Conecte-se agora

Assis Brasil e Epitaciolândia estão entre as rotas de exportação do Acre

Publicado

em

O porto de Manaus foi o local preferido dos empresários acreanos para exportação de suas mercadorias. Nada menos que 29,5% do que o Acre vendeu ao exterior o foi pela capital amazonense.

O segundo porto preferido foi Paranaguá, que processou 26,8% das exportações do Acre em fevereiro de 2020. Ambos, Manaus e Paranaguá, dominaram os locais preferidos pelos empresários acreanos para realizarem as suas exportações em fevereiro.

De Manaus saíram, principalmente, o couro, sempre com destino preferencial a China, e os derivados de madeira (EUA, China e Portugal). Por Paranaguá foram exportados, principalmente, a madeira acreana (EUA, Holanda e França dentre outros).

O terceiro local mais escolhido foi o porto de Santos, preferido para as exportações dos derivados de bovinos para Hong Kong.

O dado que chama a atenção é a relação exportadora com os vizinhos: em fevereiro, 12,4% de tudo o que o Acre exportou foram via Assis Brasil. Além disso, Epitaciolândia, com 10,5% dos negócios, foram o quarto e o quinto locais, respectivamente, mais utilizados pelos exportadores.

Assis Brasil para exportar castanha e milho para o Peru e Epitaciolândia o preferido para as exportações para a Bolívia, principalmente, a castanha e a carne de suínos e seus derivados.

Os dados foram trabalhados pela equipe técnica do Observatório do Fórum Permanente de Desenvolvimento do Acre.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas