Conecte-se agora

Sem exames negativos para o Covid-19, gringos são barrados em aldeias indígenas de Tarauacá

Publicado

em

IMAGEM ILUSTRATIVA

Conselho Indígena proibiu circulação. Ninguém entra e ninguém sai das Aldeias até que situação seja normalizada no enfrentamento do coronavírus no Acre

Turistas dos Estados Unidos e países da Europa que buscavam retiros espirituais em aldeias indígenas na região de Tarauacá/Envira foram barrados pelos caciques Yawanawás, no Oeste do Estado do Acre. Eles não apresentaram testes negativos para o covid-19 e mesmo não apresentando sintomas da doença foram orientados a retornar para Cruzeiro do Sul e seus respectivos países.

Segundo informações confirmadas hoje pela manhã pela assessoria da prefeitura municipal de Tarauacá, os turistas chegaram a procurar a Unidade de Saúde Maria Espanhol e não encontraram o material para realização do exame.

A decisão de proibir a entrada de estrangeiros nas aldeias indígenas na região de Cruzeiro do Sul e Tarauacá/Envira partiu da coordenação no Juruá que atende aproximadamente 18 mil indígenas espalhados em oito municípios.

Iglê Fernandes explicou que uma reunião com a presença da Polícia Federal, Exército Nacional e Funai, traçou medidas de enfrentamento ao coronavírus na região, ficando pactuado a proibição do fluxo de quem não mora nas aldeias.

“O nosso plano foca o fluxo de atendimento, preocupado com os indígenas foram proibidas entradas e saídas dos indígenas nas aldeias. O plano de contingência foi construído com o Conselho”, disse Iglê.

O presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena, Francisco Kaxinawá, confirmou a proibição. “Trabalhar essa informação na ponta é fundamental porque a entrada do vírus nas comunidades pode causar transtornos muito grandes. Todos os conselheiros debateram e levam a conscientização para base com ajuda do pessoal da saúde” disse Francisco.

A notícia da presença dos turistas no município chegou a preocupar as autoridades sanitárias e causou alvoroço nas redes sociais do município de Tarauacá durante todo o dia de ontem (17).

A prefeita Marilete Vitorino proibiu no final da tarde de terça-feira, através de decreto, a realização de eventos com mais de 20 pessoas em toda a região de Tarauacá.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas