Conecte-se agora

Técnicos em Meio Ambiente formados pelo Ifac reclamam de concurso do Idaf

Publicado

em

O aguardado edital que abre o novo concurso do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf), divulgado neste mês de janeiro pela Secretaria de Planejamento e Gestão do Acre (Seplag), trouxe uma decepção para quem se formou na área de Técnico em Meio Ambiente pelo Instituto de Ciência e Tecnologia do Acre – Ifac Campus de Xapuri.

O edital do concurso prevê formação de cadastro de reserva para os cargos de Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Florestal, Médico Veterinário (nível superior) e Técnico em Defesa Agropecuária e Florestal (nível médio). Alguns dos cerca de 50 alunos que se formaram na área reclamam da impossibilidade de participar do certame público.

É o caso de Erivan Rodrigues Ribeiro, de 31 anos, que tem buscado melhorar de vida por meio dos estudos e na participação em concursos, já tendo conseguido ser aprovado em alguns sem, no entanto, ser chamado. O processo do Idaf seria mais uma oportunidade caso o curso ofertado pelo Instituto Federal fosse contemplado pelo órgão estadual.

Por ser uma área que ele considera afim com as atividades do Idaf, Erivan, que é formado em nível médio como Técnico de Meio Ambiente e em nível superior em Gestão Ambiental, encaminhou requerimento à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) sobre a possibilidade de o edital ser retificado para contemplar a formação e abrir oportunidade aos profissionais da área.

Trabalhando em uma indústria de processamento de aves enquanto não é convocado para um dos concursos dos quais participou e foi aprovado, Erivan diz que seria coerente que o Estado brasileiro soubesse contemplar com oportunidade nos novos concursos que são abertos aqueles que se dedicaram a cursar e concluir os cursos técnicos e superiores oferecidos pelas instituições públicas e privadas.

“Seria mais justo e coerente que tivéssemos essas oportunidades, afinal de contas você se dedica anos e anos aos estudos e depois fica com o diploma debaixo do braço, a ver navios, sem espaço no mercado de trabalho, considerando as dificuldades para se empreender um negócio próprio. Espero que a Seplag avalie positivamente e considere a possibilidade de retificar o edital”, disse.

O secretário-adjunto da Seplag, Jarbas Annute, informou ao autor do requerimento solicitando a retificação do edital que o pedido está sob análise da equipe responsável pelo assunto.

O concurso

As inscrições serão realizadas prioritariamente por meio do site do IBADE no período de 22 de janeiro a 19 de fevereiro de 2020.

O valor a ser pago pela inscrição é de R$ 56,00 para os cargos de nível superior e R$ 44,00 para os cargos de nível médio técnico.

Cargos e remuneração inicial

Não haverá vagas imediatas neste certame, que apenas formará cadastro de reserva. As ocupações constantes do edital são: Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Florestal, Médico Veterinário (nível superior) e Técnico em Defesa Agropecuária e Florestal (nível médio).

Os profissionais de nível superior, quando efetivados, vão perceber remuneração inicial de até R$ 6.824,40. Já o cargo de nível médio ofertado tem vencimento inicial de R$ 4.411,56.

Provas

O concurso público do IDAF terá uma etapa com as três seguintes fases sucessivas, de caráter eliminatório e classificatório: prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório, com questões de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Informática Básica, Conhecimentos da realidade étnica, social, geográfica, cultural, política e econômica do Acre, Atualidades e Conhecimentos Específicos; Prova discursiva, de caráter classificatório e eliminatório; Prova de títulos, de caráter classificatório.

Importante lembrar aos candidatos inscritos que essas três fases acontecerão simultaneamente em algumas cidades acreanas, a saber: Brasileia, Cruzeiro do Sul, Feijó, Jordão, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Rio Branco, Santa Rosa do Purus, Sena Madureira e Tarauacá.

A prova objetiva e a prova discursiva têm previsão de serem aplicadas no dia provável de 15 de março de 2020, com uma duração de cinco horas.

A prova discursiva

Segundo o edital, essa fase “consistirá na redação de um texto dissertativo, de 25 até 30 linhas, e valerá 20 pontos”. O candidato receberá uma Folha de Resposta personalizada para realizar essa prova.

Aqueles que não tiverem a prova discursiva corrigida estarão, consequentemente, eliminados do concurso e não obterão classificação alguma.

Títulos para serem avaliados

A avaliação dos títulos é, portanto, a última fase do concurso. Os candidatos deverão entregar toda a documentação comprobatória no mesmo dia de aplicação das duas provas escritas.

O critério para ter os títulos pontuados é obter aprovação na prova discursiva.

Edital e validade do concurso

O edital deste certame do IDAF-AC está disponível na íntegra na página do IBADE. O prazo de validade do concurso IDAF-AC é, por padrão, de dois anos, como acontece com a maioria dos concursos públicos pelo Brasil. Há ainda a possibilidade de prorrogação.

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas