fbpx
Conecte-se agora

Acre encerra 2019 fechando 559 vagas de carteira assinada

Publicado

em

Mais um dezembro frustrante em termos de oferta de emprego no Acre em 2019. Ao invés de empregar, o Acre fechou 559 vagas de trabalho no último mês do ano passado, confirmando a tradição de ser um mês ruim para o emprego no Estado.

Em termos percentuais (0,71%) o Acre é 12º no ranking nacional do desemprego em dezembro. Mato Grosso, com –1,31%, é o que mais desempregou no período.

Os dados são do adastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na manhã desta sexta-feira (24) pela Secretaria do Trabalho do Ministério da Ecomomia.

Em dezembro, o Acre admitiu 1.539 trabalhadores mas demitiu 2.098, diferença de 0,71%. Em nível de País, o cenário é diferente: o Brasil fechou 2019 com o maior saldo de emprego com carteira assinada em números absolutos desde 2013.

Dados do Caged de dezembro mostram que houve a geração de 644.079 novas vagas de emprego formal no país em 2019, o que significa 115 mil postos a mais do que o registrado em 2018. Com isso, o estoque de empregos com carteira assinada chegou a 39 milhões de vínculos – em 2018, esse número tinha ficado em 38,4 milhões.

As cinco regiões fecharam o ano com saldo positivo. O melhor resultado absoluto foi o da região Sudeste, com a criação de 318.219 vagas. Na região Sul, houve abertura de 143.273 postos; no Nordeste, 76.561; no Centro-Oeste, 73.450; e no Norte, 32.576. Considerando a variação relativa do estoque de empregos, as regiões com melhores desempenhos foram Centro-Oeste, que cresceu 2,30%; Sul (+2,01%); Norte (+1,82%); Sudeste (+1,59%) e Nordeste (+1,21%).

Em 2019, o saldo também foi positivo para todas as unidades da federação, com destaque para São Paulo com a geração de 184.133 novos postos, Minas Gerais, com 97.720, e Santa Catarina, com 71.406.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas