Conecte-se agora

Imigrantes em Assis Brasil que vieram de outros estados deixam população apavorada por risco de coronavírus

Publicado

em

A situação em Assis Brasil, fronteira com o Peru e a Bolívia, é de extrema preocupação. É que nos últimos dias chegaram ao município quase 300 imigrantes, principalmente haitianos e senegaleses. São estrangeiros que entraram no Brasil por Assis Brasil, foram para outros estados e agora estão retornando à seus países.

O problema é que quando os imigrantes chegam na divisa com o Peru não conseguem passar, já que o governo peruano fechou a fronteira com o Brasil.

O resultado é que eles acabam ficando em Assis Brasil.

Além da cidade não ter condições de receber tantas pessoas ao mesmo tempo, há o temor de que exista algum imigrante contaminado com o coronavírus, já que a maioria veio de São Paulo e de Chapecó, em Santa Catarina, locais onde há registro da doença.

O ac24horas conversou com o prefeito de Assis Brasil, o Zum, que demonstrou extrema preocupação com a situação. “Estou em uma aflição muito grande aqui. O Peru fechou a fronteira. As pessoas estão chegando em alto fluxo. Só hoje eu emiti mais de 100 alimentações, estamos com o auditório cheio cadastrando essas pessoas. Sorte que suspendemos as aulas e estamos abrigando nas escolas”, diz Zum.

Ele conta que não tem como oferecer dormida para todos os imigrantes que estão na cidade. “Estou em um sufoco grande. Eles estão pelas ruas, pedindo comida, hospedagem. A gente tá sem ter o que fazer”, afirma o aflito prefeito.

Zum pediu ajuda ao governo do estado, por meio do comitê e grupo de trabalho que foram constituídos para monitorar os casos de coronavírus, mas até agora não obteve resposta.

Enquanto isso, o problema só aumenta. Informações confirmadas pela nossa redação dão conta que o ônibus que faz a linha de Rio Branco/Assis Brasil viajou completamente lotado de imigrantes.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas