Conecte-se agora

Deputado diz que proposta de reduzir ICMS do combustível é “média e enganação”

Publicado

em

A promessa de redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do combustível proposto pelo presidente Jair Bolsonaro aos governadores de Estado, aprovado, inclusive, por Gladson Cameli, foi alvo de um duro discurso do deputado Manoel Moraes (PSB).

O parlamentar disse que a proposta foi uma forma do Presidente da República atingir os governadores do Rio de Janeiro e de São Paulo, que são seus adversários e, no caso de Dória, que é apontado como candidato à presidência do Brasil em 2022. “O Bolsonaro tem uma meta que é falar uma bobagem por dia. Mas, nesse caso o presidente quer esconder os erros de seu governo e atingir os governadores que são seus adversários”, afirmou.

A bronca do parlamentar sobrou para Gladson Cameli, do qual é aliado. Segundo Moraes, Bolsonaro “atirou na anta e acertou na cutia”. “Coitado do nosso Acre. Temos dificuldade e falta de orçamento. Essa proposta é como se o salário não desse para sobreviver e você ainda tirasse mais. Se tirar essa receita, vão ter que criar outra”, disse.

O deputado disse que a equipe econômica do governo não era nem para ter permitido que Gladson falasse sobre o assunto. “Governador nem era para ter falado nisso. Chega de fazer média, chega de levar enganação para o povo. Essa redução só vai acontecer com uma reforma tributária”, afirmou.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas