fbpx
Conecte-se agora

Os caminhos espinhosos do PT 

Publicado

em

O destronado PT enfrentará pela primeira vez depois de 20 anos mandando e desmandando no Estado, uma eleição municipal atípica. Seus candidatos a prefeito sempre disputaram a prefeitura da capital, ancorados na máquina estadual e na máquina municipal. Fora do poder, o PT vive hoje uma situação humilhante, dividido e sem definição para a eleição da PMRB. O setor majoritário é pela candidatura própria. Acontece é que os nomes de densidade eleitoral do partido, Jorge Viana, Binho Marques, Raimundo Angelim e Daniel Zen, não aceitaram a missão e adotaram a posição do afasta de mim este cálice. Outra ala implora para que a prefeita Socorro Neri aceite a indicação do vice, ou faça qualquer tipo de aceno e composição. O que deixa os petistas ainda mais num beco sem saída é que, ao que tudo indica, a prefeita não quer bancar o desgaste de carregar o PT no colo em uma campanha e ser mostrada aos eleitores como a candidata do petismo. Não fez uma declaração pública, mas o que se sabe pelos seus aliados mais próximos é que prefere que cada um vá com uma candidatura. Quem é que imaginaria ver o todo poderoso PT e os seus caciques, com pires nas mãos implorando uma migalha política do pequeno PSB, um partido que até bem pouco vivia das sobras da mesa petista. Mas é assim mesmo, a política é uma roda no eterno girar. O PT tem de se acostumar.

FUXICOS PARA O RIBAMAR

Numa roda ontem de deputados a gozação ficou por conta do “Conselho Político”. Entre as muitas gozações é que a maioria dos seus membros tem tanta maturidade para dar conselho político ao governador como o anão do Petecão, o Montana Jack. A outra cutucada é ser um “conselho fantasma”, por não existir um decreto ou portaria criando o tal “Conselho”. E a terceira mais ferina: “é um Conselho para ouvir e levar fuxicos para o Ribamar (Chefe do Gabinete Civil). Tudo isso em meio á gargalhada. Algumas alfinetadas pessoais, eu omito.

METIDOS NUMA PATUSCADA

Lamento pelo ex-deputado federal Osmir Lima e pelo ex-prefeito Normando Sales, ambos extremamente preparados, cabeças lúcidas, QI acima da média, por terem entrado nesta patuscada, na qual serão transformados em inocentes úteis, sem poder de resolver nada.

SUÍÇA DO GERLEN

Quem ouve a fala do líder do governo, deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS), na tribuna da ALEAC, discorrendo sobre os resultados da Segurança, Educação e Saúde, a impressão que passa é que, ele fala da Suíça. Gerlen, tinta em demasia acaba por borrar a pintura do quadro.

PAGANDO PARA VER

Por menor que for a redução do ICMS sobre combustíveis, já vale a pena. Mas tenho minhas dúvidas que isso possa acontecer, até por sérias implicações econômicas no orçamento do Estado, e por o governador Gladson ter falado tanta coisa por impulso e depois não cumprir.

NÃO É POLITICAGEM

A denúncia do deputado Daniel Zen (PT) ao MP de uma possível fraude no processo de licitação da Secretaria de Educação e da de Indústria Ciência e Tecnologia não deve ficar na conta de uma atitude politiqueira, mas de um direito de mandato de fiscalizar os atos do governo. Se estiver tudo certo, não há o que temer do caso ser levado à apreciação do MP.

LEI BURLADA

Para o deputado Zen, a Lei que regula este tipo de compra foi burlada por não restringir a participação apenas ás indústrias e produtores rurais locais, mas abriu de forma ilegal para as empresas atacadistas, que podem comprar os itens da licitação fora do Estado e participar do processo em vantagem sobre o empresariado local. O governo pisa na regra que criou.

VENHO ALERTANDO

Tenho comentado neste BLOG de que o uso abusivo das chamadas “caronas” – instrumento que deveria ser exceção, mas se tornou regra geral nas secretarias – iria dar problema aos secretários. E dando problemas, o que fica manchada é a imagem do governador, não do secretário. A lógica seria usar sempre a Comissão de Licitação para legalizar as compras.

SEIS POR MEIA DUZIA

Falou-se tanto em agronegócio na campanha política, que resolveria os problemas econômicos do Estado, que a florestania não resolveu em 20 anos de governos do PT, mas até aqui (e já estamos no segundo secretário de Agricultura), não se conhece um projeto executado na área.

NADA A VER

Esta pequena colheita de soja, por exemplo, é por iniciativa privada, o mesmo já aconteceu no governo passado. Aliás, as autoridades do governo só aparecem na hora das fotografias.

ORELHA DE FREIRA

Se há algum projeto sendo executado no campo do agronegócio está igual a orelha de freira, ninguém sabe e ninguém viu, pelos menos desconheço uma divulgação oficial sobre avanços.

FALA-SE POR FALAR

Não é uma estagnação de agora. A construção civil agoniza desde os últimos quatro anos do governo passado, que levou o setor a uma quebradeira. E quando se ouve no atual governo falas em gerar emprego e renda e não se vê uma iniciativa para reativar a construção civil, a conclusão a que se chega é que continuamos no mundo de fantasias da Alice no País das Maravilhas. Nenhum setor gera empregos mais imediatos do que a Construção Civil.

PONTO PARA A POLÍCIA

Ponto para a polícia sob o comando geral do Delegado Henrique, que elucidou dez crimes praticados por um serial killer de uma facção do crime organizado. O perigo agora é para os agentes penais, se este preso pegar uma gripe, eles vão acabar enquadrados por torturas.

O TAMANHO DO BURACO

É normal se ir e voltar de Brasiléia, fronteira com Cobija na Bolívia, e não sofrer uma revista ao longo do trajeto até Rio Branco. A apreensão pela PRF de 40 quilos de cocaína com portadores vindos da cidade boliviana é uma mostra como nossas fronteiras são uma peneira.

PONTA DO ICEBERG

Esta apreensão é a ponta do iceberg, por este caminho deve ter passado toneladas de drogas.

CHANCE ZERO DE MUDAR

O deputado Roberto Duarte (MDB) disse ao BLOG que não participou da reunião do Conselho Político do Governo (sic), mas ressaltou que nenhuma conversa ou trato fará mudar o seu comportamento de um mandato independente no governo, com críticas quando preciso.

NENHUM COMPROMISSO

O senador Sérgio Petecão (PSD) negou ao BLOG de que tenha acertado com dirigentes peemedebistas uma aliança em torno do candidato a prefeito de Rio Branco, deputado Roberto Duarte (MDB). Petecão está certo, quem precisa correr atrás é quem é candidato.

PEIXE FORA DA ÁGUA

Fora do poder o ex-senador Jorge Viana (PT) está como peixe fora do aquário, sua aparição nas redes sociais elogiando a construção da OCA pelo PT, é uma busca de uma pauta positiva.

LINHA RETA

Vamos entrar na campanha política. A linha da coluna será a mesma de outras disputas eleitorais, não será cabo-eleitoral de candidato, o espaço será democrático a todas as candidaturas como sempre foi. Não importa quem vai ganhar ou perder, vou praticar jornalismo. Se alguém gostar ou não gostar dos comentários, aceito como democrata.

SONHO DO JENILSON

Pode até acontecer, mas por enquanto o sonho do deputado Jenilson Lopes (PSB) de ver a prefeita Socorro Neri disputando um novo mandato por uma frente de partidos de esquerda, virou um pesadelo. Tudo caminha para o PT ter uma candidatura própria para a PMRB.

SEM BASE CIENTÍFICA

Costumo não divulgar enquetes feitas no período político, porque não possuem base científica. Publico e comento só pesquisas de opinião pública de institutos que usam métodos científicos.

CABEÇA NAS NUVENS

O que dá para se imaginar é que o governador Gladson Cameli deve estar com a cabeça nas nuvens de preocupado na procura de uma solução para deslanchar o seu governo. A Segurança, que na campanha foi mostrado como carro-chefe da gestão, não conseguiu conter a violência, que só aumentou. Na Saúde se debate com os mesmos problemas crônicos. O agronegócio ficou no discurso. O que salvou foi o equilíbrio fiscal e pagar em dias do servidor.

MUITO POUCO

Isso é muito pouco para quem na campanha prometeu uma administração dinâmica e eficaz. 

INICIATIVA PRÁTICA

O deputado Fagner Calegário tomou uma iniciativa prática de que a discussão sobre o desmantelo da segurança pública não deve ficar restrita aos debates na tribuna da ALEAC. Quer com a criação da Frente Parlamentar de Segurança apresentar propostas práticas no combate à violência que domina o Estado, notadamente, a cidade de Rio Branco.

APRESENTANDO RESULTADOS

Um secretário de Estado não tem que sentar a bunda na poltrona e ficar tomando café e papeando, tem que ser pragmático, como está sendo o secretário do Meio Ambiente, Israel Milani, ao criar um mutirão ambiental do órgão para atender os produtores do Juruá.

GRUPO DIMINUTO

Aliás, falando do secretariado do governo do Gladson o que se pode dizer é que, são poucos os que justificaram as suas escolhas no primeiro ano de governo. A maioria capinou sentada.

ACABAR COM FACILIDADES

Interessante o projeto em discussão na Câmara Federal, que impede nas Audiências de Custódia, a concessão de liberdade a quem for preso em flagrante praticando crimes hediondos, crimes de violência doméstica, tráfico de drogas ou crimes com a participação de menor de idade. Depois da Lei que proibiu mostrar a cara de bandidos, enfim, a classe política pode fazer algo para conter a liberalidade nas solturas dos presos pela polícia.

  FRASE MARCANTE

“Quando o gato e o rato fazem acordo, o dono do armazém vai à falência”, Ditado iraniano.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas