fbpx
Conecte-se agora

Nomes de responsáveis pela fuga de 26 detentos serão divulgados

Publicado

em

FOTO: KENNEDY SANTOS - AC24HORAS

O secretário de segurança pública do Acre estava fora do estado – em tratamento de saúde do filho – quando aconteceu a fuga dos 26 detentos do presídio Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco, e também quando ocorreram os crimes que eclodiram imensa insatisfação da população quanto à sensação de insegurança na capital acreana. De volta ao estado, ele concedeu uma entrevista afirmando ser inadmissível uma fuga em massa como essa que ocorreu na capital, tendo em vista o aparato de policiais em serviço no presídio.

De acordo com o coronel, diversos inquéritos foram abertos para apurar como se deu a fuga dos presos. Essas investigações “estão sendo conduzidas de forma responsável”, disse Paulo Cézar. “Não admitimos uma fuga de tamanho porte no sistema [de segurança]”, completou o secretário.

Segundo a secretaria, os responsáveis vão ser apresentados em tempo hábil. “Não é admissível uma fuga desse porte e os culpados vão ser responsabilizados. Compete ao sistema realizar um inquérito e apurar dentro do seu tempo”, garantiu Cézar.

O objetivo da segurança pública, agora, é identificar as responsabilidades da fuga e a quem cabe ser penalizado. Durante a semana, algumas medidas foram tomadas na tentativa de investigar o paradeiro dos fugitivos e evitar novas fugas nos presídios. Até agora, somente oito detentos foram recapturados e 18 ainda seguem foragidos.

Propaganda

Destaque 7

Acre perdeu 4 km² de floresta em janeiro, mostra boletim do Imazon

Publicado

em

O Imazon divulgou nesta sexta-feira (14) novo boletim sobre o desmatamento na Amazônia com dados de janeiro de 2020, mês em que o Acre perdeu 4 km² de mata nativa. Na comparação entre agosto de 2018 e janeiro de 2019 com agosto de 2019 e janeiro deste ano, o desmatamento no Acre cresceu 104%.

De acordo com o sistema de monitoramento do instituto, a Floresta Amazônica perdeu uma área de 188 km² de mata em janeiro deste ano. No ano passado, janeiro registrou 108 km² de área desmatada na floresta.

Mesmo em janeiro, pico do inverno amazônico, a floresta foi destruída no Acre e a Reserva Extrativista Chico Mendes voltou a figurar entre as unidades de conservação mais atacadas pelo desmate.

No contexto da degradação, neste começo de 2020, segundo o Imazon, a área total de floresta degradada saltou de 11 km², em janeiro do ano passado, para 163 km², em janeiro deste ano. O Mato Grosso liderou o ranking com 78% da degradação na região, seguido de Pará (15%), Rondônia (2%), Roraima (2%), Acre (1%), Amazonas (1%) e Tocantins (1%).

Continuar lendo

Destaque 7

CRM publica no Diário Oficial da União proibição de Stanley Bittar em exercer a medicina

Publicado

em

CRM publica no Diário Oficial da União proibição de Stanley Bittar em exercer a medicina

O Conselho Regional de Medicina de São Paulo torna pública na edição do Diário Oficial da União desta quinta-feira, 13, a proibição do médico Stanley Bittar de indicar e executar intervenção cirúrgica e prescrever cuidados médicos pré e pós-operatórios pelos próximos seis meses.

A medida foi tomada pelo CRM do Acre por decisão unânime durante sessão plenária realizada em 27 de janeiro, onde o médico é acusado de realizar procedimento danoso, com fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação em uma paciente, durante uma cirurgia plástica.

Para quem estranhou a publicação no DOU ter sido encaminhada pelo CRM de São Paulo, a explicação é que Stanley Bittar tem a inscrição primária no CRM do Acre e a inscrição secundária no CRM paulista.

Em uma extensa nota divulgada nas redes sociais, o médico se defendeu das acusações afirmando que o CRM do Acre não lhe garantiu o direito de defesa e transferiu a responsabilidade pelas complicações pós-operatórias para a paciente ao afirmar que a mesma não seguiu as prescrições médicas.

Veja a publicação no DOU:

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Mais lidas