Conecte-se agora

Segurança intensifica ações de prevenção à Covid-19 na fronteira

Publicado

em

Em decorrência da pandemia da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus em todo país e com três casos confirmados no Acre, o Governo do Estado, por meio da Segurança Pública anunciou medidas e ações específicas para as regiões de fronteira com a Bolívia e Peru.

De acordo com o secretário de Justiça e Segurança Pública, Paulo Cézar Santos, as forças de segurança estarão em pontos estratégicos para orientar e conscientizar os condutores e passageiros dos veículos que estiverem entrando no estado, como forma de alertá-los e controlar a propagação do vírus no Acre.

“As fiscalizações que serão realizadas de forma integrada com o Grupamento Especial de Fronteira (Gefron), Polícia Militar e Corpo de Bombeiros do Acre, vão abranger os municípios que fazem fronteira com a Bolívia e Peru incluindo Plácido de Castro, Epitaciolândia, Senador Guiomard e Assis Brasil, bem como o trevo de Senador Guiomard e o posto da tucandeira que faz divisa com o estado de Rondônia”, explicou o secretário.

De acordo com coordenador operacional da Sejusp/Gefron, coronel Souza Filho, equipes do Gefron já vem realizando um trabalho de fiscalização durante 24 horas nas fronteiras desde o final do ano passado e que neste momento o secretário Paulo Cézar pediu prioridade às ações de combate ao coronavírus.

“O Gefron está preparado para realizar ações diversas, desde esclarecimento à população nos pontos de patrulhamento na fronteira em geral, bem como dar suporto as demais secretarias, mais precisamente a secretaria de saúde, venha precisar de apoio de efetivo”, explicou.

Souza Filho ressaltou ainda que integrantes do Gefron receberam palestras de orientações da Secretaria de Saúde, para terem um conhecimento mais aprofundado sobre a dinâmica de propagação da epidemia.

“Não está descartada a possibilidade de uma integração com o Exército Brasileiro e outras forças federais na fronteira, como Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal, que venham necessitar do trabalho em conjunto do Gefron”, finalizou Souza Filho.

Casos confirmados

Nesta terça-feira, 17, o governador Gladson Cameli confirmou oficialmente, em coletiva de imprensa, os três primeiros casos de coronavírus no Acre, dois arquitetos, sendo eles um homem de 30 anos e uma mulher 37, e uma advogada de 50 anos.

Todos os casos são considerados ‘importados’, ou seja, não houve contaminação local, já que os dois primeiros contraíram a doença em São Paulo, enquanto que a advogada esteve em Fortaleza (CE). E por se tratar de ser casos leves, estão todos em isolamento domiciliar aos cuidados dos técnicos da Atenção Básica em Saúde do Município de Rio Branco.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas