Conecte-se agora

“Governo deu carta branca para matar bandidos dentro e fora do presídio”, diz familiar de preso

Publicado

em

FOTO: KENNEDY SANTOS - ac24horas.com

Dezenas de familiares de presos do sistema penitenciário no Acre fizeram na manhã desta segunda-feira, 2, um manifesto no centro de Rio Branco para cobrar do governo do estado direitos que, segundo eles, estão sendo negados aos detentos. Patrícia de Souza tem o esposo, o irmão e um primo preso e disse ao ac24horas que, entre os muitos problemas identificados no presídio Francisco d’Oliveira Conde, está uma determinação do estado que gerou revolta: “estamos sabendo que tem uma carta branca do governo do estado para matar os bandidos, dentro e fora do sistema penitenciário”, disse.

As mães, esposas e demais familiares dizem que os direitos dos detentos como cidadãos não estão sendo exercidos. “Esse manifesto é em prol dos que estão no sistema carcerário. Não estamos aqui por visita íntima, estamos por direitos dos presos que estão sendo violados”, garantiu Patrícia.

FOTO: KENNEDY SANTOS – ac24horas.com

Os participantes do ato expuseram que cobram o governador Gladson Cameli por melhorias no sistema, uma vez que “votamos nele, fomos exigidas por nossos esposos para votar nele [Gladson]”, ressaltou a familiar de um detento.

Os manifestantes alegam que são contra a opressão com a presença do batalhão de choque da polícia no local do protesto. “Estamos nesse manifesto por remédios que estão faltando no presídio, por atendimento aos presos com tuberculose, presos com depressão, por atendimento. Houve um preso do pavilhão P que teve o remédio retirado de dentro da cela”, disse Patrícia.

Além disso, os familiares disseram que alguns detentos estão sendo impedidos de receber visitas da família e, inclusive, dos filhos. “Tem um detento do Antônio Amaro que está dois meses sem ver os filhos. Por isso pedimos encarecidamente ao poder público que devolvam o direito deles”, destaca a mulher.

O trânsito ficou lento da região do Palácio Rio Branco. Alguns motociclistas tiveram dificuldade em transitar em meio ao protesto. Os manifestantes se dirigiram para fechar o acesso à ponte Juscelino Kubitschek.

FOTO: KENNEDY SANTOS – ac24horas.com

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas