Conecte-se agora

Piloto de paramotor se coloca à disposição para ajudar nas buscas da suposta queda de avião

Publicado

em

Foto: Arquivo Pessoal

Com toda sua frota aérea impossibilitada de levantar voo, já que os dois helicópteros e o avião estão sem condições de sair do solo por problemas técnicos (helicópteros) ou por problema de documentação (avião), o governo acreano não tem condições de fazer buscas aéreas para tentar identificar a localização do avião de pequeno porte que teria caído entre os municípios de Bujari e Sena Madureira.

A possibilidade de se fazer uma busca pode acontecer por meio da disponibilidade do jornalista e piloto de paramotor do Acre, Josenir Melo.

Com mais de oito anos de experiência, Josenir procurou o Corpo de Bombeiros e se colocou à disposição para fazer uma busca aérea na região. “Eu me coloco à disposição. Se for de grande valia eu posso fazer uma varredura aérea na região onde supostamente o avião teria caído”, disse.

A resposta do Corpo de Bombeiros veio por meio do Major Falcão, que é porta-voz da instituição. “Nós já tínhamos falado sobre um sobrevoo. Pelo que apuramos, se o acidente aconteceu da maneira que imaginamos, ele abriu uma cratera no meio da floresta. Do solo, nós, debaixo na floresta densa, não conseguimos identificar”, afirma.

Josenir Melo, inclusive, já tem experiência em buscas. Em junho do ano passado ajudou a resgatar um extrativista que sofreu um acidente em um local de difícil acesso na zona rural de Capixaba. “Eu me disponho e fico no aguardo das autoridades. Basta que tenhamos autorização para fazer as buscas que daremos início nessa varredura aérea em busca dessa aeronave”, diz Josenir.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas