Conecte-se agora

Após reclamações, RBFC orienta isolamento aos jogadores que permanecem no clube

Publicado

em

O time do Rio Branco Football Club encerrou sábado passado (21) os treinos oficiais. Assim, os jogadores da base e os que são moradores da capital foram liberados pela diretoria. Já os 15 jogadores que moram em outros Estados seguem morando na sede do clube, no Estádio José de Melo.

Mesmo depois das dispensas, o grupo remanescente não se isolou imediatamente, contrariando exigência governamental de confinamento para evitar a disseminação do Coronavírus. Essa situação gerou polêmica. “Eles deixam o portão principal encostado para parecer que não está tendo nada”, queixou-se um leitor que considerou estranho o fechamento do portão, algo incomum aos treinos do Estrelão.

“Achei que não tinha problema de praticarem atividades. Fechei o portão para não ter acúmulo de pessoas lá”, justificou o presidente do RBFC, Valdemar Neto.

Segundo consta, trabalhadores e atletas demonstraram temor com o caso, divulgado como uma situação bastante negativa à política de contenção do avanço viral no Acre. “Gente do Governo me ligou”, disse Valdemar Neto, sobre as queixas recebidas.

Ao final, de acordo com Neto, apenas esse grupo de jogadores (os que vieram de fora) está no alojamento e, após a repercussão negativa das atividades coletivas, orientou o confinamento. Neto recomendou que os jogadores permaneçam alojados.

 

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas