Conecte-se agora

Laudo descarta violência sexual contra chilena morta a facadas em Rio Branco

Publicado

em

FOTO: REPRODUÇÃO

O laudo de conjunção carnal feito na chilena Karina Constanza Bobadilha Chat, de 22 anos, descartou a violência sexual contra a vítima. O exame foi feito após a jovem ter sido morta a facada por um homem que tentava impedir a mesma de se mudar de Rio Branco para Porto Velho (RO). O laudo pericial foi divulgado nessa terça-feira (18).

A mulher foi vítima de um conhecido que, segundo a polícia, tentava manter uma relação amorosa com ela. Karina morreu no domingo, dia 2, depois de ser socorrida em via pública e levada ao pronto-socorro de Rio Branco. O principal suspeito de ter cometido o crime foi preso em Feijó e em depoimento, confessou o crime à polícia.

Agora, a polícia segue as investigações para encerrar o inquérito e encaminhar à Justiça. O acusado pode ser indiciado por homicídio qualificado com agravante de feminicídioe pegar até 30 anos de prisão.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas