Conecte-se agora

Acre encaminha ofício a União pedindo fechamento de aeroporto

Publicado

em

O governador Gladson Cameli, encaminhou nesta sexta-feira, 20, um ofício ao governo federal, solicitando o fechamento dos aeroportos acreanos existentes nas cidades de Cruzeiro do Sul e Rio Branco. A solicitação faz parte das medidas de enfrentamento estratégico e combate ao novo coronavírus, evitando o contágio através de pessoas que chegam de voos nacionais e internacionais.

O presidente Jair Bolsonaro assinou também, nesta sexta-feira, uma medida provisória deixando claro ser de competência federal os critérios técnicos baseados em necessidades e a tomada de decisões para o fechamento ou não dos aeroportos, além das rodovias federais. Por conta disso, o ofício foi enviado à União alegando questões sanitárias, a fim de evitar a pandemia da doença Covid-19, causada pelo coronavírus.

Mediante os 7 casos já registrados no Acre, o governador destaca a importância de se tomar decisões mais enérgicas e inéditas, proporcionais ao efeito da anormalidade já instalada no estado e se encontra na situação de eminente agravamento conforme apontam dados oficiais.

“Precisamos neste momento nos unir em prol da saúde de nossa população, do bem comum e do interesse público tão protegido e cuidado pela Constituição Federal. Por tudo exposto, solicito o fechamento dos aeroportos acima mencionados visando conter a propagação da doença no âmbito do estado do Acre”, disse o governador ao final do ofício.

Ainda como medida de contenção ao contágio, em decreto publicado em edição especial do Diário Oficial do Estado, o governador solicitou, nesta sexta-feira, 20, a suspensão da circulação e ingresso no estado de veículos de transporte coletivo interestadual e internacional de passageiros, público ou privado, excetuando os casos em que se destinarem ao transporte de pacientes. O transporte entre municípios com desembarque na rodoviária também teve a frota reduzida em 50%.

Para assegurar as fiscalizações, a Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Vigilância Sanitária, além de outros órgãos fiscalizadores, manterão equipes nas fronteiras, rodoviárias e nas ruas, a fim de evitar o descumprimento do decreto e manter a ordem neste período de suspensão das atividades para isolamento, quarentena e distanciamento social.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas