Conecte-se agora

Gladson no divã, vilão ou vítima?

Publicado

em

Talvez um psicólogo (da psicanálise) possa explicar até quando o governador Gladson Cameli (Progressistas) vai aguentar ser uma espécie de esponja dos problemas não só do governo, mas, também, das pessoas que o cercam. “Em alguns episódios como a exoneração de secretários o governador Gladson Cameli é visto como o vilão quando na verdade é a vítima, mas ele prefere absorver o a falha e o defeito do outro do que expor publicamente a questão para não prejudicar ninguém”, foi o que disse uma das assessoras mais próximos a ele. Comentou, por exemplo, que nas últimas mudanças ocorridas no governo ele não teve culpa de nada. “As pessoas é que constroem seus sonhos, criam seus projetos pessoais, fazem suas dívidas e depois chegam para o governador e dizem: “Toma, resolve, paga a conta pra mim, mas na hora de fazer não o consultou”. Porém, a mágoa maior, segundo ela, é de algumas lideranças cujos partidos graciosamente participam do governo, mas falta lealdade e compromisso com o projeto político construído em 2018. “Gladson não que chutar o pau da barraca, não sei mesmo até quando ele vai aguentar ser o bonzinho enquanto os verdadeiros vilões desfilam nas redes sociais como santos do pau oco”, desabafou. Mas, e se a assessora estiver errada. E se o Gladson for mesmo o vilão da novela das oito…? A psicanalista poderia desvendar?

“Se você deixa o machado perder o corte e não o afia, terá de trabalhar muito mais. É mais inteligente planejar antes de agir”. (Salomão, o sábio)

Choque de realidade

As urnas sempre reservam surpresas a cada eleição causando um choque de realidade, Ás vezes, um prefeito, vereador ou candidato bem avaliado se sente no topo do mundo, o Everest do poder. Vem a tempestade e o camarada (como diz o pastor Silas Malafaia) despenca.

Eleição é guerra

Não pensem os candidatos que a eleição para prefeito de Rio Branco será como concorrer para ser diretor de um convento. A baixaria já faz parte do jogo. É um trabalho sujo pago por partidos e candidatos (alguns) para desestabilizar os adversários. Se a justiça eleitoral identificar, a coisa fica preta e o partido ou candidato beneficiado com a sujeira pode pagar o pato.

Estava certa

A prefeita Socorro Neri (PSB) quando assumiu fez uma verdadeira reforma afastando da prefeitura grupos e pessoas que caracterizavam a gestão do PT. Hoje se vê que não foi nada pessoal. Apenas precisava criar a própria identidade para chegar aonde chegou: em condições de disputar a reeleição. Tivesse apenas tocado a gestão do Marcus Alexandre sua imagem seria de um mero satélite do PT, sem luz própria. Se vai vencer, a conversa é com o eleitor, mas conseguiu se viabilizar.

Minoru incomoda o PT

Diz um velho e surrado ditado que, “ninguém joga pedra é uma árvore que não dá fruto”. É o que revela os ataques do deputado Daniel Zen (PT) ao ex-reitor Minoru Kinpara. O que o Minoru tem a ver com os crimes do Aécio Neves lá na baixa da égua? Usando a mesma régua: O que o Zen tem a ver com o rombo que o seu partido, o PT, fez na Petrobrás para manter o presidencialismo de coalisão?

Mal das pernas

Consta que a empresa do agronegócio do Alto Acre, a Dom Porquito, anda mal das pernas. Além de não poder pagar bem os produtores parceiros na produção de suínos, quando paga ainda atrasa muito e paga mal. É necessária muita atenção das autoridades porque tem dinheiro público no negócio que é particular. Quem reclama para a coluna são os próprios produtores.

TIROTEIO

. O MDB tá com sede de poder! (rimou)

. Errado seria se tivesse com sede de perder eleição, afinal de contas é um partido político.

. A queda de braço do governo Bolsonaro na briga pelos R$ 30 bilhões do orçamento acabou em forró.

. Bolsonaro fica com R$ 15 bilhões e o Congresso com os outros R$ 15 bilhões; uma senhora “rachadona”, rachadinha é na Alerj.

. Era exatamente o que senadores e deputados federais queriam: R$ 15 bilhões; afinal de contas um bilhãozinho a mais aqui e outro bilhãozinho a mais ali já ajuda, né verdade?!

. Depois se revoltam quando o povo fala que o Congresso é um grande balcão de negócios lotado de vendilhões do templo sagrado da democracia.

. Jesus aqui de novo, fazia um reio de corda e os expulsaria do templo do povo debaixo de peia…

. Hipérbole, gente!

. O que seria a vida sem exageros, não é verdade?

. Mas, uma mão de peia em alguns seria bom para fortalecer a democracia; peia nas urnas!

. Por que o Angelim vai muito bem em pesquisas e o PT vai muito mal?

. Não se enganem, se o Jorge Viana fosse candidato a prefeito levaria, talvez, no primeiro turno.

. O povo gosta de políticos, só quem gosta de partido é quem está nele (e nem todos, tem uns que odeiam, mas ficam por necessidade).

. Partido é como guarda-chuvas, nunca cabe todo mundo, sempre alguém se molha…nas costas, na bunda, nas canelas!

. Bom dia!

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas