Conecte-se agora

Em nota, PM lamenta morte de tenente por “insuficiência renal”

Publicado

em

Como de praxe, a Polícia Militar do Acre emitiu uma nota de falecimento nesta quarta-feira, 5, após a morte do subtenente da Reserva Remunerada, Amarildo Carneiro Costa, aos 56 anos. No entanto, a nota não menciona em nenhum momento o fato de o subtenente ter ido a óbito após ser baleado por criminosos durante tentativa de assalto em Rio Branco. O comando da PM do Acre preferiu se limitar a dizer que a vítima morreu “em decorrência de insuficiência renal”.

O documento é assinado pelo comandante-geral da PMAC, coronel Ulysses Araújo. Em seguida, a nota relata uma breve história do militar na Corporação. “Ingressou em 1986 e serviu em diversas unidades, sendo reconvocado em 2016”, afirma. Para a PM, Amarildo deixa um legado de “bons serviços prestados e de respeito e admiração entre pares e subordinados”.

Na nota, o coronel presta condolências à família do militar. “E rogamos a Deus que possa confortar-lhes neste momento de profunda tristeza e dor”.

O velório ocorrerá na Capela São João Batista, localizada na avenida Antônio da Rocha Viana, bairro Vila Ivonete. Amarildo deixa esposa e filha. O Oficial da foi ferido com dois tiros na noite de segunda-feira, 3, durante uma tentativa de assalto na rua Licênio de Azevedo Maia, no bairro Xavier Maia, em Rio Branco. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã de hoje na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Pronto Socorro de Rio Branco.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas