Conecte-se agora

PT realiza ato de filiação em Xapuri e aliança com o PSB para eleição municipal é reafirmada

Publicado

em

O Diretório Municipal do Partido dos Trabalhadores (PT) em Xapuri realizou na noite dessa sexta-feira, 13, no clube do Sindicato dos Servidores Municipais (Semux), um grande ato de filiação numa festa que marcou o anúncio da chapa de pré-candidatos do partido para a disputa pelas nove cadeiras da Câmara de Vereadores na eleição do próximo dia 4 de outubro.

Mais de trezentas pessoas, segundo a organização, participaram do evento que reuniu lideranças locais históricas da sigla e registrou a adesão de 72 novos filiados ao partido que administra, atualmente, o município, por meio do pré-candidato à reeleição Ubiracy Vasconcelos. O ato demonstrou que os petistas se mantêm fortes em um dos municípios mais cobiçados do Acre no cenário político.

Em seu discurso, o prefeito Bira Vasconcelos falou da conjuntura política do município, com vistas à eleição deste ano, e disse que a força e a união do partido, junto com os aliados, em torno do projeto que vem administrando Xapuri, vai ser fundamental para a disputa do pleito porque acredita que a oposição não chegará dividida ao dia 4 de outubro.

O presidente do Diretório Municipal do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Wágner Menezes, voltou a afirmar que a aliança com o PT está plenamente de pé para a disputa da eleição deste ano. Os dois partidos são os únicos da esquerda no município que lançarão chapa proporcional. PC do B e PDT não lançarão candidatos, mas estarão na aliança, de acordo com afirmação de lideranças locais.

De acordo com a direção de PT e PSB, a definição da chapa majoritária pelos dois partidos, com a indicação do nome para o cargo de vice-prefeito, ocorrerá apenas no decorrer do mês de abril. O ac24horas já falou sobre o assunto tanto com Ubiracy Vasconcelos quanto com o deputado Manoel Moraes, maiores lideranças das duas siglas em Xapuri.

Para o petista, faltavam apenas detalhes para a continuidade da parceria. Já para o socialista, o seguimento da aliança era o caminho natural, mas não necessário. Moraes chegou a dizer na tribuna da Aleac que a tentativa de PT e PC do B não reconhecer como legítima a candidatura à reeleição da prefeita Socorro Neri em Rio Branco poderia interferir na aliança em Xapuri.

Passado o episódio, ficou compreendido que o deputado fez uma marcação de posição quanto a polêmica em torno da aliança com o PT diante do impasse na disputa na capital. No caso de Xapuri, fica cada vez mais claro que o caminho do partido é realmente junto com o PT. Os socialistas olham para daqui a 4 anos, quando o então prefeito, caso eleito nesta, não poderá mais ser candidato.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas