fbpx
Conecte-se agora

Enquanto Gladson, Rocha e Ulysses participam de feira de armas, sargento revela falta de combustível para viaturas

Publicado

em

Em busca de renovar o armamento da segurança pública do Acre, o governador Gladson Cameli, o vice-governador Major Rocha e o comandante-geral da polícia Militar do Estado do Acre, coronel Ulysses Araújo, estão nos Estados Unidos, em Las Vegas, participando maior feira de armamentos do mundo, a Shot Show 2020. O governo pretende adquirir novas armas ao parque bélico das forças policiais que compõem o sistema de Segurança do Estado.

Para Cameli, a sua ida ao evento demonstra a preocupação e compromisso no fortalecimento das instituições no enfrentamento à violência. “Com um arsenal de ponta, os agentes de Segurança Pública contarão com a garantia de um poderio superior contra aqueles que insistem em cometer crimes”, disse o governador.

Segundo ele, o governo está fazendo o que pode para devolver a paz às famílias acreanas. A intenção é que o armamento de última geração seja obtido ainda este ano. O coronel Ulysses declarou que a aquisição pode chegar a até 2,5 mil armas dos mais variados tipos e calibres. Alguns armamentos serão comprados de uma fábrica da Turquia, inclusive já está agendada a visita de uma comitiva do Acre para a Turquia ainda este ano.

Ocorre que um sargento da Polícia Militar do Acre respondeu a participação do governo no evento revelando, em tom de revolta, que não há combustível para abastecer as viaturas policiais no estado. O comentário foi feito por meio de seu perfil no Facebook, logo após o governador Gladson Cameli publicar nas redes sociais que estaria participando da maior feira de armas do mundo.

O sargento Ruberval respondeu ao governador mostrando que há problemas mais urgentes a serem resolvidos se o Acre quiser realmente vencer a guerra contra a criminalidade.

Segundo o policial militar, na terça-feira, 21, não havia combustível para abastecer as viaturas. “Muito bom agora sim vamos conseguir combater o crime…mas hoje 21/01/20 se tivesse ao menos Diesel S10 para abastecer as viaturas já ajudava bastante… parabéns pela novas aquisições”, comentou o sargento PM.

O comando da Polícia Militar ainda não se posicionou sobre a suposta falta de combustível para o abastecimento das viaturas. A 42ª edição da Shot Show reúne mais de 1,6 mil empresas bélicas e segue até o próximo dia 24 de janeiro. Além do Acre, representantes da área de Segurança Pública dos estados do Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo participam do evento.

Por Thais Farias e Leônidas Badaró 

Propaganda

Cotidiano

Foragido do Francisco d’Oliveira Conde é recapturado em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

As polícias Militar e Civil de Cruzeiro do Sul prenderam na tarde desta terça-feira, 18, G.M.M. Segundo os policiais, ele estava foragido do presídio estadual Francisco d’Oliveira Conde, em Rio Branco. A polícia esclareceu que G.M.M não é um dos 26 fugitivos que escaparam do presídio no último dia 20 de janeiro.

Conforme a polícia, o recapturado cumpria pena no presídio da capital pelo crime de homicídio e porte ilegal de arma de fogo.

Após a prisão, ocorrida nesta terça-feira, o detido foi encaminhado para a Delegacia Geral de Cruzeiro do Sul para os procedimentos legais.

Continuar lendo

Destaque 3

Mobilização pela criação do Ministério da Amazônia convoca deputados do Acre para reunião

Publicado

em

FOTO: INTERNET

Os presidentes das Assembleias Legislativas do Amazonas, Josué Neto, e Roraima, deputado Jalser Renier, iniciaram uma mobilização junto às Assembleias dos Estados da Amazônia Legal em defesa da criação do Ministério Extraordinário da Amazônia.

Para debater essa proposta, uma reunião com os presidentes das Assembleias dos Estados do Maranhão, Amapá, Acre, Rondônia, Mato Grosso, Pará e Tocantins está marcada para o início de março, em Manaus.

“Iniciamos a articulação e já estamos buscando o apoio dos presidentes de outras Assembleias Legislativas, além dos deputados que queiram abraçar nossa mobilização pela criação do Ministério da Amazônia”, disse o deputado Josué, explicando que o objetivo é apoiar o deputado federal Átila Lins, autor do projeto, e dar sustentação ao pedido de criação do Ministério da Amazônia.

Lins chegou a tratar do assunto pessoalmente com o presidente Jair Bolsonaro no último dia 13. Segundo o deputado, a nova pasta vai cuidar da regularização fundiária na Amazônia, das estradas importantes para a região, do turismo ecológico e de uma série de ações que o presidente Jair Bolsonaro quer desenvolver diretamente na Região Amazônica.

O presidente Jair Bolsonaro fez uma coletiva de imprensa, em Brasília, no dia 13 de fevereiro, ao lado do deputado Átila Lins, afirmando que estava analisando a sugestão de criação do Ministério Extraordinário da Amazônia Legal.

(Com Aleam)

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas