fbpx
Conecte-se agora

Segurança se reúne para elaborar relatório sobre mortes violentas

Publicado

em

Boa parte da cúpula da segurança pública do Acre estará reunida nesta segunda-feira, 3, com demais representantes do governo do estado para tratar sobre as mortes violentas ocorridas no mês de janeiro e início de fevereiro. De acordo com o secretário da pasta, coronel Paulo César, o objetivo é formalizar um relatório que chegue à conclusão dos motivos que provocaram os 47 homicídios do mês passado e ainda o que pode ser feito para coibir essas mortes.

O ponto central de discussão será o número significante de homicídios ocorridos no mês de janeiro. “As polícias vão apresentar o andamento das investigações e as estatísticas. Mostras quais autores já foram presos, e assim teremos uma ideia exata de como estão os trabalhos com relação a esses delitos”, assegura o secretário.

O encontro ainda irá abordar a situação da fuga de detentos do presídio Francisco D’Oliveira Conde. De acordo com Paulo César, não há como descartar que as fugas ocorridas no presídio podem ter impactado, sim, no aumento do número de crimes contra a vida. “O relatório que vamos ter na segunda-feira pode levar a esse entendimento, além de outros fatores”, explica.

Segundo o coronel, os últimos três homicídios ocorridos em janeiro na capital acreana têm uma mesma peculiaridade: eram pessoas que viviam em situação de rua. Por esse motivo, a secretaria também se volta para entender o que pode ter motivado esse “movimento”. “Isso também merece uma análise do nosso departamento de inteligência em parceria com outros órgãos do sistema. Eles já estão fazendo essa análise criminal para saber se há algum movimento nesse sentido. Essas mortes também estão sendo objeto de estudo”, assegura o coronel.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas