Conecte-se agora

Terapia online ajuda pacientes em tempos de pandemia

Publicado

em

Conselho Federal de Psicologia liberou atendimentos virtuais sem passar por aprovação do E-psi

Em meio a tantas informações sobre o novo coronavírus, o Covid-19, um clima de tensão por causa do confinamento tem afetando o psicológico de muitas pessoas, alertam os psicólogos. Prova disso é que o volume de buscas por medicamentos psiquiátricos aumentou nesse período de pandemia, bem como houve o aumento de buscas por conteúdos sobre ansiedade, crise de ansiedade e informações sobre remédios diversos.

Diante desse problema, o Conselho Federal de Psicologia autorizou consultas psicológicas on-line, dispensando, nos meses de março e abril, o cadastro no e-Psi, que autoriza a consulta on-line. A liberação temporária visa não colocar em risco a saúde dos pacientes e dos profissionais.

Antes da pandemia do Covid-19, a resolução CFP nº 011/2018 tornou possível a prática de orientação psicológica a distância e em tempo real, autorizando serviços on-line como: consultas e atendimentos psicológicos, processos de seleção de pessoal, supervisão técnica e aplicação de testes psicológicos, desde que devidamente autorizados pelo SATEPSI e normativas vigentes do CFP. 

Exemplo é a plataforma Vittude, que já atuava de forma virtual, garantindo a segurança e comodidade dos pacientes. “Em momentos de insegurança e incerteza, o simples fato de ficar isolado em casa pode se tornar um gatilho para uma crise de ansiedade. Exatamente por isso, passa a ser fundamental o papel do psicólogo”, destaca Tatiana Pimenta, CEO e fundadora da Vittude.

Outro profissional de psicologia, Célio Mota, diz que “o acompanhamento psicológico proporciona autoconhecimento de forma limpa e sincera consigo mesmo, o que pode trazer resultados incomparáveis para a saúde da psique e do corpo. Já a automedicação é um grande risco, pois erros simples podem ocorrer sem embasamento científico e causar danos irreversíveis”. 

Dicas de psicólogos para manter a saúde mental durante pandemia

1- Reduzir a exposição às notícias;

2 – Ocupar a mente com atividades diversas;

3 – Manter o pensamento positivo tendo ciência de que está fazendo a parte que lhe cabe e que não temos controle sobre tudo e todos;

4 – Pensar no futuro, de forma moderada, e fazer planos positivos e prazerosos. Para quem não consegue fazer isso sozinho, recomenda-se procurar ajuda de um psicólogo;

5 – Estabelecer uma rotina, um ritmo para o seu dia;

6- Manter os cuidados pessoais. Se arrume, mesmo para ficar em casa; 

7- Buscar, na medida do possível, algumas atividades prazerosas para fazer como ouvir músicas, ler um livro, um jogo em família, etc;

8- Usar a tecnologia para se conectar com as pessoas. O isolamento é físico e não emocional; 

9 – Lembre-se que tudo é passageiro.

Fonte: Agência Educa Mias Brasil 

Anúncios

Acre

Boletim mostra que Covid-19 avança rapidamente na zona rural

Publicado

em

O número de casos positivos da Covid-19 na zona rural de Rio Branco supera os de muitos bairros da cidade e já ocupa a 3ª posição no ranking das localidades de maior concentração de pessoas acometidas pelo vírus na capital na última semana epidemiológica.

Nessa semana, que compreende o período de 17 a 23 de setembro, a distribuição dos casos confirmados de Covid-19 nos bairros, por localidade, Bosque, Belo Jardim e zona rural, cada um com dez casos, foram os mais afetados pela doença.

O boletim da Covid-19 específico para Rio Branco diz que eram 11.312 pessoas diagnósticas com a doença e destas, 2.311 (21%) estavam na faixa etária de 50 a 69 anos.

Na capital acreana, as mulheres continuam mais acometidas, representando 53% (5.962) e os homens 47% (5.350) das infecções causadas pelo novo coronavírus. Ao todo 428 óbitos foram notificados em Rio Branco, com letalidade de 3,8%.

Os bairros Parque dos Sabiás (46 casos), Canaã (47), Abraão Alab (47), Palheiral (51 casos) e Aviário (51 casos) foram os que registraram o menor índice de casos da doença.

A prefeitura de Rio Branco disponibiliza o Disk Saúde (68) 3227-3165, para informações sobre a Covid-19.

Continuar lendo

Destaque 6

TSE detecta 3,7 mil desempregados que fizeram doações a candidatos

Publicado

em

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) identificou cerca de R$ 25 milhões pagos a fornecedores ou doados a candidatos às eleições municipais deste ano com alguns indícios de irregularidade. São quase sete mil indicativos de problemas, tanto no pagamento a prestadores de serviços quanto no recebimento de doações.

O levantamento faz parte de uma parceria do Núcleo de Inteligência da Justiça Eleitoral, que envolve, além do TSE, outros seis órgãos federais – Receita Federal, Coaf, Ministério Público Eleitoral, Defensoria Pública Federal, Tribunal de Contas da União e Ministério da Cidadania.

Essa foi a primeira rodada de identificação de indícios de irregularidades encontrados pela Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE e que demonstra a atuação da Justiça Eleitoral na fiscalização do financiamento durante o curso da campanha. O levantamento foi feito logo após a entrega das prestações de contas parciais, que terminou no último domingo (25), e vai permitir que a Justiça Eleitoral utilize os indícios de irregularidades como informação de inteligência para o exame e julgamento das prestações de contas.

Dessa forma, a partir dos indícios de irregularidades, os juízes eleitorais podem determinar diligências para comprovar a procedência do indício e utilizar essas informações para fins de exame e julgamento da prestação de contas de campanha eleitoral. Por sua vez, os indícios de irregularidades também foram encaminhados à Procuradoria-Geral da República para compartilhamento dessas informações com as promotorias estaduais para fins de apuração dos indícios.

O indício que apresenta maior quantidade de itens aparentemente irregulares é o relativo aos doadores potencialmente desempregados. São 3.793 casos de doação, totalizando R$ 15,9 milhões. Na sequência, estão os doadores cuja renda é incompatível com o valor doado – são 782 casos, que totalizam R$ 6,4 milhões.

Já os 775 fornecedores sem registro ativo na Junta Comercial ou mesmo na Receita Federal receberam R$ 1,3 milhão por serviços prestados a candidatos às eleições deste ano. Há, ainda, 217 empresas que receberam um total de R$ 471,3 mil e têm relação de parentesco com algum candidato.

O relatório do TSE traz ainda informações de cinco pessoas que doaram juntas R$ 6,8 mil e que constam do Sistema de Controle de Óbitos (Sisobi), responsável por coletar informações de óbitos dos cartórios de registro civil de pessoas naturais no país.

O resultado da primeira rodada de identificação de indícios de irregularidades em relação às prestações de contas feitas pelos candidatos foi informado aos órgãos que compõem o Núcleo de Inteligência da Justiça Eleitoral para atuação em suas respectivas áreas de competência.

A determinação do levantamento de possível irregularidade nas contas de uma campanha política faz parte da Instrução Normativa TSE nº 18/2016, para fins de exame das prestações de contas, bem como para a atuação do Ministério Público Eleitoral.

Continuar lendo

Notícias

Enem 2020 terá menos participantes por sala como medida protetiva ao novo coronavírus

Publicado

em

Objetivo é evitar risco de contaminação

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 contará com 700 mil inscritos a mais, comparado à edição de 2019. Diante do aumento no número de participantes em meio à pandemia do novo coronavírus, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou que aumentará a quantidade de locais de provas do exame, como medida para comportar todos os participantes respeitando as regras sanitárias contra o vírus. 

Um dos métodos de organização utilizado pelo Inep será a redução do número de participantes por sala, a fim de garantir o distanciamento exigido pelas autoridades de saúde. Para isso, o Órgão vai contar com o auxílio das prefeituras para que as equipes de segurança possam dar suporte nos procedimentos de acesso aos locais de prova, para evitar aglomerações. 

Além disso, foi solicitado aos estados e municípios que evitem a realização de outros eventos de grande porte nos dias de aplicação do Enem e garantam a infraestrutura necessária para que os participantes cheguem aos locais de provas.

As medidas foram comunicadas pelo Inep no Encontro para Capacitação de Logística e Segurança do Enem 2020, realizado por videoconferência nesta terça-feira, 27 de outubro, com a participação de representantes das instituições envolvidas na operação para aplicação das provas na região Sudeste. 

As provas impressas da edição 2020 do Enem estão marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021. Já as provas digitais serão aplicadas em 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021. Ao todo, são 5,6 milhões de inscritos. 

*Com informações do Inep

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Continuar lendo

Cotidiano

Unidades de Saúde têm expediente corrido no feriadão em Rio Branco

Publicado

em

As Unidades de Referência de Atenção Primária (URAPs) Rosângela Pimentel, no Calafate, e Cláudia Vitorino (Taquari) funcionarão nesta sexta-feira, 30 de outubro, com expediente corrido das 7h às 13h.

Já no sábado, 31, domingo, 1, e segunda-feira, 2, Dia de Finados, as URAPs estarão fechadas.

As URAPs Roney Meireles, localizada no Conjunto Adalberto Sena, e a Augusto Hidalgo de Lima, no Palheiral, estarão fechadas dia 30, mas com expediente corrido, das 7h às 13h, no sábado, 31/10, e fechadas no domingo e no feriado de segunda-feira.

A prefeitura ressaltou que o atendimento ao público será retomado apenas na próxima terça-feira, 3 de novembro.

(Assessoria)

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas