Conecte-se agora

A grande interrogação

Publicado

em

Com que aliança a prefeita Socorro Neri vai disputar mais um mandato? É a grande interrogação que continua e que aflige principalmente os dois maiores partidos da esquerda, PT e PCdoB. De concreto sabe-se apenas que ela decidiu candidatar-se. Magoada com as tentativas nos bastidores de dirigentes petistas de lhe dar um golpe forçando-a abrir mão da disputa para apoiar o ex-prefeito Raimundo Angelim (PT), Socorro não parece preocupada com a aflição de petistas e comunistas. A demora prejudica principalmente o PT, que sem a definição fica imobilizado. Se a prefeita aceitar uma coligação com os petistas como estes sonham é um cenário. Não aceitando, o PT tem que sair com um candidato próprio à PMRB, para não virar um partido nanico. E á medida que o tempo avança os petistas mais ficam aflitos. Já há correntes dentro do partido de que não podem mais ficar á mercê da boa vontade da prefeita e devem tratar logo de definir um nome no partido para disputar a PMRB. A que ponto chegou o PT, de todo poderoso durante 20 anos, luta para ser um puxadinho do PSB.

BRIGA DE COMPANHEIROS

“Briga de companheiros é como briga de marido e mulher, não se deve meter a colher”. A frase irônica, eu ouvi ontem numa roda de deputados na ALEAC, sobre a troca de farpas de políticos do PT com o ex-presidente do PT, candidato a prefeito da capital, Minoru Kinpara.

TUDO MUITO MISTERIOSO

Ninguém do governo fala sobre os motivos da saída do secretário Thiago Caetano, claro que, não foi só porque queria ser candidato a prefeito da capital. Tem algo misterioso neste caso. O próprio governador Gladson Cameli desconversa quando se procura puxar o fio desta meada.

AJUDA ZERO

Figura importante do governo comentou ontem com o BLOG DO CRICA que, se o deputado José Bestene (PROGRESSISTAS) se acha um “líder político”, que mostre isso disputando a eleição para a PMRB com seu prestígio, porque se depender do governador a ajuda é zero.

FIM DO SONHO TUCANO

Segundo boa fonte do BLOG DO CRICA, o governador Gladson Cameli não levará o seu partido para uma coligação com o PSDB, indicando o vice, como sonham os tucanos. A sua decisão, a ser anunciada numa reunião com todos os partidos será a que não terá candidato á PMRB.

DEVE SAIR MAIOR

O SOLIDARIEDADE já tem alguns candidatos definidos para prefeito. Em Senador Guiomard vai com o vereador Gilson da Funerária, em Capixaba com Diego Paulista e; no Bujari, com a Missionária Fabrícia. O presidente do SD, Israel Milani, deu vida ao partido na sua gestão.

NÃO VAI AVENTURAR

Quem conversa com o deputado Luiz Gonzaga (PSDB) sente que não está se esgoelando para ser candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul. Diz que o nome estará à disposição do partido apenas num contexto de estar bem nas pesquisas e com garantia de ter estrutura de campanha.

AMARRANDO ALIANÇAS

Calado, o prefeito Mazinho Serafim (MDB), vai amarrando alianças á sua reeleição. Tem a garantia do apoio do PSD do senador Petecão (PSD) e as conversas estão avançadas para ter o apoio do PT. A sua meta é montar a maior chapa de candidatos a vereadores da campanha.

CAMINHO DAS PEDRAS

Mazinho sabe ser de fundamental importância ter na campanha chapas numerosas com candidatos a vereadores, porque são os que vão brigar pelos votos nos grotões do eleitorado.

NÃO DÁ PARA ENTENDER

O governador Gladson Cameli fez no início de governo uma reforma juntando as pastas da Administração e Planejamento. E agora mandou projeto à ALEAC separando. Alguém entende?

14 DEMITIDOS

Leitor fez uma correção ao BLOG ontem, lembrando que foi esquecido o nome do ex-comandante da PM, Coronel Mario Célio. Assim, são 14 os secretários do governo demitidos até o momento. Passou o momento do Gladson Cameli estar fazendo experiências.

ABRIU A BOCA

O deputado Fagner Calegário (PL) abriu a boca e revelou na PF os nomes dos que supostamente exigem propinas para liberar os pagamentos de empresários pendentes no governo. Poderia agora revelar o esquema para a opinião pública, já que entregou na PF.

ACUSAÇÃO DA MAIOR GRAVIDADE

Neste episódio o governador Gladson Cameli fez o que era para ter feito, levou o caso ao conhecimento da Polícia Federal, já que o esquema envolveria o uso de verbas federais.

NÃO CONTE COMIGO

Mesmo sendo a maior interessada numa vitória do deputado Roberto Duarte (MDB) à PMRB, por ser a sua primeira suplente na ALEAC, não espere da secretaria de Turismo, Eliane Sinhasique, se envolver na sua campanha. A mágoa entre ambos é superior à suplência.

DESCONHECIDO NA PERIFERIA

O candidato a prefeito pelo PSL, Fernando Zamora, vai ter que gastar a sola do sapato para se tornar conhecido na periferia, onde está o grosso dos votos. Zamora só transita na elite. 

MELHOR NÃO CITAR

Se alguém estiver na alta roda do governo é melhor não citar o nome do deputado Roberto Duarte (MDB); para não azedar o clima, numa eventual chegada sua ao segundo turno da eleição há todo um sentimento de que não venha a ter o apoio da máquina governamental.

REJEIÇÃO UNÂNIME 

Há hoje na cúpula governista uma rejeição unânime contra o deputado Roberto Duarte (MDB) pelos ataques rotineiros que faz ao governo. Se o Duarte apostou que atacando o governo com críticas o forçaria a uma conversa para lhe apoiar, errou feio na estratégia.

BOA CONVERSA

O programa de entrevistas que apresentamos no ac24horas com o colega Astério Moreira, na sua primeira entrevista após as férias, ouviu o candidato do PSL, Fernando Zamora. Serão entrevistados todos os candidatos. O programa “Boa Conversa” vai ao ar neste domingo.

REBORDOSA DA DERROTA

Dois vereadores do PT não deverão disputar a reeleição pelo partido, Almir Dankar e Jackson Ramos. Há ainda a possibilidade do vereador Antonio Morais (PT) ir para o PSB. Neste caso restaria o vereador Rodrigo Forneck (PT). Fruto da rebordosa da derrota e perda do poder.

CURIÓ EM MUDA

O ex-prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre, continua recluso quando se trata de falar sobre política e da eleição municipal deste ano. Procurado para entrevista costuma dizer que, não é hora de falar e prefere ficar quieto no seu canto. Sabe que, o que falar tem repercussão.

MARCAR POSIÇÃO

O PDT pode até ter candidato a prefeito de Rio Branco, mas será apenas para o partido marcar posição. Não tem um nome que possa ser visto como de alta densidade eleitoral na capital.

QUE SITUAÇÃO!

O PROGRESSISTAS perdeu a esperança de ter um candidato próprio disputando a PMRB. Sem o apoio do governador vai se contentar em ter um papel sem destaque na eleição. Este desfecho era esperado desde que o Gladson não se inclinou em trabalhar um nome da sigla. Que situação!

PARA FICAR FORA

O Conselho Político do governador recomendou que, fique de fora da eleição em todos os municípios. Acham que a participação dele pode criar conflitos com os seus aliados.

FRASE MARCANTE

“A esperança é necessária ao coração como o sol á existência das flores”. Garcia da Cunha Matos.

 

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas