fbpx
Conecte-se agora

Um cenário  de guerra urbana 

Publicado

em

O que a população atônita está assistindo na capital é um cenário de guerra urbana, onde os principais protagonistas não conseguem se entender. O sistema penitenciário está envolto em uma briga interna pelo poder, que se escancarou para a opinião pública. O IAPEN virou palco de uma peleja de egos. Só este mês fugiram 30 presos e apenas um fugitivo foi recapturado. O governador Gladson está fora a tratamento de saúde; o Comandante da PM, Coronel Ulysses Araújo, nos EUA e não se sabe o que está fazendo; o secretário de Segurança, Coronel Paulo César, também está fora do Acre acompanhando o tratamento de um filho. O vice-governador Major Rocha sumiu do Estado, justamente a quem o governador entregou o comando do sistema de segurança. Em 20 dias, 30 pessoas foram executadas por organizações criminosas. A UPA da Cidade do Povo fechou ontem sob forte ameaça de morte à equipe médica. Aonde é que nós vamos parar? E a pergunta que não quer calar. Não deveriam ter criado a expectativa falsa de que a questão da Segurança seria resolvida a um curto espaço. Uns falaram em 10 dias, outro em seis meses e um terceiro em 1 ano. O primeiro ano se passou e entramos no segundo ano de governo e a situação piorou. Reclamar da omissão do Exército por não cumprir sua missão de não patrulhar a fronteira, não resolve. Reclamar do presidente Jair Bolsonaro também não é solução. O Gladson tem de assumir o comando da segurança, para isso ele foi eleito, e junto com a sua equipe encontrar uma solução caseira para o caos.  

ESTE FILME EU JÁ VI

O governador Gladson Cameli criou um “gabinete de crise” para enfrentar a descontrolada onda de violência que se abateu sobre a cidade. Este mesmo filme eu assisti no governo do Tião Viana e com um final de fracasso. O que se quer é menos reunião e mais ações práticas.

FOI TUDO UMA GRANDE FARSA

Por isso, fico sempre com o pé atrás, quando vejo cenas de conversão de bandidos, de bandidos declarando arrependimento e anunciando que viraram evangélicos. Os 26 presos perigosos que fugiram eram exatamente do pavilhão onde foi montada a farsa de conversões.

NADA CONTRA OS PASTORES

Nada contra os Pastores, mas quem integra uma organização criminosa o faz por convicção e não é um Pastor tocando na sua cabeça que vai mudar seu perfil de matador. E até por ser uma questão econômica: se “converte” e vai viver de quê, da palavra do Pastor? Volta ao crime até como meio de subsistência. E fica no círculo matando e até ser morto por um rival.

FUGAR ALERTADA

A fuga já era alertada por agentes penitenciários experientes, com a saída da PM da segurança do presídio. A medida foi adotada sem que houvesse um plano de pessoal alternativo para cumprir o papel que era exercido pela PM. Com poucos agentes, a Penal virou uma peneira.

GOLPE ATRÁS DO OUTRO

Depois da derrota o PT, continua sofrendo um golpe atrás do outro, com a perda de lideranças importantes nos municípios. O caso mais recente foi da ex-deputada Leila Galvão, em Brasiléia.

PEGANDO FOGO

A informação de amigos que chegam de Brasiléia é que a disputa entre a prefeita Fernanda Hassem (PT) e a ex-deputada Leila Galvão, que se filiará ao MDB, está pegando fogo nas redes sociais, com a previsão de ser uma disputa mais que acirrada pelo comando da prefeitura.

MÃOS AMARRADAS

O senador Jorge Viana (PT) fica neste redemoinho tentando juntar os cacos que restaram da fragorosa derrota do PT no Estado, mas lhe falta o principal para recompor o partido: o poder. Mas isso não foi só causado pela perda do poder, também pela centralização do comando partidário num grupo, a DR, que direcionou o apoio aos candidatos do grupo. Inês é Morta!

PASSA POR 2022

O senador Jorge Viana (PT) tem de começar a se preocupar, o fracasso da eleição municipal vai refletir na eleição para o Governo e o Senado em 2022, já que, ele será candidato a senador ou a governador. O PT está sem um bom nome para prefeito nos dois maiores colégios eleitorais do Estado, Cruzeiro do Sul e Rio Branco. Está no poder apenas em três pequenos municípios.

NOME PARA O DEBATE

O PSL anunciou ontem oficialmente o jornalista Rogério Wenceslau seu candidato a prefeito de Rio Branco. É um nome que vai acrescentar muito ao bom debate de idéias na campanha.

CONHECE O JOGO

O prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, tem interiorizado muito as ações municipais, importante na disputa da reeleição este ano. Como conhecedor do jogo no município sabe da importância de estar bem nas áreas ribeirinhas, onde o grupo adversário sempre foi forte.

DO ERRO PARA A DISPUTA

Ilderlei Cordeiro saiu de um início de gestão conturbado para um final de administração com muitas conquistas, o que o deixa no ponto de entrar na campanha com alta competitividade.

INTERVENÇÃO FEDERAL

Ao invés de se falar em intervenção federal na Segurança, que não vai resolver nada, proposta populista, o que devia estar ocorrendo era a bancada federal que a tudo assiste passivamente, estar pressionando para que o Exército cumpra seu papel de patrulhar as fronteiras do Estado.

COLABORA COM O CRIME

Cada qual siga o caminho que quiser. Respeito! Mas divulgar Notas de facções é colaborar para que o crime organizado se mostre forte para a opinião pública. Não dou espaço a isso.

VOLTA EM EBULIÇÃO

A ALEAC deve voltar em ebulição do recesso com a oposição tendo temas a escolher para fustigar o governo. Os deputados retornarão ao trabalho no dia 3 de fevereiro.

NÃO FOI OMISSO

Ao longo do seu mandato o deputado federal Alan Rick (DEM) tem sido um dos que mais destinou recursos para projetos do sistema de segurança estadual. É só buscar os registros.

MANCHETE DO JN

Depois de longo tempo o Acre voltou ontem a ser manchete negativa no JORNAL NACIONAL, por conta da chacina em um bar da Transacreana e da fuga em massa de presos do FOC.

FAZER FIGURAÇÃO

O PT pode ir de professora Neide Lopes na disputa da prefeitura de Epitaciolândia. Neide sempre atuou como cabo-eleitoral de candidatos do PT e se entronizou em cargos de confiança nas gestões petistas dos últimos 20 anos. Entra na disputa sem a força do poder.

MIRANDO A CÂMARA FEDERAL

Encontrei ontem o presidente do PROS, Deda, que conseguiu tirar a sigla da inexpressividade, tendo hoje três candidatos a prefeitos e dezenas de candidatos a vereadores em vários municípios. Prepara o partido para disputar uma vaga de deputado federal em 2022.

 TEM TUDO A VER

Deda disse ao BLOG de que, não vê outro caminho que não seja o de indicar o vice na chapa da prefeita Fernanda Hassem (PT), que disputará a reeleição. Lembrou que o PROS é um dos partidos mais organizados de Brasiléia e é aliado da prefeita desde a última campanha. 

NÃO TENHO DÚVIDA

Também não tenho a menor dúvida que o PROS indicará o vice da chapa da Fernanda Hassem.

ALIANÇA PARA A PMRB

Tudo caminha para que o MDB faça uma coligação para disputar a prefeitura da capital dentro de uma aliança formada com o PR e o PSD, com o PSD indicando o vice do Roberto Duarte.

MÁRCIO ALBION

É um dos bons nomes que estará disputando este ano uma vaga de vereador da capital pelo PROGRESSISTAS. Márcio Albion, já teve uma boa votação quando disputou um mandato.

BOA CONVERSA

O “BOA CONVERSA” – programa que apresentamos no ac24horas com o colega Astério Moreira – voltará em fevereiro, com uma rodada de entrevistas com todos os candidatos á PMRB. Num jogo aberto, sem protecionismo, vamos conhecer seus projetos para a cidade.

ABANDONA A MOITA

O PROGRESSISTAS, nesta batida de indefinição, pode chegar na convenção que definirá os candidatos a prefeito da capital, como um puxadinho indicando o vice de alguma chapa

 NÃO ESTÁ COM PINTA

O partido não mostra interesse coletivo de seus dirigentes, na formatação de uma candidatura à prefeitura de Rio Branco. Sem um sinal claro do Gladson Cameli a sigla não vai a lugar algum.

PARECE BEM CLARO

Nesta eleição municipal da capital me prece bem clara uma situação: o PT não indo para o segundo turno, o partido e os aliados como o PCdoB, irão descarregar os seus votos, independente de qualquer coisa, contra o candidato apoiado pelo Gladson Cameli.

PENSAR AO CONTRÁRIO É ILÓGICO

Com oito candidatos e nove com ela, disputando a prefeitura da capital, é ilógico não colocar a prefeita Socorro Neri como competitiva para levar a sua candidatura ao segundo turno.

FRASE DO DIA

“Na política não existe aliados, existem parcerias por interesses comuns.” Máxima da política mineira.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas