Conecte-se agora

Na Câmara, Vanda Milani vota a favor do Revalida e dos médicos brasileiros formados no exterior

Publicado

em

A deputada federal Vanda Milani (SD) votou contra o veto 54 do presidente Jair Bolsonaro, Lei nº 13.959/2019. A votação aconteceu no início da noite desta terça-feira (3) na Câmara dos Deputados, mas a apuração acontece amanhã. A sessão conjunta do Congresso Nacional que apura vetos presidenciais foi suspensa.

Para a deputada do Solidariedade, derrubar o veto do presidente é uma garantia a todos os médicos brasileiros formados no exterior a aplicação do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Expedidos por instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) por instituição particular. A deputada do Acre ajuda na mobilização em favor dos médicos brasileiros que estudam no exterior.

“Eu tenho filhos médicos, sei do esforço que o brasileiro tem para se formar no exterior, em países como Bolívia, Paraguai. Sabemos do envolvimento dos pais, muitas vezes sem condições financeiras para manter o filho em uma escola de medicina, levando esses alunos a mesma dedicação. Por isso é mais que justo que eles possam fazer o Revalida tanto nas escolas públicas como privadas que tenham a faculdade de medicina no Brasil” disse a deputada.

Ao reafirmar o seu voto contrário ao veto 54, Vanda acrescentou que a decisão do parlamento é um marco regulatório “foi feito com amplo apoio dos deputados e dos senadores, atende interesses da sociedade brasileira que sofre, muitas vezes, em regiões isoladas como a Amazônia por falta de um profissional médico” concluiu.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas