Conecte-se agora

Acrelândia adia início das aulas para abril após sequestro de verbas de R$ 400 mil

Publicado

em

A prefeitura de Acrelândia, distante cerca de 120 quilômetros da capital, Rio Branco, se encontra numa situação preocupante com relação à estrutura financeira do município. Isso porque, segundo o prefeito Eraldo Caetano, o poder municipal teve um sequestro de mais de R$ 400 mil em meio a processo de dívidas deixadas por gestões passadas.

Com isso, o andamento de diversos serviços públicos dependentes de recursos financeiros passou a ser comprometido, conforme a prefeitura. O início do ano letivo municipal 2020 que estava previsto para iniciar nessa segunda-feira, dia 2, por exemplo, foi adiado para o dia 1º de abril.

O valor retirado das contas públicas da cidade é referente a processos trabalhistas, que chegam a totalizar cerca de R$ 15 milhões, que devem ser pago em até oito anos.

Sem brecha para recorrer, o dinheiro que estava em poder da prefeitura foi retirado. Os R$ 400 mil sequestrados, segundo a prefeitura, fazem parte de montantes enviados pelo Fundeb, área da Saúde e de pavimentação e iluminação pública.

O prefeito da cidade afirmou em entrevista ao Jornal do Acre, na Rede Amazônica, que pretende regularizar tal situação o mais breve possível, para evitar que esse valor não seja devolvido.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas