Conecte-se agora

Moradores de polo em Xapuri cobram medidas do MP por destruição de ramal

Publicado

em

Assentados do Polo Hortifrutigranjeiro União, mais conhecido como Polo Jequiá, em Xapuri, procuraram a Promotoria de Justiça no município para reclamar de uma situação que se arrasta há mais de cinco anos sem uma solução do poder público.

Em 2015, os moradores fizeram uma manifestação contra o tráfego de caminhões-caçamba que transportam areia para lojas de material de construção retirada de uma das propriedades existentes no local, deixando em péssimas condições o ramal que dá acesso à comunidade onde vivem e trabalham cerca de 35 famílias.

Entre os manifestantes, várias crianças reivindicavam o direito de chegar limpas à escola e alertavam para o perigo que os veículos pesados oferecem em uma via estreita e sem nenhum tipo de sinalização. Passados cinco anos, nada mudou e os moradores da área continuam sofrendo com o problema.

Depois de ser acionado, o Ministério Público, por meio do promotor Thiago Marques Salomão, que responde pela Promotoria de Xapuri, convocou uma reunião que foi realizada nessa quarta-feira, 12, com os envolvidos na questão, entre eles a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra).

O principal encaminhamento do encontro foi a elaboração de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que deverá ser firmado entre as partes em um novo encontro, com data ainda a ser definida, afim de estabelecer uma solução para o impacto do transporte de areia no ramal que liga o polo agrícola à cidade.

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas