Conecte-se agora

Por falta de limpeza, servidores do Detran convivem com lixo

Publicado

em

Imagina trabalhar em um lugar onde o banheiro tem fezes expostas, urina pelo chão e falta de água. E que tal lixo acumulado nas salas e não ter ninguém para fazer a limpeza desses ambientes?

Precisa ir muito longe não. Basta perguntar para os funcionários do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). O contrato com a empresa terceirizada que realizava o serviço de limpeza terminou há cerca de 4 meses. Depois disso, os próprios servidores são obrigados a fazer a limpeza dos locais onde trabalham.

O mais complicado de entender é que não é por falta de dinheiro que uma licitação para a contratação de uma nova empresa foi realizada. É de conhecimento público que o Detran é a autarquia que mais arrecada no Acre. Em 2018, por exemplo, o Detran acreano arrecadou nada mais, nada menos que R$ 70 milhões.

“É inadmissível a gente ter que trabalhar convivendo com fedor, sujeira e ainda ter que que limpar banheiro e salas para atender a população. Não é nada contra limpar, até porque faço isso na minha casa, mas o meu trabalho não é esse. O Detran tem que resolver essa falta de respeito como os servidores e com a comunidade”, diz uma servidora que não quis se identificar.

A mesma servidora afirma que nunca presenciou situação semelhante no Detran. “Eu nunca passei por isso no Detran. Não é um problema de uma semana, nós estamos em março e isso vem acontecendo desde o ano passado”, afirma.

No meio de tanto cheiro ruim e sujeira, chega uma boa notícia. Segundo a assessoria de comunicação do Detran, uma contratação emergencial está sendo finalizada e o serviço de limpeza dos prédios da autarquia volta a ser realizado ainda nesta quarta-feira, 11.

 

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas