fbpx
Conecte-se agora

Jordão tem apenas dois policiais por dia para garantir segurança no município

Publicado

em

O acreano tem sentido na pele os efeitos da grave crise na segurança pública que o estado vive já algum tempo e que se agravou no início de 2020.

As estratégias postas em prática até agora não se mostram eficientes para diminuir os casos de violência, principalmente as execuções provocadas pela guerra entre facções criminosas, e estão longe de devolver a prometida sensação de segurança.
Não precisa ser especialista em segurança pública para saber que entre os fatos que fazem com que a violência cresça no Acre é que o estado está estrategicamente localizado em uma extensa área de fronteira com a Bolívia e o Peru, além dos estados de Rondônia e Amazonas.

A imensa fronteira com seus rios e florestas, completamente desprotegida, é um convite para o tráfico de drogas.

E quando se conhece a realidade das condições das forças de segurança pública nos municípios do interior, se tem uma ideia de que a realidade deve demorar a mudar.

Uma denúncia enviada ao ac24horas mostra como funciona a Polícia Militar no município do Jordão, que faz fronteira com Feijó, Tarauacá, Marechal Thaumaturgo e o Peru.

O efetivo da Polícia Militar no município é de apenas sete policiais e o comandante. Segundo o denunciante, que com medo de represálias, pede para não ser identificado, os policiais trabalham há mais de 10 anos em uma escala de 24/48 horas. Essa escala é de policiamento ostensivo, ou seja, nas ruas da cidade. “Os militares se veem na obrigação de tirar horas extras pra ajudar os companheiros de farda em datas festivas e finais de semana, trabalhando totalmente fora da lei do banco de hora, pois trabalha 24 horas e no outro dia já tem que está apto a tirar hora extra. Trabalho esse estressante que muitas vezes prejudica o desenrolar de uma ocorrência, as vezes uma ocorrência simples se transforme em algo gigantesco”, afirma.

Fotos enviadas à nossa redação mostram que o espaço físico do quartel da PM no município precisa ser recuperado.
“É preciso que olhem com mais mais para nossos militares que estão em zona de fronteira, isolados, sem apoios algum. Agora, aconteceu o novenário na cidade e é sempre muito complicado garantir a segurança com um efetivo tão pequeno”, afirma.

O ac24horas ouviu o Secretário de Segurança Pública do Acre sobre o assunto. Paulo Cézar afirmou que vão ser deslocados mais policiais ao município e em relação a infraestrutura falou sobre a construção, sem precisar data, sobre a construção do Centro Integrado de Segurança Pública. “Todos os municípios isolados vão receber reforço de novos policiais. Jordão e outros 11 municípios serão contemplados com a implantação do Centro Integrado de Segurança Pública, que instalações integradas da Polícia Militar e Polícia Civil que serão construídas nesses municípios”, diz.

Propaganda

Cidades

TJ do Amazonas abre estágio de Direito para estudantes da Ufac de Cruzeiro do Sul

Publicado

em

O Tribunal de Justiça do Amazonas abriu um edital de seleção pública para estágio de nível superior em Direito na Comarca de Guajará, na divisa com Cruzeiro do Sul. A seleção é resultado do Acordo de Cooperação Técnica firmado entre o Tribunal e a Universidade Federal do Acre (Ufac).

A seleção se destina ao preenchimento imediato de uma vaga e formação de cadastro de reserva para estagiários do curso de Direito, cujas atividades serão exercidas exclusivamente no cartório judicial da Comarca de Guajará.

O estágio compreende o exercício transitório de funções auxiliares no Poder Judiciário, como bolsa-auxílio mensal, no valor de R$ 800,00; auxílio-transporte, no valor de R$ 167,20, e jornada de atividades de 20 horas semanais.

Podem se candidatar acadêmicos brasileiros ou estrangeiros regularmente matriculados no curso de graduação de Direito da Ufac no campus Floresta, de Cruzeiro do Sul e cursando a partir do 4.º período, com coeficiente de rendimento igual ou superior a seis pontos, atestado por histórico escolar.

As inscrições serão efetuadas de forma gratuita, no período entre 8h do dia 20 de fevereiro e 14h do dia 10 de março exclusivamente pelo link: https://tinyurl.com/estagiotjaminterior.

Continuar lendo

Cidades

Acrelândia abre sete vagas para agentes educacionais do Asas da Florestania

Publicado

em

A Prefeitura de Acrelândia, por meio do Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira, 18, abriu processo seletivo simplificado para a contratação temporária de bolsistas do Programa Asas da Florestania Infantil para atuar em áreas rurais de difícil acesso do município.

Serão ofertadas sete vagas para bolsistas acrescida do cadastro de reserva para atuar como agentes educacionais podendo surgir durante o período letivo a necessidade de chamar os candidatos que estejam no cadastro de reserva. O requisito mínimo é ter ensino médio completo.

A carga horária semanal será de 30 horas semanais de atividades. A jornada será de 06h diárias, podendo ser executadas entre as 07h às 17h. O valor da remuneração será correspondente a R$ 1.045,00.

As inscrições ocorrerão no período da manhã das 07h às 13h, do dia 02 a 06 de março. O candidato interessado deverá procurar a Secretaria Municipal de Educação do Município para preencher o formulário de inscrição, e, no ato da inscrição, entregar cópia dos documentos pessoais (Carteira de Identidade, Cadastro de Pessoa Física – CPF, Comprovante de Endereço) e comprovante de escolarização (Diploma de Ensino Médio).

Veja mais informações clicando aqui. 

asasdaflorestania

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas