fbpx
Conecte-se agora

Apelo de Gladson sugere que Paulo Cézar já teria pensado em deixar a secretaria de segurança

Publicado

em

O encontro dos mais importantes representantes da secretaria de segurança pública do Acre ocorreu nessa quarta-feira, 29, na inauguração da Base Integrada de Segurança Pública na Cidade do Povo, em Rio Branco. Por lá, estiveram os governadores Gladson Cameli e Major Rocha, o coronel da Polícia Militar, Ulysses Araújo e o titular da pasta que está em evidência desde os últimos episódios criminosos, coronel Paulo César.

Durante seu discurso, Cameli passou boa parte do tempo direcionado ao secretário de segurança e em determinado momento chegou a fazer uma espécie de apelo. “Não pense em desistir, porque esse estado e as pessoas não merecem isso por causa de uma meia dúzia”, comentou o governador. Para Gladson, a intenção é de governarem juntos, “na chuva e no sol quente. Vamos vencer”, disse ao secretário que ouvia atentamente a fala do chefe do Executivo.

Cameli seguiu dizendo que ninguém de sua gestão prometeu “que iríamos resolver os problemas do Acre em um ano”, afirmou. Segundo ele, culpar é muito fácil. “Queria que quem cobra e quer resultado, ajudasse pelo menos 2%. As coisas seriam mais fáceis”, ressaltou.

O governador garantiu que o estado vem trabalho, mesmo em meio a dificuldades e buscando estrutura para dar respostas à sociedade. Ele comentou sobre as críticas que recebe sobre as muitas viagens que fez durante seu primeiro ano de gestão. “Fiz e vou de novo [viajar] porque não vou ficar com minha bunda sentada na cadeira esperando cair do céu [dinheiro]. Aqui eu não consigo dinheiro o não, consigo lá fora”, destacou. Cameli finalizou dizendo que “está na hora de acabarem com a demagogia”.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas