fbpx
Conecte-se agora

Sindicato da Polícia Civil afirma que delegacias não possuem nem internet e escancara rivalidade com a PM

Publicado

em

Não é segredo para ninguém que sempre houve uma rivalidade entre Polícia Civil e Polícia Militar no Acre. De tempos em tempos a intensidade dessa rivalidade aumenta ou diminui de acordo com os fatos do momento.

Neste início de segundo ano da gestão de Gladson Cameli e com o aprofundamento da crise na segurança pública o nível é alto na rivalidade.

Pegue como exemplo o comentário feito pelo presidente do Sindicato dos Policiais do Acre, Tibério César da Costa.

Na publicação de Gladson Cameli em uma rede social onde o governador conta que junto com o Coronel Ulysses Araújo, comandante da PM, e o Major Rocha, vice-governador, está participando em Las Vegas, Estados Unidos, da maior feira de armas do mundo, Tibério critica o tratamento dado a Polícia Civil.

O presidente do Sinpol afirma que a Polícia Civil acreana tem o menor efetivo do Brasil e que toda a política de segurança tem se resumido a apenas uma única força de segurança insinuando que é a PM, mesmo sem citá-la. “A visão de Segurança Pública tem se resumido a apenas uma única força de segurança e que não é a Polícia Civil. Sabemos que a aquisição de armas é algo importante, só não sei quantas irão para a PC/AC, já que temos o menor efetivo policial do Brasil”.

Tibério afirma em seu texto que há problemas mais urgentes e mais baratos para serem resolvidos. “Temos outros problemas mais urgentes e alguns bem mais baratos de se resolver, tal como a regularização do fornecimento de internet nas delegacias, pois trabalhar combatendo o crime organizado sem internet é praticamente impossível”, diz.

O presidente do sindicato que representa os policias civis afirma ainda que os estados que estão tendo sucesso no combate ao crime organizado apostaram no policiamento investigativo. “Não é diminuindo o número de delegacias em Rio Branco que se trará paz social. Não é enfraquecendo e deixando o trabalho investigativo em 2º/3º/4º plano que o crime organizado será derrotado. Os estados que passaram por uma onda de violência, só conseguiram diminui-la com um forte trabalho repressivo/investigativo, a exemplo do Estado do Ceará”, destaca.

Propaganda

Cotidiano

Foragido do Francisco d’Oliveira Conde é recapturado em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

As polícias Militar e Civil de Cruzeiro do Sul prenderam na tarde desta terça-feira, 18, G.M.M. Segundo os policiais, ele estava foragido do presídio estadual Francisco d’Oliveira Conde, em Rio Branco. A polícia esclareceu que G.M.M não é um dos 26 fugitivos que escaparam do presídio no último dia 20 de janeiro.

Conforme a polícia, o recapturado cumpria pena no presídio da capital pelo crime de homicídio e porte ilegal de arma de fogo.

Após a prisão, ocorrida nesta terça-feira, o detido foi encaminhado para a Delegacia Geral de Cruzeiro do Sul para os procedimentos legais.

Continuar lendo

Destaque 3

Mobilização pela criação do Ministério da Amazônia convoca deputados do Acre para reunião

Publicado

em

FOTO: INTERNET

Os presidentes das Assembleias Legislativas do Amazonas, Josué Neto, e Roraima, deputado Jalser Renier, iniciaram uma mobilização junto às Assembleias dos Estados da Amazônia Legal em defesa da criação do Ministério Extraordinário da Amazônia.

Para debater essa proposta, uma reunião com os presidentes das Assembleias dos Estados do Maranhão, Amapá, Acre, Rondônia, Mato Grosso, Pará e Tocantins está marcada para o início de março, em Manaus.

“Iniciamos a articulação e já estamos buscando o apoio dos presidentes de outras Assembleias Legislativas, além dos deputados que queiram abraçar nossa mobilização pela criação do Ministério da Amazônia”, disse o deputado Josué, explicando que o objetivo é apoiar o deputado federal Átila Lins, autor do projeto, e dar sustentação ao pedido de criação do Ministério da Amazônia.

Lins chegou a tratar do assunto pessoalmente com o presidente Jair Bolsonaro no último dia 13. Segundo o deputado, a nova pasta vai cuidar da regularização fundiária na Amazônia, das estradas importantes para a região, do turismo ecológico e de uma série de ações que o presidente Jair Bolsonaro quer desenvolver diretamente na Região Amazônica.

O presidente Jair Bolsonaro fez uma coletiva de imprensa, em Brasília, no dia 13 de fevereiro, ao lado do deputado Átila Lins, afirmando que estava analisando a sugestão de criação do Ministério Extraordinário da Amazônia Legal.

(Com Aleam)

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas