fbpx
Conecte-se agora

Uma voz ponderada na guerra política 

Publicado

em

FOTO: SÉRGIO VALE

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS), terá uma missão na condução da casa legislativa bem mais difícil de que no período passado. No ano político, o clima do debate tende a ser mais acirrado. Nicolau até aqui tem se mostrado um conciliador, tanto que neste período que comanda a mesa diretora conseguiu ser respeitado não somente pela base do governo, mas também pela oposição. Deixou o debate fluir, não foi um mero estafeta do governo, como costumam ser os que comandam o Legislativo, e tem tudo para continuar exercendo o papel de magistrado. Teremos um período conturbado politicamente, porque estarão em jogo as prefeituras, e todos os deputados têm interesse contraditórios neste cenário. Nesta guerra política, o Nicolau é uma voz ponderada. 

O ACRE VIVE DE BLEFES POLÍTICOS

Numa conversa com um amigo ouvi ontem, uma frase que define bem a economia estadual: “Luiz Carlos, o Acre é um Estado empobrecido!”. De fato. Os vinte anos de PT não mudaram o nosso modelo econômico, que continua ser o do FPE. O atual indica também que caminha para não mudar e ficar a mesmice. Achavam que a estrada para o Pacífico era a redenção econômica dos acreanos. Foi um blefe dos petistas. E pensar que vai mudar ligando Cruzeiro do Sul á Pucallpa, no Peru, é um blefe dos camelistas. E de blefe em blefe vamos vivendo.

COMPLETAMENTE ENGANADO

O vice-governador Major Rocha está completamente equivocado ao raciocinar que descolando a sua imagem do Gladson Cameli poderá ser a salvação da sua lavoura política. Se o governo chegar em 2022, naufragado num desgaste popular, a chapa Gladson-Rocha afundará junto.

FOI QUEM PROMETEU RESOLVER

Torço como todo cidadão pela paz na cidade. O problema é que prometeram uma solução mágica para uma questão complexa como a Segurança.  O fato do Rocha ser quem manda e desmanda na Segurança, não vai eximir o governador Gladson do desgaste popular, afinal, o governador é ele. Regra básica: quem governa não abre mão do poder, ou perde a autoridade.

O MAGALHÃES, ESTÁ TRESVALIANDO?

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) está propondo combater o crime organizado com a burocracia palpiteira. Vai apresentar na ALEAC, a formação do “Conselho do Estado”, com a participação de deputados da oposição, um fórum de pitacos. Está tresvaliando, Magalhães?

CONSELHO DOS PITACOS

O Legislativo pode e deve auxiliar numa jornada de combate ao crime, apresentando um pacote de sugestões práticas, sem criar o que vem sendo chamado de “Conselho dos Pitacos”. No serviço público, quando não se quer chegar a nada, se crie um fórum de discussões.

UM RACIOCÍNIO ERRADO

Beira a infantilidade se pensar que nesta guerra urbana que vive a cidade de Rio Branco vão morrer apenas os membros do crime organizado. Pessoas de bem também são alvo em potencial, como o caso acontecido ontem com um Oficial da PM, baleado por assaltantes.

DE GARNISÉ À GALO DE BRIGA

A turma do PSB que sempre cantou de galo garnisé durante os 20 anos em que o PT estava no poder, agora está cantando de galo de briga. Um amigo do PSB comentava ontem o fato dos cardeais petistas estarem se humilhando para tentar indicar o vice na chapa da Socorro (PSB).

CAPINANDO TERRA PARA OS PÉS

O PSB poderá ter uma chapa para disputar vagas na Câmara Municipal de Rio Branco recheada de vereadores, no mínimo quatro. O problema vai ser achar loucos sem mandato para servir de bucha de canhão, entrando apenas como figurante numa chapa repleta de cobras criadas.

NÃO É PINGUIM

O PT aventa a possibilidade de lançar o professor Marcelo Siqueira candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul. O Marcelo é um jovem de um belo currículo. Já foi colocado em frias pelo PT para deputado e vice-prefeito. Não creio que embarque numa terceira fria. Viraria pinguim.

NÃO É NENHUM INOCENTE

O Marcelo Siqueira (PT) não é nenhum inocente para não saber que, não será fácil quebrar a polarização na campanha entre os grupos do prefeito Ilderlei Cordeiro (PROGRESSISTAS) e do ex-prefeito Vagner Sales (MDB), na briga pela prefeitura de Cruzeiro do Sul.

CABRA DE SORTE

Em Xapuri, vai se caminhando para a quarta candidatura a prefeito do município. A se confirmar a pulverização dos votos – insisto em reafirmar – vai favorecer o prefeito Bira (PT).

FUGINDO DAS CRÍTICAS

A pauta na sessão de hoje na ALEAC deverá ser a Segurança. O Gladson Cameli não vai estar presente para levar a mensagem governamental, se encontra em Brasília. O vice Major Rocha arrumou um “compromisso em Assis Brasil”. Sobrou para o chefe do gabinete civil, Ribamar Trindade, ouvir as poucas e boas que deverão ser disparadas pelos deputados da oposição

CORRENDO CONTRA O TEMPO

O secretário Thiago Caetano continua correndo meio mundo em reuniões para tentar se viabilizar como candidato a prefeito pelo PROGRESSISTAS. O Luziel, outro que quer ser candidato, dispara mensagens pelas redes sociais ao raiar do dia. E o Gladson, calado!

TENDE ESQUENTAR

A tendência é esquentar o clima na Assembléia Legislativa entre o deputado Roberto Duarte (MDB) e o deputado Jonas Lima (PT), por conta deste ter compartilhado uma baixaria contra o Duarte nas redes sociais. Não deu para entender o Jonas comprar uma briga que não era sua.

NÃO VAI PARA O CANTO DO RINGUE

Não o conheço muito, mas o suficiente para saber que não será com ataques que os adversários farão o deputado Roberto Duarte (MDB) recuar do papel de crítico do governo Cameli.

COMO OBSERVADOR

O Pastor da IBB Agostinho Gonçalves tem dito que, nesta campanha à PMRB será só eleitor.

SAIU TUDO ERRADO PARA O JV

Não deu nada certo para os planos eleitorais do ex-senador Jorge Viana (PT). Não esperava a firmeza da prefeita Socorro Neri em não aceitar ficar no cargo e apoiar o nome indicado pelo JV para a prefeitura de Rio Branco. Agora é correr atrás para viabilizar um nome no PT.

ENGANADOS COM A COR DA CHITA

Tenho assistido declarações de dirigentes partidários lançando figuras fora do mundo político para disputar a PMRB, como se isso fosse passaporte á vitória. Um candidato que não chegar á campanha ancorado em alianças, com chapas fortes para vereador, vai apenas cumprir tabela.

COMPRA DE VOTOS

E não apostem que esta será uma campanha da moralidade, porque isso é delírio de malária. Infelizmente, na disputa da prefeitura da capital vai continuar tendo um peso forte ter uma boa estrutura partidária, e terá compra de votos. Não será uma eleição para monge budista, será um vale-tudo, com baixarias e esquemas financeiros. O resto é sonhar com o Papai Noel.

LEMBRANDO A SINHASIQUE

Lembro que a ex-deputada Eliane Sinhasique (MDB), ainda no parlamento, lançou um livro que tinha como tema, como se ganhar uma eleição sem comprar votos. Foi colocar em prática e levou uma surra de votos do Marcus Chame-Chame. Casa de ferreiro, espeto de pau.

PAUTA PREFERIDA

Os candidatos a prefeito de Rio Branco, com os quais já conversei têm uma pauta comum para a campanha: acabar com a chamada “Zona Azul”. Não há nada mais antipático hoje para os motoristas do que esta rede montada com a ânsia de faturar em cima dos donos de veículos.

NÃO ESTÁ ERRADA

A se confirmar a candidatura da publicitária Charlene Lima (PTB) para prefeita de Sena Madureira, não está com uma estratégia política errada. O que vai ganhar sendo cabo-eleitoral da Toinha Vieira? Como candidata, se perder divulga seu nome para tentar a ALEAC em 2022.

O KIEFER DEVE ESTAR RINDO

Afundou a coligação entre PT e PCdoB para disputar a prefeitura de Feijó, cada partido terá o seu candidato próprio a prefeito. O prefeito Kiefer deve estar rindo com a pulverização dos votos da esquerda. O que sempre uniu o PT e o PCdoB foi o poder. Agora é outro jogo.

A VOLTA DO VELHO CACIQUE

Os dirigentes do MDB têm uma meta em Feijó: convencer o ex-prefeito petista Francimar Fernandes a ser candidato pelo partido. Afastado das disputas, Francimar ainda é cobiçado.

ADEUS AO PT

Francimar Fernandes foi mais um quadro de votos que se desligou do PT após a derrota.

SÉRIAS DIFICULDADES

Quem conhece bem o quadro político de Tarauacá traçou o seguinte cenário sobre uma candidatura do ex-prefeito Rodrigo Damasceno pelo PSDB: – não teria mais o apoio e os votos da esquerda e nem do campo conservador, dividido em várias candidaturas para prefeito.

FRASE MARCANTE

“O povo brasileiro prefere trocar de celular ao invés de trocar de político”. Marcos Perrin.

 

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas