Conecte-se agora

IPHAN e FEM discutem com prefeito de Xapuri ações para reabertura da casa de Chico Mendes

Publicado

em

A Assessoria de Comunicação da prefeitura de Xapuri informou nesta quarta-feira, 5, que o prefeito Ubiracy Vasconcelos recebeu no dia anterior a visita de uma comitiva composta por representantes do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN), da Fundação Elias Mansour (FEM) e do Instituto Chico Mendes.

A pauta da conversa, segundo o assessor Jonathan Matheus, foi a discutição de um plano de ações para a reabertura dos espaços de memórias que se encontram fechados na cidade há mais de um ano. Xapuri possui quatro espaços listados no Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), todos inacessíveis à visitação pública.

Os patrimônios fechados são a Casa de Chico Mendes, que também é tombada como Patrimônio Histórico Nacional, onde o seringueiro viveu por alguns anos e foi assassinado em 1988, a Casa Branca e o Museu do Xapury, antigo prédio da prefeitura do município, e a Fundação Chico Mendes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O prédio onde funcionou a Fundação Chico Mendes já nem pertence mais à família do seringueiro. Depois de ser objeto de uma disputa judicial, o imóvel foi adquirido pela Cooperativa Central de Comercialização Extrativista do Acre, a Cooperacre, que mantém lá a sua sede na cidade.

A Casa de Chico Mendes está fechada desde um pouco antes da mudança de governo; os museus Casa Branca e do Xapury estão fechados há mais tempo. O primeiro, desde o embargo de uma obra de restauração, em 2016, e o segundo desde a histórica enchente do rio Acre, no ano de 2015.

A assessoria do prefeito Ubiracy Vasconcelos disse que os representantes das entidades ligadas aos espaços culturais e de memórias trouxeram informações sobre os projetos de revitalização previstos para os museus e fizeram sugestões para o compartilhamento de um calendário de ações nesse sentido.

No caso do Museu do Xapury, que se encontra em situação precária depois que duas licitações para a sua recuperação não despertaram o interesse de nenhuma empresa, o diretor administrativo e financeiro da FEM, Francisco Generozzo, havia dito há alguns meses que o projeto de restauração do espaço precisava ser revitalizado antes de ser tocado adiante.

Sobre a reabertura da Casa de Chico Mendes, Generozzo afirmou que na reunião com o prefeito ficaram alinhadas algumas ações para a reabertura do patrimônio.

“Vamos trabalhar esse resto de semana aqui em Rio Branco para fazermos um calendário de ações para a reabertura da casa”, disse.

A respeito do Museu Casa Branca, cuja obra de restauração está paralisada desde a administração do ex-prefeito Marcinho Miranda, a prefeitura tenta resolver pendências junto ao programa Calha Norte para retomar a recuperação. A expectativa do prefeito é de inaugurar a reforma do museu no dia 6 de agosto deste ano.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas