Conecte-se agora

Socorro Neri é a “bomba relógio” de Sebastião

Publicado

em

Voltamos a programação normal com a atualização do blog nesse feriadão prolongado e, claro, trazendo alguns detalhes que alguns teimam e tapar com a peneira. Digo isso em relação a decisão da prefeita Socorro Neri (PSB) de romper com o PT, que na atual conjuntura é normal, porém arriscada.

Vocês que acompanham o ac24horas desde os primórdios devem lembrar a ascensão política de Neri iniciou lá no ninho tucano, no PSDB, do hoje vice-governador Major Rocha, que em 2015, tirou da cartola a então professora da Ufac como a sua candidata a prefeitura de Rio Branco nas eleições de 2016. Ocorre que desde o anúncio de Rocha até a convenção, Socorro mudou de lado, deixou o PSDB e se filiou ao PSB para ser a vice de Marcus Alexandre (PT), tudo isso orquestrado pelo então governador na época, Sebastião Viana (PT).

Até hoje não se sabe o real motivo para que essa manobra tenha ocorrido, até porque quem vive de política sabe que vice nem fede e nem cheira, porém é fato que Socorro vice de Marcus foi uma imposição de Sebastião, algo que internamente era rejeitado por alguma figuras do PT, mas que não tinha coragem de “bater de frente” com o imperador da época. Aliás, Viana tem fetiche por indicar vice. Foi assim que na campanha de 2018, quando brigou com todos para colocar o delegado Emylson Farias como vice de Marcus Alexandre. Todo mundo sabe onde essa história terminou.

Mesmo hoje fora do poder, ninguém tem coragem de apontar o dedo para Sebastião. Deixando bem claro, ele foi o responsável por criar e ativar a “bomba” relógio chamada Socorro Neri desnecessariamente. Em 2016, apesar do PT está num processo pesado de “queimação”, se um poste tivesse sido escolhido para um vice, Marcus teria ganho a eleição do mesmo jeito.

O fato é que hoje Neri, com a renúncia de Marcus para disputar as eleições de 2018 e sua derrota acachapante para Gladson Cameli, é a dona da caneta, detentora do poder de decidir que rumos seguir e até mesmo de decidir com quem quer sentar na mesa. Da mesma forma como ela fez com o PSDB, assim ela faz com o PT. De repente seja isso ao que o presidente do PT, Cesário Braga, se referiu ao falar sobre “ingratidão”. Mas ela está certa. Tem que pensar no que é melhor para ela e nas possibilidades mais positivas. Neri é quem tem ficha limpa e até então não tem um mácula em sua carreira. Pega mal em carregar estruturas viciadas em poder como o PT e PCdoB e de fato ela precisa criar o grupo dela visando a sobrevivência política, sempre lembrando que o PT é o pior inimigo que alguém pode ter: um destruidor de reputações. Cuidado, prefeita. Essa turma não brinca! Eles não vão lançar apenas candidatos, vão fazer mais coisas que até Deus duvida.

Jorge Viana

O ex-senador Jorge Viana foi escolhido por Neri como o bode expiatório da arenga com o PT. Para ela, o petista seria o principal influenciador de uma campanha interna para que ela desistisse de disputar a eleições e abrisse espaço para o PT assumir o controle de tudo. A trama não deu certo e por meio do meio amigo Luis Carlos Moreira Jorge, do Blog do Crica, prefeita deu nome aos bois ao citá-lo. Procurei JV na época para comentar o assunto, disse apenas que não iria tocar no assunto e que intenção era “apenas ajudar”. Não foi isso que ela entendeu.

Debandada

Nesta quarta-feira, 23, o PT emitiu uma nota tentando pregar uma reconciliação com o PSB, ato que foi visto com certa desconfiança pelo staff da prefeita. s articulações em torno de Neri na disputa estão tão intensas, que dezenas de petistas devem se desfiliar para ingressar nas fileiras do PSB. Entre os principais nomes, estão o do secretário municipal de saúde, Otoniel Almeida, Têmylles Silva e Pablo Mendes, apontados como “traidores” da causa do “Lula Livre”.

Um pouquinho da segurança

O blog hoje é mais eclético. Vou citar um acontecimento interessante da Segurança Pública. Vocês devem ter lembrado que no último final de semana a Polícia Militar anunciou que havia prendido um trio envolvido na morte da sogra da secretária de fazenda, não é mesmo? Então, todos foram soltos e nem passaram, pelo que pude apurar, pela audiência de custódia. As prisões foram consideradas irregulares e para que os militares não se enrolassem, evitaram levar o caso a justiça. O trio foi solto e já fugiu.

Lá fora

Já tive a oportunidade de conhecer alguns Estados e sempre pergunto como é a questão da segurança e violências nesses locais. Em alguns Estados do nordeste, o Ministério Público e o Judiciário são os braços e as pernas das Forças de Segurança. Em caso, de fato, de erros grotescos, são acionados. Mas lá não é qualquer fofoca de parente de bandido que vai parar na corregedoria e vira denuncia não. Percebe-se que bandido é tratado com bandido e em muitos casos existem “a ordem da limpeza”, que mais para frente vou falar mais sobre isso.

Sem hipocrisia

É impossível mudar o atual parâmetro dos acontecimentos envolvendo a violência se as políticas públicas não estiveram coesas. Saúde, Educação, Oportunidade de Emprego e Lazer são fatores que influenciam positivamente para isso, mas são coisas que só funcionam a médio e longo prazo. Isso jamais deve ser deixado de lado, mas não não podemos deixar de pensar em resolver as coisas do agora, do presente, do momento. Quem pela periferia de Rio Branco, pode verificar uma exército de crianças desocupadas, sem mais presentes, a mercê do crime. Não se vê uma ação para trazer essas almas para o caminho do bem, não existe uma ação do Estado para o controle de natalidade mais rígido. As coisas tendem a piorar…

Anúncios

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas