,00 para cada autônomo do Acre

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE/AC24HORAS.COM

Com o decreto de calamidade pública que impôs o isolamento social para todos os acreanos e também com as empresas sendo obrigadas a fechar as portas para evitar aglomeração e consequentemente a transmissão do Coronavírus (Covid-19) em solo acreano, o deputado Roberto Duarte (MDB) usou as suas redes sociais na manhã desta segunda-feira, 23, para propor que o governador Gladson Cameli que o Estado libere um percentual do orçamento para doar a todo trabalhador autônomo R$ 1.000,00 no mês de abril.

O parlamentar emedebista sugere ainda que caso seja necessário, o Chefe do Palácio Rio Branco poderia pedir autorização da Assembleia Legislativa. “Tenho certeza absoluta de que terá o apoio de todos os parlamentares estaduais”, frisou Duarte.

O deputado usou como argumento que o país e o Acre vive a maior crise da história com um um fato atípico, onde um vírus está sendo capaz “de colocar o mundo de joelhos”.

“Enquanto passamos por esse momento tão difícil, não podemos esquecer dos mais necessitados. Apesar de todos estarem preocupados, nós, servidores públicos, receberemos nosso salário em dia. Nossos amigos empresários, mesmo com as mãos na cabeça, cheios de preocupações, terão condições de se alimentar, mesmo sabendo que seus negócios estarão bastante comprometidos. O isolamento social, agora determinado pelo decreto governamental acreano, irá reduzir muito a exposição da população ao coronavírus. No entanto, isso deverá dizimar nossa economia em curto prazo de tempo”, argumentou o deputado.

Duarte pede que autoridades pensem nos autônomos, nos pequenos empreendedores e nos prestadores de serviços em geral: pedreiros, carpinteiros, eletricistas, taxistas, mototaxistas, motoristas de aplicativos, camelôs, representantes comerciais, lavadeiras, passadeiras, diaristas, encanadores, dentre tantas outras ocupações importantes em nossa sociedade.

“Essas pessoas não têm nenhum tipo de proteção direta do Estado, embora ajudem a manter o Governo e os servidores públicos como eu. Elas pagam muito imposto toda vez que vão aos supermercados, farmácias, pagam suas parcelas de automóveis e motocicletas, ou de qualquer produto que adquiram. Essa parcela da nossa população deve estar beirando o desespero, pois não pode mais desenvolver suas atividades, uma vez que o decreto governamental determinou o fechamento de muitos estabelecimentos e já entendemos que o isolamento social é a melhor maneira de evitar a proliferação do vírus.

Precisamos destacar que existem formas de repor o mínimo de dignidade a essas pessoas neste momento de crise”, explicou Duarte.

O deputado destaque que uma vez que o Governo proíbe de trabalhar, é justo que apresente estratégias para manter o sustento desta parcela da população. Mesmo que seja o mínimo, neste primeiro momento, para que possam se alimentar, comprar os remédios, pagar contas de energia, água e outras. “Faço aqui o apelo para que nosso Governador Gladson Cameli que, graças a Deus, não estará preocupado em como comprar comida para sua família, olhe com um carinho especial para essa gente trabalhadora e importante peça da engrenagem que move a máquina do nosso Estado. Temos certeza de que nosso Governador é humano e se preocupa com o povo, especialmente com os mais humildes; por isso, se esforçará para ajudar os mais necessitados e vulneráveis”, pediu.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas