fbpx
Conecte-se agora

Charadas a serem resolvidas

Publicado

em

As duas grandes charadas da eleição para prefeitura de Rio Branco ainda estão para serem decifradas. Uma delas é saber qual o caminho que o governador Gladson Cameli vai seguir. Vai optar por ser refém de algum grupo político, indicando um vice e transformando o seu partido, PROGRESSISTAS, num puxadinho, e ele virando um mero cabo-eleitoral? Vai seguir a lógica de que o partido que está no poder tem de disputar a eleição sendo cabeça de chapa e não figurar como uma sigla nanica de aluguel? Vai entrar na campanha só no segundo turno, para não magoar os partidos aliados com candidatos já postos à prefeitura da capital? A outra charada é o comportamento da prefeita Socorro Neri. O que ela quer realmente? Sairá com uma candidatura descolada do PT? Sairá coligada com o PT e colocará no colo o desgaste em que se encontra o petismo na capital? Quem serão os seus aliados? Tanto o Gladson Cameli como a Socorro Neri, pela relevância dos cargos que ocupam, precisam pensar e repensar antes de tomar uma decisão sobre a sucessão na capital, na política uma mexida errada pode ser fatal. Enquanto as duas charadas não foram equacionadas se ficará apenas na especulação.

DORMINDO COM O INIMIGO

Nem tanto o fato de ser cria e sido um expoente do PT, uma pauta negativa com a qual o candidato à PMRB, Minoru Kinpara (PSDB), tem que se preocupar na campanha, é outra: a Segurança. Caso este caos na violência persista na capital, vai ser alvo fixo dos adversários.

NÃO HÁ COMO DESCOLAR

Torça então para que, os índices da segurança melhorem, porque não haverá como descolar a sua imagem na eventual continuidade do quadro de guerra urbana, não importa ser a eleição municipal. A lembrar: o fracasso do PT na Segurança puxou o Marcus Alexandre para baixo.

ACOSTUMANDO COM A IDEIA

Conversando ontem com vereador da base da prefeita na Câmara Municipal de Rio Branco, este disse que o PT tem que se acostumar com a ideia de que a prefeita Socorro Neri não quer uma coligação com os petistas no primeiro turno. Nega também haver compromisso de aliança no segundo turno, porque esta é uma eventualidade a e discutir no momento certo.

AINDA NÃO FALOU

Depois da reunião entre dirigentes do PSB e PT, não houve nenhuma manifestação da prefeita Socorro Neri sobre coligação com o PT ou compromisso de aliança no segundo turno, é possível que venha a se pronunciar no seu retorno a Rio Branco esta semana. A palavra é dela.

O MAIS RÁPIDO

Conversei ontem com o presidente do PT, Cesário Braga, e este me disse que seu partido já fez o gesto de se reunir com o PSB, e espera a resposta o mais rápido possível do PSB, para saber se há condições de uma aliança no primeiro turno. Até porque não havendo, o PT tem que partir para candidatura própria para a prefeitura de Rio Branco. E o tempo corre contra.

NÃO VAI SERVIR DE ESCADA

Aliado próximo da publicitária Charlene Lima no PTB, garantiu ao BLOG DO CRICA de que, ao contrário do que vem se divulgando, ela será sim candidata á prefeitura de Sena Madureira nesta eleição em qualquer cenário. Não abriu para a tucana Toinha Vieira, como falam.

CHAPA COMPETITIVA

O PTB não definiu com quem caminhará na eleição para a prefeitura da capital, a principal preocupação no momento é montar uma chapa de candidato a vereador, competitiva. Um dos nomes mais fortes na briga por uma vaga, Dr. Jferson, diz o PTB já ter 16 nomes confirmados.

EM HIPÓTESE ALGUMA

O presidente do SD, Israel Milani, descarta qualquer hipótese na eleição municipal da capital que não seja a da deputada federal Vanda Milani (SD) disputar a prefeitura. Não há pressão que possa reverter a decisão. Espera montar um leque de apoio entre cinco e oito partidos.

PRÉVIA DECIDE

Sem consenso, o MDB decidirá numa prévia numa prévia o candidato a prefeito de Xapuri.

CAÇA COM GATO

Mesmo com a dificuldade do PT estar no contexto político das eleições municipais fora do poder, o trabalho que o presidente do PT, Cesário Braga, vem articulando, é relevante. Emplacou a professora Nâgela Figueiredo como candidata a prefeita do PT do Jordão.

LAURO BENIGNO

É o nome que será candidato a prefeito de Tarauacá pelo PSB, congregando o apoio de partidos da esquerda, como o PCdoB, e segmentos sociais organizados. O vereador Lauro Benigno, segundo amigos que o conhecem, é um nome sem nódoas na política.

NÃO ADIANTA NEM PROCURAR

Não adianta nenhum dirigente de partido procurar a Néia, a mística esposa do deputado federal Jesus Sérgio (PDT), para buscar uma aliança política, porque sua candidatura a prefeita foi moldada no misticismo. Afirma sempre que não arreda da decisão, por ter conversado duas vezes com Jesus e este ter lhe dado como missão disputar a prefeitura de Tarauacá.

VAMOS VER NAS URNAS

Nada contra as suas visões cristãs, vamos ver se Jesus vai lhe dar uma ajuda nas urnas.

FEVEREIRO VIOLENTO, OREMOS!

Não começou bem o mês de fevereiro. Já foram registradas duas mortes na capital. Inclusive de uma artista de rua chilena, que fazia malabarismos nas ruas de Rio Branco, que nada tem a ver com o crime organizado. O que mostra que todo mundo hoje virou alvo.

ESQUEMA DE FUXICADA

O BLOG tem informação que foi montada uma verdadeira operação de fuxicada para afastar o governador Gladson Cameli do senador Sérgio Petecão (PSD). Quem me revelou ontem este fato disse que, há grupos partidários querendo ter a hegemonia política sobre o governador.  

NÃO É CRIANÇA

O Gladson Cameli não é nenhuma criança, não é um neófito na política, para não ter a noção que pegar corda para confrontar aliados, só lhe causará problemas de governabilidade. 

NÃO SE MANIFESTOU

Até ontem o governador Gladson não tinha se manifestado sobre ir na terça-feira á sessão de abertura da Assembléia Legislativa ou se mandará alguém da equipe para lhe representar. Para quem depende da ALEAC para aprovar seus projetos, sua ausência seria uma descortesia. 

REJEIÇÃO DEFINIRÁ

A coluna tem informação de que o secretário Thiago Caetano de fato foi incentivado pelo governador a se articular politicamente para viabilizar uma candidatura á PMRB. Uma pesquisa da rejeição dos nomes postos até aqui norteará decisão de Cameli sobre lançar ou não uma candidatura pelo PROGRESSITAS. A principal leitura de uma pesquisa é a rejeição do candidato.

DADO ENGANADOR

Quando não se deu nem a largada da campanha, se ater só aos números de aceitação das candidaturas nas pesquisas, é uma análise equivocada. O Marcus Alexandre começou com 3% nas pesquisas, mas como tinha baixa rejeição, embalado pela máquina do governo se elegeu.

QUANDO MARÇO VIER

Há fortes comentários no PSB que, na janela das filiações em março, quem poderá deixar o PT para entrar no PSB é o presidente da Câmara Municipal de Rio Branco, Antônio Moraes.

VÃO ANOTANDO

Jamil Asfury (PSC), Vanda Milani (SD), Sanderson Moura, Jarbas Soster (AVANTE), Minoru Kinpara (PSDB), Fernando Zamora ou Rogério Venceslau (PSL), Socorro Neri (PSB), Roberto Duarte (MDB), Isaias Junior (PTB) e o nome a ser definido pelo PT. Recorde de dez nomes na disputa. A todas as candidaturas se confirmarem, isso será muito bom para o debate político.

BALA NA AGULHA

O Shopping Popular se encontra na reta final para ser inaugurado. Fora isso a prefeita Socorro Neri ainda terá um bom volume de recursos para trabalhar em ruas até a eleição. Ou seja, tem bala na agulha. Este grande número de candidatos é tudo que ela pediu a Deus nesta eleição.

RACIOCÍNIO PRAGMÁTICO

Num raciocínio pragmático o maior investimento político que a secretária de Turismo, Eliane Sinhasique (MDB), poderia fazer seria apoiar a candidatura do deputado Roberto Duarte (MDB) para prefeito de Rio Branco, porque ele ganhando, ela assumiria sua vaga na ALEAC.

MUITO IMPROVÁVEL

Mas, esta hipótese é muito improvável de acontecer. Não gosta nem de ouvir o nome do Duarte, tem mágoa dos dirigentes do MDB por problemas na campanha para prefeita da capital, e o fato do deputado Roberto Duarte (MDB) se oposição ao Gladson lhe afasta ainda mais do MDB. Aliás, a Sinhasique está afastada de todas as atividades partidárias. 

NÃO SOMA E NEM TIRA

O vídeo ofensivo que circula contra o deputado Roberto Duarte (MDB) é o tipo da baixaria que não lhe tira votos e nem soma votos ao candidato do grupo que o elaborou. Lembram a campanha depreciativa da Perpétua Almeida no horário eleitoral contra o Gladson Cameli, com o quadro da escolinha? As urnas abriram e o Gladson deu um banho para o Senado.

DEBATE DE IDÉIAS

A eleição para prefeito da capital vai ser decidida no campo das idéias, na empatia que o candidato conseguir na campanha com o povão, ninguém pense que vai ganhar o candidato que ofender mais o outro. Para um cargo majoritário o eleitor é seletivo na sua escolha.

FRASE MARCANTE

“O tempo deixa perguntas, mostra respostas, esclarece dúvidas, mas, acima de tudo, o tempo traz verdades”. O Pensador.

 

 

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas