fbpx
Conecte-se agora

Médico de Cruzeiro do Sul se torna referência mundial no tratamento do autismo

Publicado

em

Com certeza você já deve ter ouvido a expressão: “O Acre é pobre, mas é enjoado”. A frase que gosta de ser repetida pelos acreanos se aplica bem no caso do médico acreano Aldemar Cândido Maciel, ou simplesmente, Mazinho Maciel.

Nascido e criado em Cruzeiro do Sul, só deixou o Vale do Juruá para estudar e se formar em medicina.

Em 2017, a filha, então com dois anos, foi diagnosticada com autismo. É aí que a vida do médico toma um rumo inesperado. Percebendo que no município de Cruzeiro do Sul não havia nenhum tipo de tratamento para crianças autistas, decidiu, por conta própria, estudar sobre o assunto.

Conheceu a Associação de Pais e Amigos de Autistas em Cruzeiro do Sul e percebeu que não era o único a ficar angustiado com falta de tratamento adequado para um filho.

Por meio de uma parceria com a prefeitura de Cruzeiro do Sul, montou uma Organização Não Governamental (ONG) e fundou o Centro de Tratamento de Integração Sensorial, o Centrin, em agosto de 2018.

Passados um ano e meio desde sua inauguração, o trabalho realizado pelo centro se tornou uma referência mundial. Prova disso é que Mazinho Maciel acabou de participar nos dias 23 e 24 de janeiro, quinta e sexta da semana passada, da III Conferência Mundial sobre o Autismo, realizada na Flórida, Estados Unidos, com a presença dos maiores especialistas sobre autismo no planeta.

Mazinho já havia participado das duas primeiras conferências. Só que a deste ano, teve um grande diferencial. Graças ao desenvolvimento das crianças atendidas pelo Centrin, dessa vez, o médico acreano foi convidado a ser um dos palestrantes da conferência.

“É nessa conferência que se reúnem as maiores autoridades mundiais no que diz respeito a causa e tratamento do autismo. Foram debatidos o que há de mais moderno, tendo a ciência com base, no tratamento do autismo”, diz Mazinho.

O médico fala do reconhecimento do trabalho realizado em um município do interior do Acre, distante dos grandes centros da medicina brasileira. “Foi uma experiência sensacional. Não há palavras para descrever o que vivi nesses dois dias. Tivemos a oportunidade de contar a experiência que temos no Centrin, os resultados das crianças e o envolvimento de toda a família. No autismo, a gente precisa tratar irmão, pai e mãe e isso é algo inovador que chamou a atenção”, afirma Mazinho.

Os resultados alcançados no centro de Cruzeiro do Sul despertaram o interesse realizado no Juruá. Mazinho Maciel já tem convite para ser palestrante em mais 4 eventos nos Estados Unidos ao longo do ano. “Graças à Deus, o trabalho no Centrin tem aberto portas para contarmos nossa experiência. Só este ano já temos convites para palestrar em Houston, Orlando, Boston e Miami”, explica.

O Centro de Tratamento de Integração Sensorial de Cruzeiro do Sul atende, atualmente, 78 famílias.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas