Conecte-se agora

Angelim não quer disputar a prefeitura, diz Marcus

Publicado

em

O ex-prefeito Marcus Alexandre (PT)  resolveu ontem quebrar o voto de silêncio político que se impôs após a sua derrota ao governo e falou ao BLOG DO CRICA. Na sua visão, o PT tem que esperar a posição da prefeita Socorro Neri, mas até certo ponto, para poder se preparar para uma eventual disputa com candidato próprio à PMRB, mas ressalvou que não se pode atropelar o processo e que, uma decisão deste porte só pode ser tomada depois de ouvir a prefeita sobre se quer uma aliança ou não com o PT. Sobre uma possível candidatura do ex-prefeito Angelim, Marcus diz que, embora seja um bom candidato, existe uma dificuldade em convencê-lo aceitar entrar na disputa, por haver uma rejeição familiar a sua candidatura. Marcus revelou que tem se limitado mais a cumprir as suas tarefas como engenheiro no Tribunal de Justiça, onde diz que está “muito feliz”. Ressaltou ainda estar o partido sendo bem conduzido pelo presidente Cesário Braga. Acredita que na reunião programada para o final da semana, onde estarão presentes o ex-senador Jorge Viana (PT), o ex-prefeito Angelim, o ex-governador Binho Marques e ele, possa se tirar uma posição sobre o papel do PT na eleição a prefeito da capital. A prefeita Socorro nem deu nenhum sinal de quando conversará com o PT.

CESÁRIO QUER DESATAR O NÓ

O presidente do PT, Cesário Braga, falou ontem ao BLOG que há uma ansiedade das lideranças do partido de conhecer o mais urgente possível a decisão da prefeita Socorro Neri sobre uma aliança partidária, inclusive dele, mas como dirigente tem que cumprir o ritual da espera.

ENTENDIMENTO POLÍTICO

Para o ex-senador Jorge Viana, o PT vive um momento desafiador, mas que está confiante na construção de um entendimento. “A prefeita Socorro Neri, como vice nos ajudou na reeleição do Marcus e conquistou com seu trabalho o povo de Rio Branco”, destacou ao BLOG. E ressaltou que, qualquer entendimento passa por ela, pelo Angelim, pelo Marcus e líderes do PT.

 OUTRO CENÁRIO

O ex-prefeito Angelim não está errado em recusar disputar a PMRB. Mesmo tendo votos além dos muros do PT, sabe que fora do poder a sua candidatura teria dificuldades de aglutinar partidos aliados, e também sabe que, seu partido vive um momento popular difícil no Acre.

COMPLETAMENTE ERRADO

O Gladson faz uma leitura política errada quando diz que, 50% por cento do eleitorado apoiaria um nome á PMRB apoiado por ele, segundo pesquisa em mão. Voto é a mercadoria mais difícil de transferir, quem votou nele, cegamente não votaria em quem indicar. O voto para prefeito é pessoal, diz mais respeito à empatia com o eleitor do que com o apoiador.

JOGO PERIGOSO

O governador é experiente para saber que, na política o risco que corre o pau corre o machado. Apoiar um nome a prefeito no primeiro turno e este perder seria uma desastre para sua imagem de vencedor, depois de vitórias seguidas de deputado, senador e governador.

PREVISÃO DO PAI CESÁRIO

O presidente do PT, Cesário Braga, que defende uma aliança entre o PT e o PSB, previu ontem que caso o PT saia com um candidato próprio a prefeito, e a prefeita Socorro Neri fora de uma aliança com os petistas, ambos correm o risco de não irem para a disputa do segundo turno.

POSIÇÃO ÉTICA

O ex-secretário Thiago Caetano deixou o cargo em meio a um episódio conturbado e até hoje não bem explicado, não deve falar á imprensa sobre o assunto. Eticamente adotou o mutismo.

BUSCANDO UMA MULHER

O governo está na busca do nome de uma mulher para integrar o Conselho Político do Governo recém criado, a sua composição ficou restrita apenas ao quadro masculino.

RELATOR PELA CASSAÇÃO

Quem acompanha a pauta do Tribunal Regional Eleitoral tem como certo que a Relatora do caso, Juíza Mirla Regina, deverá encaminhar o seu voto pela cassação do prefeito Ilderlei Cordeiro, no julgamento ainda a ser marcado. Até a decisão final do caso caberá recurso.

DOIDO PARA FICAR LIVRE

O deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) deve estar doido para entregar a liderança do governo, cujo papel desempenhou bem nos debates, mas fracassou em não ter conseguido fazer com que todos os deputados da base governistas defendessem o governo dos ataques da oposição na ALEAC.

NÃO TEM MAIS VOLTA

O Sérgio Petecão (PSD) negou que vá voltar atrás na decisão de não ter nenhum candidato a prefeito da capital e apoiar uma candidatura do deputado Bestene (PROGRESSISTAS) á PMRB. “O Bestene é meu amigo, não sei se será candidato, mas o PSD ficará fora da eleição”, diz. 

NADA DECIDIDO

Conversei com o deputado José Bestene (PROGRESSISTAS) sobre a reunião de ontem á noite com o governador Gladson. Em tese ficou tudo como antes em relação a uma candidatura á PMRB. Quanto à liderança do governo, continuará o deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS).

SENTIMENTO DE CANDIDATURA

Durante a reunião os deputados e demais lideranças do partido manifestaram o desejo de que o PROGRESSISTAS não pode ficar sem uma candidatura própria á prefeitura de Rio Branco, mas a decisão foi empurrada para a presidente da sigla, senadora Mailza Gomes, que está em Brasília e deverá chegar em Rio Branco no fim de semana.

PASSA PELO ILDERLEI

A eleição para a prefeitura de Cruzeiro do Sul, seja o prefeito Ilderlei Cordeiro candidato ou não á reeleição, a disputa eleitoral passará pelo seu grupo se mantiver no poder. A máquina municipal num município dependente das ações da prefeitura, tem o seu peso numa eleição.

NÃO TEM DEIXADO BARATO

O governador Gladson Cameli não tem deixado barato nenhuma denúncia de desvio de recursos na sua administração. No caso denunciado de pagamento de propina feito pelo deputado Fagner Calegário (PL), acionou a PF; e neste caso do escândalo da merenda, ele acionou a polícia, que já está no caso. Ninguém poderá lhe acusar de ser omisso em nada.

A COMODIDADE DO MURO

Na realidade, na reunião de ontem entre os membros do PROGRESSISTAS e o governador Gladson Cameli, não teve desfecho político prático. Em nenhum momento o governador manifestou a intenção de apoiar uma candidatura do partido a prefeito de Rio Branco, desconversou, falou sobre obras e deixou o dito pelo não dito. E ficou só na água e cafezinho.

MAL DO GLADSON

O governador Gladson mostra uma grande dificuldade para tomar decisões polêmicas. Nas conversas fala que vai ficar neutro na campanha, a reunião de ontem convocada por ele, para acabar com o impasse, acabou sem dar fim ao problema, ao contrário o alongou, ao jogar no colo da presidente Mailza Gomes (PROGRESSISTAS). Ficou tudo na mesma especulação.

QUAL A FORÇA QUE VAI TER?

Qual é a força que vai ter a presidente do PROGRESSISTAS, senadora Mailza Gomes, para escolher um candidato sem ter a garantia de que o governador vai comandar a campanha deste candidato á PMRB? Em suma: sem a mão no ombro do governador fica difícil.

VAMOS PARA A REALIDADE

E não há dentro do PROGRESSISTAS um nome com densidade eleitoral na capital capaz de disputar uma campanha com chance de vitória, sem ter a ajuda incisiva do governador. Ponto.

NÃO QUER, MAS SE CALA DE PÚBLICO

O Gladson não quer ter o compromisso de apoiar nenhum candidato no primeiro turno, na capital. Já ouvi isso do próprio. Considera que um candidato com a sua chancela vai acabar comprometendo o governo, com promessas que acabarão por se transformar em demandas.

FAVORECE OS GRANDES

Dez nomes estão previstos para disputar a prefeitura de Rio Branco, mas quando a campanha entrar no seu ápice vai haver a polarização entre duas candidaturas e o resto será tragado.

TRAMPOLIM POLÍTICO

A estratégia do deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) em ser candidato a prefeito de Sena Madureira não está focada apenas na eleição municipal, quer projetar seu nome para disputar em 2022 um mandato de deputado federal. Sabe não ser fácil derrotar o prefeito Mazinho Serafim. Fazer um “frentão da oposição”; significa pouco, eleição majoritária é mano a mano.

NADA MAIS IMPORTANTE

Para quem vai disputar a PMRB nada é hoje mais importante do que montar uma chapa de candidatos a vereadores competitivos. E conseguir aliados que também tenham chapas fortes para vereador. Os vereadores são os que vão para as ruas brigar pelos votos para prefeito.

NINGUÉM ARRANCA

Ninguém consegue arrancar nada além da prefeita Socorro Neri de que será candidata, sobre alianças não fez ainda nenhum pronunciamento, o que deixa o quadro para a eleição municipal no campo da especulação.

FRASE MARCANTE

“Quando um dever parece demais pesado, pode-se aliviá-lo cumprindo-o com o maior escrúpulo”. Goethe.

 

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas