fbpx
Conecte-se agora

Secretário quer polícia próxima da comunidade 

Publicado

em

A nova estratégia da secretaria de Segurança Pública, anunciada pelo secretário Paulo Cézar, de regionalização das atividades, prevê os policiais civis e militares numa maior interação com as comunidades dos bairros. O secretário explica que esta é uma iniciativa que vem dando certo e será aplicada no sistema, uma espécie de gestão em que os problemas na área da segurança passem em primeira mão pelos delegados que comandam as Delegacias Regionais e pelos comandantes dos batalhões da PM. A delegação de competência – explica – fará com que os policiais atuem com um maior conhecimento da área em que trabalham, sabendo quem são os que comandam o crime na região e atuando de forma mais imediata para barrar estes criminosos. Acha que com isso a polícia passa a ficar mais próxima dos moradores e ganhando a confiança de que está na área para lhes dar proteção. Paulo Cézar disse que, assim vai se conhecer a causa dos problemas e que a afinação polícia-povo é o modelo mais moderno do mundo, porque o policial passa a se inteirar dos problemas daquelas localidades e buscar resolver no local. O policial tem de conhecer os criminosos dos territórios em que atuam, diz Paulo Cézar, e para isso terão uma delegação de competência para prevenir e resolver os crimes. Também promete agregar ao plano a tecnologia, para permitir que os policiais façam os registros nas delegacias regionais. O principal de tudo, diz Paulo Cézar, é buscar uma aproximação em que os moradores dos bairros conheçam os policiais e os policiais os moradores. É uma forma também do policial ganhar a confiança da população. O secretário espera com isso dar mais agilidade na descoberta dos infratores e ter uma ação eficaz.

A CONFIANÇA É ESSENCIAL

Alguma coisa tinha de ser feita para mudar a estratégia de combate ao crime organizado, vinha defendendo neste BLOG. E a iniciativa do secretário Paulo Cézar de regionalizar as ações, uma espécie de polícia comunitária, mais próxima do povo, merece de pronto a credibilidade.

BRECAR NA ORIGEM

Dando certo, poderá prevenir muitas das ações comandadas pelo crime organizado na cidade.

UMA FORMA DE INIBIÇÃO

Com as equipes de policiais limitando a sua atuação aos bairros em que trabalham, isso vai lhes proporcionar detectar com maior rapidez os pontos em que se cometem os ilícitos penais.

RETORNO DIFÍCIL

Os dirigentes petistas esperam a chegada do presidente regional do PSB, ex-deputado federal César Messias, para ouvir dele a sua posição sobre o afastamento da prefeita Socorro Neri de uma aliança com o PT. Mesmo sendo vianista juramentado, não creio que o César trombará com a decisão da prefeita. E, ninguém se engane: o PT trabalha a candidatura própria à PMRB.

PLANO A

O PT nunca teve outro plano que não fosse a candidatura própria à PMRB, por ser o maior partido da oposição da capital, só que a meta era a prefeita Socorro Neri não ser candidata, e apoiar um nome como o do ex-prefeito Angelim, que na verdade sempre foi a plano A do PT.

QUEM É COXO PARTE CEDO

O PSL foi o primeiro partido a se mobiliar na rua na disputa da PMRB. Quem é coxo parte cedo, diz o ditado. Por não ter a estrutura dos grandes partidos, está certo em ir ao corpo a corpo.

FORÇA DA LEGISLAÇÃO

O recorde de candidaturas já anunciadas para a prefeitura de Rio Branco era esperado, principalmente, entre os pequenos partidos que precisam ter um patamar de votos, chegar ao teto da Cláusula de Barreira, para não sumirem e virarem  siglas cartoriais. 

MOTIVO TEVE NO PASSADO

O deputado Jonas Lima (PT) não vai deixar o partido, é inclusive, o seu coordenador na região do Juruá. Não saiu quando teve a sua presença barrada pelo ex-governador Tião Viana numa reunião com sua base na ALEAC, fato humilhante, não seria agora que deixaria sem motivo.

“MUITA MERDA”

Fonte política não se revela quando a conversa é informal. Um amigo da alta cúpula petista comentou esta semana num papo que tivemos que, debita a saída de petistas importantes, ex-prefeitos, ex-deputados, o que qualificou: “muita merda que fizemos na última campanha”.

O PROBLEMA É O BLEFE

Não deve demorar muito para que o deputado Luiz Tchê (PDT) anuncie que o seu partido terá candidato próprio a prefeito de Rio Branco. Dentro do contexto da legislação seria a lógica, o problema é que o Tchê costuma a blefar com lançamento de candidaturas majoritárias.

DUPLA AFINADA

Não será surpresa se o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, bisar na reeleição uma chapa tendo de companheiro o seu atual vice Zequinha, por estarem afinados na gestão.

SABE O CAMINHO DAS PEDRAS

Ouvi de quem conhece bem o eleitorado de Marechal Taumaturgo, que a candidatura do ex-prefeito Itamar de Sá (PT), na disputa daquela prefeitura, é competitiva, por conhecer o eleitorado da região, e saber quem são as suas maiores lideranças. A pergunta: terá estrutura?

FATO EMBLEMÁTICO

Na política, os adversários de hoje poderão ser os aliados de amanhã. É o caso do petista de raiz, ex-prefeito Zé Maria, que disputará este ano a prefeitura de Porto Acre pelo MDB.

NADA IMPROVÁVEL

Uma chapa formada por Roberto Duarte (MDB) como candidato a prefeito de Rio Branco, tendo Marfisa Galvão (PSD) de vice, não é nada improvável. Até porque jogaria o senador Sérgio Petecão (PSD) de cabeça na campanha. E a aliança MDB e PSD tende a acontecer.

POLARIZAÇÃO CERTA

Em Sena Madureira, a polarização é certa entre o prefeito Mazinho Serafim (MDB) e a ex-prefeita Toinha Vieira (PSDB). O PT tende a não ter candidato próprio a prefeito, e neste caso a escolha de apoio difícil de acontecer é com o PSDB, pela versão ao vice-governador Rocha.

FATURA SER COBRADA

O deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS) não é nenhum amador em política. Sabe que ficando na liderança do governo na ALEAC poderá em 2022, cobrar a fatura de apoio do governador Gladson Cameli a uma candidatura a deputado federal, que vem a ser o seu sonho.

DESAFIO A SER ENFRENTADO

Fora do poder o PT não terá muitos atrativos para montar uma forte chapa de candidatos vereadores de Rio Branco por não ter o que a oferecer, como tinha nos últimos 20 anos, onde escalava secretárias para bancar candidaturas. É um desafio a ser enfrentado pelo partido.

CANDIDATURAS SETORIZADAS

Não se sabe como será composta a chapa do PT para a Câmara Municipal de Rio Branco, mas seja qual for terá os vereadores Antonio Moraes (PT) e Rodrigo Forneck (PT), como favoritos. Moraes por ter redutos sedimentados, e Rodrigo porque será prioridade do comando do PT.

PODE FECHAR EM 20

O MDB pode fechar em vinte os candidatos disputando prefeituras, inclusive, tendo nos dois maiores colégios eleitorais do Estado, Cruzeiro do Sul e Rio Branco. O MDB deve sair desta eleição maior do que entrou. E neste caso, estará com cartas para pôr na mesa da sucessão em 2022.

NADA ALÉM DA PROMESSA

O governador Gladson Cameli prometeu que a partir de agora irá fazer política, porque entramos no ano eleitoral. Mas, até o momento ficou na promessa, por não ter feito nenhum movimento que possa a vir modificar o quadro da disputa da PMRB no seu campo de aliados.

SERÁ PERFUMARIA

O MDB, PSDB e SD já definiram que terão candidatos próprios à prefeitura de Rio Branco. Isso o Gladson não vai conseguir mudar. O que poderia ser uma novidade seria a de anunciar que o seu partido também terá candidato a prefeito da capital. Fora isso será perfumaria.

 FRASE DO DIA

“Que continuemos a nos omitir da política é tudo o que os malfeitores da vida pública mais querem”. Bertolt Brecht.

 

 

Propaganda

Blog do Crica

“Não temos candidato a prefeito de Rio Branco”, diz Petecão 

Publicado

em

O senador Sérgio Petecão (PSD) negou ontem ao BLOG DO CRICA ter fechado compromisso de indicar a esposa Marfisa Galvão (PSD) como candidata a vice-prefeita numa chapa liderada pelo deputado José Bestene (PROGRESSISTAS), para disputar a PMRB. Não conversei, não dei esperança, e nenhum dos nomes que estão surgindo como postulantes à PMRB pode falar que terá o meu apoio, enfatizou. Também nega de que tenha conversado a este respeito com o governador Gladson Cameli. Petecão diz que vai empurrar a posição oficial do PSD sobre a eleição municipal para pouco antes das convenções municipais, em junho. “Não tenho nenhuma pressa em declarar uma aliança para a eleição municipal, não posso errar, porque tenho projeção para a eleição de 2022, por isso terei muita cautela antes de me pronunciar sobre isso. Quem falar que tem o meu apoio não estará falando a verdade”, advertiu Petecão.

QUER SER CANDIDATO

Muito embora tire o corpo de fora quando o assunto é candidatura a prefeito de Rio Branco é uma cortina de fumaça, o deputado José Bestene (PROGRESSISTAS) trabalha sim para ser candidato à PMRB com a benção do Palácio de Rio Branco. Acha que congregaria aliados.

DOBRADINHA FORTE

Num ponto o deputado José Bestene (PROGRESSISTAS) está certo em sonhar com uma aliança com o senador Petecão (PSD). Uma dobradinha que tenha no mesmo palanque o Petecão, o mais votado da última eleição, com votos e prestígio na capital, seria forte politicamente.

NÃO SERIA POSITIVO

Com o José Bestene, com o Luziel Carvalho, com o Thiago Caetano, ou outro nome descolado da política, o certo é que soaria mal o governador Gladson Cameli não conseguir viabilizar um nome do seu partido para disputar a PMRB. Passaria a imagem de descontrole político.

PARA ENCHER EGO

Fala-se na publicação de uma pesquisa para prefeito de Rio Branco na terça-feira. Não discuto a seriedade. Mas, uma pesquisa em que não se sabe qual será a posição do Gladson; se o PT estará unido com a prefeita Socorro Neri ou não, na base de ilações de nomes, não dirá nada.

NOMES NO TABULEIRO

A primeira pesquisa que pode ser considerada como parâmetro para fazer uma avaliação sobre a eleição para prefeito da capital, só quando se souber como ficará o tabuleiro com as candidaturas. Assim, quem aparecer bem não comemore; quem aparecer mal, não se desespere, porque não se sabe nem quem serão os candidatos para valer nesta disputa.

O CASO DA SOCORRO NERI

No caso da prefeita Socorro Neri só vai se saber da sua real viabilidade para ganhar um novo mandato, após o fim do verão. Tem mais recursos do que teve no ano passado para investir e isso pode ajudar sua imagem, com um grande volume de ações nos bairros. É um dado real

 POLÍTICA É PRAGMATISMO

Uma eleição majoritária deve ser vista pelo lado pragmático, sem emoção na análise. É impossível você ter dados reais para balizar um comentário sobre quem tem maior ou menor chance de chegar à PMRB, se você não conhece como é que estarão as alianças majoritárias.

VIROU PAUTA NEGATIVA

Conversei com a maioria dos candidatos a prefeito da capital, e todos com os quais conversei falam de duas pautas negativas, que vão usar de bandeira para combater na campanha: a zona azul e a ânsia de multar dos guardas de trânsito do RBTRANS. São unanimidades para baterem.

NÃO É BOM PARA NENHUM

O deputado Daniel Zen (PT) é uma das figuras mais lúcidas da nova safra de políticos acreanos, está acima da média. Zen tem um desenho na cabeça de que, se o PT sair com candidato próprio e a prefeita Socorro Neri for candidata descolada do PT, não é bom para nenhum.

QUANDO O CARNAVAL PASSAR

Depois do carnaval vai voltar o programa “Boa Conversa”, que apresentamos no ac24 horas, com o colega Astério Moreira. E com a maioria das pautas voltadas, naturalmente, para o cenário político da eleição municipal. Vamos ouvir todos os candidatos e sem amaciamento. Quem aceitar o convite para ser entrevistado não espere o tradicional mamão com açúcar.

PRECISA ACABAR A CARRANCA

Quando vai à tribuna o deputado Roberto Duarte (MDB) passa a imagem nos seus discursos de um semblante raivoso, mesmo quando defende pautas legítimas. A única carranca que deu certo são as das barcaças do Rio São Francisco, na política se pode ser duro sem ser raivoso.

EXEMPLO DE POSTURA

Vou pinçar três deputados da oposição, na Assembléia Legislativa: Edvaldo Magalhães (PCdoB), Jenilson Lopes (PSB) e Daniel Zen (PT), críticos duros do governo Gladson, mas não perdem a serenidade nas suas falas. O político é mais escutado no tom sereno, que na gritaria.

PAREM DE FALAR BOBAGEM

Parem de falar bobagem! A chance do grupo de aliados que levou o Gladson Cameli ao governo ter um candidato único a prefeito de Rio Branco é zero. Não por rebeldia, mas porque a nova legislação eleitoral leva os partidos a buscarem aumentar suas representatividades.

É OUTRO QUADRO

Quando acaba uma eleição majoritária, acabam as alianças políticas. E os partidos não podem continuar como puxadinho da sigla que chegou ao poder. Ou somem na memória do eleitor. Não estão errados, MDB, PSDB, SOLIDARIEDADE, em terem candidatos próprios para a PMRB.

ERRADO ESTÁ O PROGRESSISTAS

Mais do que errado é o PROGRESSISTAS em estar no poder, e não conseguir até aqui um nome com densidade eleitoral para ser apresentado á prefeitura da capital. Isso é que é vergonhoso para um partido grande e comandando o Estado. Até os nanicos terão candidatos! My God!

OLHAR O ORÇAMENTO

Fala-se na criação de uma Guarda Municipal na PMRB, que na verdade teria como missão proteger os cidadãos que procuram, por exemplo, um lazer numa praça ou numa quadra esportiva do município. Mas a PMRB tem um orçamento capaz de bancar o alto custo?

NÃO CONHEÇO

O caminho é investir pesado na Educação. Não há porto seguro para quem não criar a prioridade. Não é um resultado para amanhã, mas é um investimento para o futuro dessa juventude desgarrada, e que em grande parte foi conquistada pelo crime organizado.

PERDEU O RESPEITO

O crime organizado em Rio Branco não tem mais respeito pela polícia. Os tiros para o alto, o foguetório, acontecido no enterro do membro de uma facção que foi morto pela PM, é um desafio não só à polícia, mas ao Estado de Direito. Se não tem medo da polícia, terá do cidadão comum? Não adianta mascarar a situação, a população da capital vive angustiada e com medo.

O QUE SE COLOCOU EM PRÁTICA?

O que se colocou mesmo em prática no combate à criminalidade depois daquela reunião do governo, do seu aparato de segurança, com os poderes, MP, deputados e senadores? Não pode ficar apenas numa carta de boas intenções, é preciso sair já do campo da teoria.

FALANDO SÓ

O deputado Antonio Pedro (DEM) vai ficar falando só na eleição para a prefeitura de Xapuri, pode tirar o cavalo da chuva que não juntará a oposição para apoiar seu filho Ailson a prefeito.

CLIMA DE GUERRA

O clima dentro do PROGRESSISTAS entre os seus grupos é de troca de acusações, numa briga insana para ver quem será indicado para disputar a prefeitura da capital. Neste tabuleiro não tem cheiro verde. Enquanto o Gladson não se pronunciar, estão brigando por algo fictício.

BOICOTE CLARO

A presidente do PROGRESSISTAS, senadora Mailza Gomes, que assim que assumiu percorreu todos os municípios, reorganizou o partido, sofreu um claro boicote e recuou nas suas ações. Tomavam decisões sem ao menos lhe consultar. Se deixar a presidência o fará com razão.

CASA DE NOCA

O PROGRESSISTAS virou uma Casa de Noca, onde todos querem mandar e ninguém obedece.

ATÉ AQUI

A eleição na capital vai bater o recorde de candidatos a prefeito: pode chegar a onze.

COM DIREITO A BOLO E VELAS

Uma luminária, na Rua das Palmeiras 746, no Jardim Tropical está queimada um bom tempo, moradores preparam a festa de aniversário com direito a bolo e velinhas para soprar.

FRASE MARCANTE

“Os mais fortes de todos os guerreiros são estes dois: tempo e paciência”. Leon Tolstói.

 

Continuar lendo

Blog do Crica

O sonho do glorioso do Dr. Ulysses Guimarães  

Publicado

em

Ganhar nos dois maiores colégios eleitorais do Acre – Rio Branco e Cruzeiro do Sul – e ainda na maioria dos municípios menores, saindo da eleição municipal com o maior número de prefeitos é o sonho da cúpula do MDB. O velho lobo da política acreana, deputado federal Flaviano Melo (MDB) sabe que se isso se concretizar o MDB chegará na mesa do jogo de 2022, quando estarão em disputa o Senado e o Governo, com um cacife que o deixará como protagonista. O MDB já é o maior partido da coligação que elegeu o governador Gladson Cameli. A meta para compor uma chapa forte é convencer o PSD do senador Sérgio Petecão (PSD) a se coligar com o partido e indicar Marfisa Galvão (PSD), sua esposa, como vice do deputado Roberto Duarte (MDB). “Estou otimista, estou otimista”, costuma responder Flaviano Melo quando o assunto é a eleição para prefeitos deste ano. O MDB joga tudo para sair mais forte da disputa. E se sair, ninguém segura o Glorioso do Dr. Ulysses Guimarães, em 2022.

DIFERENÇA POSITIVA

Ao ver a colheita de soja na propriedade do fazendeiro Jorge Moura, prestigiada pelo governador Gladson, pode-se traçar uma comparação: o governo atual não atrapalha, mas incentiva, e no governo petista, o agronegócio sempre esteve renegado a uma pauta negativa.

ERA PALAVRÃO

Falar em soja, no agronegócio, sempre foi palavrão nos governos petistas.

PIOR NÃO VAI FICAR

Não dá para prever como chegará o governo do Gladson Cameli no campo econômico no seu último ano, mas, não acredito que chegará pior que o modelo da florestania, que em 20 anos não gerou o emprego e a renda prometidos. Os “povos da floresta”, como denominavam os petistas, terminaram os 20 anos jogados no meio da mata, abandonados, e miseráveis.

SITUANDO CADA CASO

A ação da PF na prefeitura de Cruzeiro do Sul cumpriu o seu papel. Sem crítica. O Judiciário acatou os argumentos de ilicitudes e decretou prisões temporárias. Vamos também deixar claro que, nenhum dos presos foi condenado, nem réus são ainda, mas apenas acusados.

MESMO TRATAMENTO

Dou sempre o mesmo tratamento a este tipo de acontecimento. Não condeno ninguém por antecipação, porque todos os acusados terão direito de defesa para contrapor as acusações. A cautela é sempre necessária para não se cometer injustiças. Costumo me pautar pelo caso emblemático da G-7, em que empresários acreanos foram presos e inocentados na sentença.

FALA EQUILIBRADA

Assisti ao vídeo do prefeito Ilderlei Cordeiro e passou muita tranqüilidade. Não atacou a PF e nem a justiça, avaliou que as ações foram legítimas e que, servirão para ao final do processo  mostrar que, a sua administração se pauta na legalidade. Foi uma fala muito equilibrada.

TESE REFORÇADA

Depois de ouvir ontem uma das figuras mais importantes do PT, ficou reforçada a tese de que o partido trabalha no sentido de ter uma candidatura própria, porque para uma aliança eleitoral com a prefeita teria que ganhar espaços na PMRB e indicar um vice sem restrições.

COZINHANDO EM FOGO BAIXO

O BLOG tem cobrado uma maior celeridade da prefeita Socorro Neri sobre qual será a sua aliança política. Mas se for bem analisada a sua posição, ela tem até razão em retardar. Os cardeais do PT não a engolem, lhe acham injusta, como se vai se juntar a quem pensa assim?

RECADO AO MDB

Ao não comparecerem ao ato de lançamento da candidatura do deputado Roberto Duarte (MDB) á PMRB, as secretárias Eliane Sinhasique e Maria Alice mandaram um recado claro ao MDB de que não apoiarão o candidato escolhido, por sua virulência contra o governador.

NÃO ESTÃO ERRADAS

E as secretárias Eliane Sinhasique e Maria Alice não estão erradas. Eliane foi deputada atuante do partido. E Maria Alice é MDB de DNA. E ainda assim os dirigentes do MDB, quando reclamam de espaços no governo Gladson, dizem que ambas não representam a sigla.

SEM RANCOR

Devido á profissão, converso sempre com todas as tendências partidárias. Mesmo dentro da oposição, que critica seu governo, se escuta sempre que o Gladson é dotado de uma virtude: comportamento sem rancor. Para quem já serviu governos raivosos, como contestá-los?

CHAPA DA MORTE

Vereadores Neném Almeida, Clézio, Elzinha, Célio Gadelha e possivelmente ainda o vereador Antonio Moraes, poderá ser a chapa do PSB para disputar vagas na Câmara Municipal de Rio Branco. Pelo potencial de votos, será difícil achar outros candidatos para entrar nesta chapa.

NÃO É PRESA FÁCIL

É um equívoco de algumas publicações fazer desdém do prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores, como este não tendo chance de reeleição. O Tião é um político de muitos mandatos, sabe o caminho das pedras na campanha, disputará no poder, e isso pesa num município pequeno.

SABE SEPARAR

O presidente do PT, Cesário Braga, que integrou a ala das cuecas apertadas do PT, a turma da raiva com o contrário, amadureceu e forma na ala das cuecas folgadas, sempre solicito com a imprensa – mesmo com os críticos- e vem conduzindo bem o PT, fora das benesses do poder.

JV FALOU

O senador Jorge Viana (PT) quebrou o silêncio político e pela primeira vez depois da fragorosa derrota do seu partido falou e desabafou, numa longa entrevista ao ac24horas. Não vou antecipar trechos para não tirar a expectativa da matéria. Vai ao ar na segunda-feira.

É QUEM CHEGA LONGE

JV fez questão de dizer que escolheu o ac24horas para falar, por sua credibilidade e ser o campeão disparado de acessos, no Estado. A entrevista é da lavra do colega Marcos Vinicius.

 FEZ O CERTO

Como a prefeita Socorro Neri vai mesmo disputar um novo mandato, ela fez o certo ao descolar a sua imagem do petismo, porque se não assim tivesse agido ficaria com o carimbo de ser uma marionete dos dirigentes do PT. E o PT contava com a possibilidade de manobrá-la.

QUARTETO VERMELHO

Jorge Viana, Marcus Alexandre, Binho; Raimundo Angelim – é o quarteto que trabalha para tentar tirar o PT do fundo do poço. Indica que o ex-governador Tião Viana está fora da política.

NEM UM PIO

Par se colocar tudo no cesto da verdade o governador Gladson Cameli, a maior expressão política do PROGRESSISTAS, ainda não deu um pio sobre candidatura própria do partido à prefeitura de Rio Branco. Quer ver as pesquisas. Mas teria que se manifestar após o carnaval.

PREPARAÇÃO PARA AS CONVENÇÕES

Se entrar março sem se pronunciar é porque não quer o seu partido com candidato próprio a prefeito de Rio Branco. Os meses de março e abril já são de preparações de chapas de vereadores para as convenções em junho.  Teria que até junho massificar o nome se houver.

LOUCO PELOS DEBATES

O empresário Jarbas Soster (AVANTE) vai apostar a sua campanha nos debates da televisão, no horário eleitoral e no corpo a corpo da campanha. Quem pensou ser a sua candidatura um mero balão de ensaio errou na avaliação, é uma decisão amadurecida antes de ser tomada.

NÃO PODE BRIGAR

O presidente Jair Bolsonaro pode brigar com todo mundo no governo, menos com o Ministro da Justiça, Sérgio Moro. A última pesquisa da VEJA sobre a corrida presidencial em 2022, mostra Moro ganhando de todo mundo. Os ataques dos petistas fortaleceram mais o Moro.

BUSCAR EXEMPLOS

As autoridades da área de Segurança do Estado deveriam trocar experiências com os secretários do Ceará e Roraima. O Ceará é o responsável por 20% da redução de todos os assassinatos do país em 2019. Roraima foi o segundo Estado com maior redução de crimes contra a vida, em torno de 42%. E ambos vinham numa espiral de crescimento do crime.

FRASE MARCANTE

“O pior governo é o mais moral. Um governo composto de cínicos é frequentemente mais tolerante e humano. Mas quando os fanáticos tomam o poder, não há limite para a opressão”. Henry Louis Mencken. 

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas