fbpx
Conecte-se agora

Juíza se defende contra pedido de suspeição feito por Ilderlei

Publicado

em

A juíza Mirla Regina, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AC), apresentou sua defesa em relação ao pedido de suspeição feito pela defesa do atual prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (Progressistas) contra a sua pessoa.

A defesa da juíza foi encaminhada para a Presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Denise Bonfim, e foi publicada no Diário Oficial do TRE, desta terça-feira (28).

A defesa de Ilderlei Cordeiro alegou no pedido de suspeição que a magistrada (Mirla Regina), fez a ‘antecipação pública de voto’, e que isso “soou de fácil percepção interpretativa, inclusive, na imprensa acreana que veiculou matérias anunciando um suposto ‘fôlego’ do Prefeito Ilderlei Cordeiro para a permanência de mais alguns dias no cargo eletivo”.

Em sua defesa, Mirla Regina, relatou que o recurso feito pela defesa de Ilderlei não visa a condenação do recorrente, como ele próprio alega, pois tal condenação já foi objeto da decisão de primeiro grau, restando somente a análise do julgado pela corte eleitoral.

“Sobremais, os fatos alegados pelo excipiente (Ilderlei) não se amoldam a nenhuma das hipóteses previstas nos arts. 144 e 145 do Código de Processo Civil nem no art. 192 do RI-TRE/AC para que se reconheça como fundada a suspeição desta relatora (Mirla Regina), pois não há elementos probatórios concretos hábeis a demonstrar a sua parcialidade, sendo o incidente inoportuno e protelatório”, afirmou.

Mirla argumentou que mesmo que sua decisão já estivesse logicamente formada na data em que o processo estava pautado para julgamento, 02/12/2019, alegou que o voto em nenhum momento representaria a decisão final, uma vez que poderia vir a ser alterado pelo julgamento da Corte Eleitoral, porquanto a juíza Mirla Regina representa apenas um voto num colegiado de sete membros.

A magistrada alegou que a argumentação de Ilderlei é insuficiente e não se fez acompanhar de qualquer prova substancial, inequívoca e robusta.

“Nenhum fato concreto em relação a esse aspecto foi apontado, ficando tudo no campo da mera suposição. Suposição essa firmada em presunções infundadas e publicações da imprensa local, sem nenhum suporte fático que lhe confira sólida sustentação”, afirmou.

Propaganda

Na rede

Em Cruzeiro do Sul, colisão entre ônibus deixa passageiros feridos

Publicado

em

Dois ônibus colidiram na Avenida Lauro Muller, em Cruzeiro do Sul, na tarde deste sábado (15). Três passageiros do veículo, que seguiam para Rodrigues Alves, e o motorista do ônibus de uma funerária ficaram feridos e tiveram de ser levados em duas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Pronto-Socorro da cidade.

O motorista do ônibus que faz a linha Cruzeiro/ Rodrigues Alves, Cleildo Pereira, conta que estava na Avenida Lauro Muller e o condutor do ônibus de uma funerária que estava em uma via transversal “entrou de uma vez na minha frente”. Ele diz que ainda tentou frear para não bater, “mas não teve jeito, e bati nele. O motorista e algumas pessoas tiveram escoriações mas acho que nada grave “, explicou.

A Polícia Militar e a equipe da Ciretran foram acionadas ao local para levantar as causas do acidente.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continuar lendo

Na rede

Irmã de Ilderlei Cordeiro é presa em operação da Polícia Federal

Publicado

em

A advogada Idelcleide Cordeiro, irmã e chefe de gabinete do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, é uma das pessoas presas na Operação Presságio deflagrada na manhã desta sexta feira, 14, pela Polícia Federal no município do Vale do Juruá.

Ela também é ex-superintendente do Ibama. O secretário de Comunicação e uma servidora da pasta, além de outras pessoas da prefeitura e da ONG CBCN também estão presos.

Em entrevista à imprensa, os delegados Warlei Dias Ribeiro e Thiago Souza, disseram que são sete mandados de prisão temporária, sendo que ainda há alguns em aberto. O delegado Warlei informou que “foi uma ação impactante que funcionará de forma preventiva para os crimes que vem acontecendo aqui no Acre”, declarou.

Um médico foi à sede da Polícia Federal fazer exames de Corpo Delito nos presos, mas a Polícia ainda não informou quem vai para o presídio e quem vai pra sede do COE, onde ficam os presos com nível superior de ensino. Ao todo, 120 policiais atuam na operação no Acre em outros Estados.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas