Conecte-se agora

Iapen diz que presos aceitam refeições e depois voltam a declarar greve de fome

Publicado

em

O diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), Lucas Gomes, usou as redes sociais nesta quinta-feira, 5, para explicar o que vem acontecendo dentro dos presídios do estado desde que os detentos declararam greve de fome, após insatisfação com novas ordens da segurança pública dentro dos presídios.

Segundo Gomes, desde a alegada “greve de fome”, declarada nessa segunda-feira, 2, além de terem sido encontrados diversos alimentos estocados nas celas, centenas de presos estariam se alimentando e depois declarando greve de fome.

“Em Tarauacá, os 113 presos que estariam em greve de fome receberam almoço e jantar na terça, 3; café e almoço na quarta, e no jantar de ontem voltaram a negar a alimentação, novamente alegando greve de fome”, disse o diretor.

O mesmo teria ocorrido no presídio feminino, em Rio Branco. “As 113 presas que estariam em greve de fome receberam o jantar nesta quarta-feira e o café da manhã nesta quinta, em seguida alegando novamente greve de fome”, destacou Gomes.

E no presídio Francisco d’Oliveira Conde, na capital acreana, “dos 1203 presos que dizem estar em greve de fome, 23 estão recebendo a alimentação na cela, alegando problemas estomacais”, garante.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas