Conecte-se agora

Sesacre descarta coronavírus em caso de paciente em Brasiléia

Publicado

em

Em casos de emergência de saúde mundial como acontece atualmente com a epidemia do coronavírus, o mais importante é evitar a circulação do vírus para que mais pessoas não sejam contaminadas em caso da doença.

Por isso, os protocolos de atendimento de emergência definem que qualquer caso suspeito, mesmo sem confirmação, deve ser cercado de todos os cuidados possíveis.

É o que aconteceu com um paciente identificado como Mário Júnior Paz da Silva, de 29 anos, no Hospital Regional de Brasileia.

Exames preliminares apontaram suspeita de meningite. Como a doença também é contagiosa, Mário foi isolado e transferido para Rio Branco, já que pronto-socorro possui mais condições de atendimento e precisão de diagnosticar se é mesmo meningite.

Mário foi transferido de ambulância e nem a esposa foi autorizada a acompanha-lo na ambulância.

Apesar de tudo indicar não se tratar de coronavírus, a região do Alto Acre, por ser fronteira com o Peru, merece uma atenção especial da saúde. O país vizinho recebe uma grande quantidade de chineses diariamente que visitam as atrações turísticas. Foi no país asiático que surgiu a doença e de onde se concentra a maior parte dos casos.

No Brasil, o Ministério da Saúde afirmou que há 9 casos em investigação.

Em nota, Sesacre descarta coronavírus

A Secretaria Estadual de Saúde divulgou uma nota pública no início desta sexta-feira, 31, onde descarta que o paciente Mário Júnior Paz da Silva, de 29 anos, tenha contraído coronavírus.

A Sesacre explica que os exames diagnosticaram meningite no paciente que mora na zona rural de Brasileia.

Leia a nota:

NOTA PÚBLICA

O Governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) informa que o paciente M. J. P. S, de 29 anos, que deu entrada no Hospital Regional Raimundo Chaar, em Brasileia, não apresenta sintomas compatíveis com o novo coronavírus 2019-nCoV, segundo constatou in loco o Núcleo de Vigilância Epidemiológica Hospitalar de Brasileia, entidade responsável por monitorar pacientes em situação de suspeita, nas fronteiras com a Bolívia e o Peru.

De acordo com o Núcleo de Vigilância, os sinais e sintomas apresentados pelo paciente atendem a caso suspeito para meningite, que são febre, cefaleia, rigidez de nuca e convulsões.

Comunica ainda que o paciente será conduzido a Rio Branco entre a noite desta quinta-feira, 30, e a madrugada de hoje, dia 31, para o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco. Ali, ele será submetido a dois procedimentos: o primeiro é a coleta de líquor e o segundo, a bacterioscopia, cuja finalidade é chegar a um diagnóstico preciso do caso.

A Sesacre informa que todas as medidas de prevenção e controle já foram adotadas, tanto pelo já mencionado Núcleo de Vigilância Epidemiológica Hospitalar de Brasileia, quanto pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde e pela Área Técnica Estadual de Meningites, órgãos subordinados à Sesacre.

Rio Branco, AC, 31 de janeiro de 2020

Glória Nascimento

Chefe do Departamento de Vigilância em Saúde da Sesacre

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas