Conecte-se agora

Deputados da base chegam com uma hora de atraso na Aleac

Publicado

em

Todos os deputados estaduais que compõem a base do governo do Estado na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) chegaram com cerca de duas horas de atraso na sessão desta quarta-feira (19). O motivo do atraso, claramente, deve ter sido o encontro que os parlamentares tiveram hoje cedo com o governador Gladson Cameli (Progressistas) no Palácio Rio Branco para alinhar a política interna.

Para os oposicionistas da Casa, a realização das sessões, principalmente aos 18 da base do governo, está sendo um verdadeiro sacrifício. A ausência dos deputados no decorrer da sessão desta quarta incomodou o deputado petista Daniel Zen. “Não estou aqui para ser “bedel” de ninguém, muito menos criticar ou ditar regras, mas não é possível o não comparecimento às sessões”, lamentou.

Segundo Zen, a ausência dos deputados da base é corriqueira, forçando os seis parlamentares da oposição a falar na tribuna o tempo todo para que as sessões aconteçam. “Se a oposição não for à tribuna, nenhum outro parlamentar fala”, disse. Na sessão de hoje, por exemplo, apenas Daniel Zen os deputados Roberto Duarte (MDB), Jonas Lima (PT), Edvaldo Magalhães (PCdoB) e Maria Antônia (PROS) estavam presentes na maior parte da manhã.

“O gato comeu os deputados eleitos. É uma falta de respeito com o povo. Falta responsabilidade. É por isso que a população não quer mais votar em político”, desabafou Jonas Lima.

De acordo com ele, não pode nem ir ao banheiro porque, se saísse do plenário, a sessão acabaria por falta de quórum regimental. “O povo paga um alto salário aos parlamentares e eles não comparecem às sessões. Ninguém pode faltar sem justificar”, denunciou.

Os deputados da base aliada ao governo chegaram por volta das 11 horas de hoje ao plenário, quando a sessão já estava ocorrendo.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas