Conecte-se agora

Na Câmara, diretores de escolas pedem aprovação de PL que permite progressão salarial

Publicado

em

Um grupo formado por 86 diretores de escolas municipais procuraram a Câmara de Rio Branco na manhã desta terça-feira, 17, para pedir a votação do Projeto de Lei (PL) que estabelece a nova tipificação das escolas e a suspensão do teto salarial de diretor escolar, que está no valor de R$ 4.535,00.

O Projeto de Lei deve ser votado nesta terça-feira (17) na Câmara de Vereadores de Rio Branco e deverá contar com anuência de todos os vereadores presentes.

Em entrevista ao ac24horas, Valquirio Firmino, representante do movimento, pediu celeridade na votação do Projeto de Lei (PL) que altera a reformulação da Lei de Gestão das Escolas municipais.

“Estamos aqui discutindo a reforma da lei de gestão. O próprio Artigo 50 dela diz que a cada ano deveria ser feita a reformulação desta lei. Para atender melhor a gestão democrática nas escolas. Ano passado começamos esse processo coletivamente juntamente com as equipes da Seme e fizemos algumas alterações nos processos eleitorais e dando mais celeridade e outro aspecto também é a nova tipificação das escolas”.

Valquirio relatou que muitos diretores querem a suspensão do teto salarial do diretor.

“A função de diretor no PCCR tem um teto. Esse teto impede qualquer aumento no salário do diretor mesmo que ele tenha promoção ou progressão, ou seja, não há um aumento no salário de diretor porque existe esse teto que impede a carreira dos colegas. Teve colega que teve três progressões e não sentiu isso no salário. O PL deve ser votado nesta terça-feira, 17, e foi construído juntamente com o poder executivo municipal, viermos aqui, pedir a aprovação desta casa”, relatou.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas