fbpx
Conecte-se agora

Após guerra com Luana e fuga no FOC, Lucas Gomes deixará o IAPEN

Publicado

em

Lucas Gomes, policial penal, deverá deixar a direção do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (IAPEN). Ele foi comunicado oficialmente da decisão do Palácio Rio Branco no início da noite desta terça-feira (4), mas deverá permanecer no cargo até a chegada no governador Gladson Cameli.

Indicado para o comando da segurança pública pelo vice-governador Major Rocha, Lucas assumiu o IAPEN travando uma verdadeira guerra jurídica com a juíza de execuções penais, Dra. Luana Campos. O seu nome chegou a ser representado semana passada junto ao Conselho Nacional de Justiça, por desobediência às Leis de Execuções Penais (LEP).

A recomendação para saída de Lucas Gomes é do vice-governador Major Rocha, que cumpre agenda em Assis Brasil. No final da tarde de hoje, ele foi comunicado pela Casa Civil de que deixará o cargo após uma conversa com o governador Gladson Cameli.

A situação de Lucas se agravou após a fuga em massa ocorrida na madrugada do dia 20 de janeiro, quando, 26 detentos, pularam o muro do presídio Francisco de Oliveira Conde, com a ajuda de uma “Maria Tereza”. Entre os elementos estavam presos de alta periculosidade. As investigações para saber se houve facilitação pela equipe de plantão ainda não foram concluídas.

Lucas também enfrenta dificuldades políticas com quatro grupos que subdividem o comando político do sindicato e da associação dos policiais penais. Segundo a reportagem apurou, uma onda de “fogo interno” foi acionada para derrubar o diretor. Estariam de olho em sua vaga grupos ligados ao MDB e o Democratas queriam assumir o IAPEN.

Lucas foi chamado na Casa Civil após todo o dia de trabalho desta terça-feira. Ele confirmou que deverá deixar o cargo.

Propaganda

Acre

Brasil avalia construção de hidrelétrica binacional com a Bolívia

Publicado

em

FOTO: INTERNET

O Brasil estuda construir uma usina hidrelétrica binacional com a Bolívia. O projeto seria no Rio Mamoré, acima do município de Guajará-Mirim (RO), contando com experiência e investimentos de Itaipu.

A possibilidade foi comentada na última sexta-feira (14) pelo diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, durante solenidade de comemoração da geração recorde de 2,7 bilhões de megaWatts/hora (MW/h) produzidos desde o início de sua operação, em 1984.

O Ministério estimou em cerca de US$ 5 bilhões o valor de construção da usina binacional com a Bolívia, tomando-se em conta o valor das grandes usinas recentes.

Continuar lendo

Acre

PSDB indica Pelé Campos como pré-candidato a prefeito de Feijó

Publicado

em

O lançamento da pré-candidatura do escolhido pelo PSDB para disputar a prefeitura do município de Feijó ocorreu neste sábado, 15, na Câmara Municipal. Pelé Campos foi apresentado como pré-candidato com apoio de importantes figuras do ninho tucano, coo o vice-governador do Acre, Major Rocha e a deputada federal Mara Rocha.

Pelé irá disputar a vaga também com o atual prefeito de Feijó nas eleições de 2020. Na mesma ocasião, também ocorreu o ato de filiação do PSDB em Feijó. Participaram do ato políticos como o deputado estadual Cadmiel Bomfim, o presidente do MDB, Abner Tavares e o presidente do PSDB, Luciano Machado.

Pelé Campos foi apontado como “aquilo que o município precisa para se desenvolver”. Para os dirigentes do partido, ele é uma figura qualificada, entendedor de Gestão Pública.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas