fbpx
Conecte-se agora

Cruzeiro do Sul é a cidade com mais casos de dengue em 2020

Publicado

em

Os casos de dengue no Acre foram recentemente atualizados pelo Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti (LIRAa). Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), os casos de dengue confirmados em Rio Branco no mês de janeiro deste ano reduziram 95% em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com o estudo, apenas 42 casos da doença foram confirmados no mês passado, contra 870 em janeiro de 2019.

Entre todos os municípios do Acre, Rio Branco aparece em último lugar, se configurando como a cidade que menos tem registrado caso de dengue este ano. Já Cruzeiro do Sul desponta como a cidade com maior número de ocorrências da doença, marcando 650 casos, segundo relatório da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre).

A prefeitura de Rio Branco diz que a programação de prevenção e combate ao Aedes Aegypth (mosquito transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya) antecipada para novembro pode ter colaborado para a redução dos casos na capital acreana.

Desde novembro do ano passado, equipes da Semsa percorrem os bairros da cidade fiscalizando a limpeza dos quintais, distribuindo material educativo e conversando com os moradores sobre quais medidas tomar para prevenir e combater as doenças causadas pelo mosquito.

“Estamos nos esforçando e fazendo nossa parte e precisamos do apoio e dedicação de todos, principalmente da comunidade recebendo bem os agentes, o monitoramento intensivo do seu quintal e de sua residência para identificar possíveis criadouros, isso só cada um dos moradores pode fazer, uma vistoria por semana, é suficiente”, disse o secretário de Saúde, Oteniel Almeida.

Ações concentradas também são realizadas toda quarta-feira nos bairros com maior incidência, blitz educativa em pontos de grande circulação de pessoas e distribuição de citronela. Além disso, a Semsa disponibiliza o Disk Saúde para denúncias. Qualquer cidadão pode denunciar, em caso de quintais abandonados ou em situação que há possíveis criadouros, pelo número 3224-4269.

Até o momento os bairros mais atingidos são Adalberto Aragão, Residencial Santa Cruz e Tancredo Neves.

Fonte: Ascom/PMRB

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas