Conecte-se agora

Procura-se um líder que lidere 

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

O governador Gladson Cameli bem que poderia colocar um anúncio com o apelo acima buscando encontrar um nome, para preencher a vaga de líder do governo na Assembléia Legislativa, com a já anunciada saída do deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) da função. Em pouco mais de um ano de administração, o governador já teve dois líderes na ALEAC: deputado Luiz Tchê (PDT) e o atual deputado Gerlen Diniz. Ambos bons oradores, conectados, nunca deixaram os ataques da oposição sem respostas. As matérias do governo foram aprovadas, mesmo as mais polêmicas. Mas os dois falharam em engajar os demais deputados governistas no debate com os parlamentares da oposição. Já tinha acontecido com o Tchê na liderança e se repete com o Gerlen, ficaram praticamente só na tribuna defendendo o governo. O restante da base, com raça exceção, ficou muda, apenas como espectador das discussões. Esta é uma cobrança que o governador precisa fazer, o deputado aliado não tem que somente votar a favor dos projetos do Executivo, mas também fazer a defesa das pautas governistas, ou vai continuar o quadro distorcido da oposição, mesmo sendo minoria, virar maioria nas discussões na tribuna da casa.  Ou, seja qual for o novo líder, ela acabará sendo líder dele mesmo, quando se tratar do confronto com os oposicionistas.

COMBINAR COM OS RUSSOS

Jogo Brasil x Rússia. O técnico Feola chamou o ponteiro Garrinha e faz a prelação: você dribla o lateral, dribla os dois zagueiros de área e faz o gol. Garrincha coçou a cabeça, e perguntou: – chefe, o senhor combinou com os russos? O caso se aplica à declaração do deputado Roberto Duarte (MDB), ao dizer no programa “Tribuna Livre” que tem como meta disputar a reeleição. O Duarte tem que combinar primeiro com os eleitores, para antes ganhar a eleição á PMRB.

PESQUISA EM BRASILÉIA

Pesquisa tendo como as principais adversárias a prefeita Fernanda Hassem (PT) e a ex-deputada Leila Galvão (vai se filiar ao MDB) foi concluída ontem. Os números deverão ser conhecidos hoje. Uma coisa é certa em Brasiléia: a polarização vai acontecer entre a Fernanda e a Leila, nenhum outro candidato ameaça a ambas. Vamos aguardar o que diz a pesquisa.

SEM CACIFE

O presidente do PSDC, José Afonso, descarta a possibilidade da aliança dos partidos nanicos terem um candidato a prefeito de Rio Branco. E não decidiram quem apoiar para a PMRB.

MUDARIA O PERFIL

Pelas informações que tenho, nenhum dirigente partidário espere que a prefeita Socorro Neri vá lotear os cargos da prefeitura para conseguir apoio à sua candidatura. Seria a quebra de um perfil que conseguiu implantar, acabando com as negociatas políticas durante a sua gestão.

PEGOU TODOS DE SURPRESA

O furo do BLOG, que a executiva do PSD decidiu que o partido não apoiará ninguém na eleição para a prefeitura de Rio Branco, corroborado com a declaração do senador Sérgio Petecão (PSD), acabou o sonho dos que viam a possibilidade de uma aliança com o grupo na eleição.

MARFISA ERA A CEREJA

O MDB, por exemplo, sonhava tendo a Marfisa Galvão (PSD), esposa do senador Sérgio Petecão (PSD), como vice do deputado Roberto Duarte (MDB). Perdeu a cereja do bolo.

JANELA ABERTA

Com a janela aberta para transferência a outros partidos esta semana, estão previstas algumas mudanças na Câmara Municipal de Rio Branco. A vereadora Elzinha (PDT) e o vereador Antonio Morais (PT) podem acabar no PSB, deixando a sigla com a maior bancada da casa.

DIFICULDADES NA COMPOSIÇÃO

O PSB poderá ter na bancada na Câmara Municipal de Rio Branco cinco vereadores: Neném Almeida, Artêmio Costa, Elzinha, Célio Gadelha e Antônio Morais. Neste quadro será difícil um candidato novo querer entrar numa chapa com estes nomes, o que vai gerar fogo um amigo.

NANICOS BUSCANDO ESPAÇO

Deverá ser apresentada hoje à imprensa num café da manhã no Hotel Lumini, ás 8 horas, a aliança formada pelos partidos nanicos, liderada pelo PODEMOS, e formada por PSDC, PATRIOTAS, PMB e Cidadania. Destes apenas o PODEMOS tem parlamentares eleitos, os demais existem politicamente apenas no nome. 

ESTOU FORA

Estava batucando o BLOG quando chegou uma postagem do presidente do PMB, Sandro Barroso, para comunicar que não comporá a aliança com o PODEMOS, porque integrará a coligação com o AVANTE, que apoiará a candidatura de Jarbas Soster a prefeito da capital.

FORAM MAIS FORTES

Os chamados “nanicos” já foram mais fortes, chegando a ter deputados e vereadores, quando podiam impor condições para se aliar aos partidos grandes. Hoje são siglas enfraquecidas. Excetuando o PODEMOS, com dois deputados e um vereador, as demais siglas encolheram.

NOMES QUE NÃO CONTAM

E ainda assim o PODEMOS não pode contar com a força dos seus dois deputados na campanha municipal. O deputado Chico Viga (PODEMOS), com base na capital, já anunciou que deixará o partido, e o deputado Josa da Farmácia (PODEMOS), tem a sua base exclusiva  no Juruá.

NOME DA CÚPULA

Nesta segunda-feira, quem também vai mostrar as suas cartas para a disputa da prefeitura de Rio Branco é o PSL, com a apresentação à imprensa, às 8 horas, no seu diretório, na Habitasa, o pecuarista Fernando Zamora com um de seus pré- candidatos à prefeitura de Rio Branco.

PREFERIDO DA CÚPULA

O PSL tem dois nomes postulando a candidatura para a prefeitura da capital: o jornalista Rogério Venceslau e o pecuarista Fernanda Zamora. A coluna tem a informação de que o preferido da cúpula partidária seria Zamora. Independente da escolha não haverá racha.

TIROU DO SOVACO

O PSL, depois do fracasso na última eleição, em que disputou o governo estadual, estava no sovaco dos dirigentes. Com o comando passando para o empresário Pedro Valério a sigla ganhou vida orgânica, se estruturou e deixou de ser cartorial. Belo trabalho do Valério.

FORA DO CONTEXTO

Com todo respeito à categoria, ao seu direito de reivindicar, mas foi completamente fora de contexto a tentativa de servidores da Educação em forçar uma paralisação no início do ano letivo. Por qual razão não negociaram antes com os dirigentes da educação municipal? Á prefeitura, para não prejudicar milhares de alunos, não restou apelar com sucesso à justiça.

NADA IMPEDE

Nada impede que com o ano letivo funcionando a categoria dos servidores da Educação que se sinta prejudicada, de abrir negociação com o secretário de Educação, Moisés Diniz, que é uma figura que primou sempre pelo diálogo. Não há nada que não se resolva dialogando.

DOIS PONTOS IMPORTANTES

Dois pontos são importantes numa campanha majoritária: uma é o candidato buscar uma empatia com o eleitorado, se conseguir a identificação é um primeiro passo. A outra é ter nas ruas o maior número de candidatos a vereadores pedindo votos à sua candidatura.

PASSOU O TEMPO

O que alguns candidatos a prefeito de Rio Branco ainda não entenderam é que a agressão verbal, a crítica pessoal a quem está no poder, não rende votos. Eleição para prefeito é diferente, o eleitorado estará focado na segurança do candidato e se os projetos são factíveis. Não adianta prometer obras que o minguado orçamento da prefeitura não vai comportar.

FORA DE MODA

A política de sair atacando o adversário saiu de moda, ao invés de dar votos, tira.

QUERO VER

O Gladson prometeu varrer da gestão os aliados conspiradores. Se juntar os conspiradores aos omissos vai precisar rodar várias edições do Diário Oficial para comportar as demissões

TETO DA EMBROMAÇÃO

O PROGRESSISTAS bateu no teto da embromação, não há mais como o partido postergar além desta semana se terá ou não candidato próprio para a prefeitura da capital. O entrave é que dependem da posição do governador Gladson, que tem se mostrado recuado na decisão.

POSIÇÃO PREPONDERANTE

A posição preponderante entre os que estão mais próximos do governador Gladson Cameli é que ele fique neutro no primeiro turno da eleição, para não criar problemas com os aliados.

HELDER PAIVA

Registro sempre com alegria quando vejo alguém qualificado e honesto se colocar como candidato. É o caso do Helder Paiva, que foi vereador, deputado estadual, e não se conhece dele um único deslize. Deverá disputar nesta eleição uma vaga para vereador da capital.

CONSEGUIU UNANIMIDADE

Quando se conversa com dirigentes do PROGRESSISTAS, do PSD, do MDB, se nota uma aversão muito forte ao PSDB. Isso é complicado para os tucanos, se chegarem ao segundo turno.

FRASE MARCANTE

“As pessoas que falam muito, mentem sempre, porque acabam esgotando seu estoque de verdades”. Millôr  Fernandes, escritor.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas