fbpx
Conecte-se agora

Piloto de helicóptero dos famosos diz que seguro não deve cobrir o acidente do Harpia 1

Publicado

em

O acidente entre o caminhão-baú e o Harpia 1, do Governo do Estado do Acre, virou assunto nacional. Após conferir as imagens do acidente , o instrutor e youtube do Canal VHD, do maior canal de helicópteros do mundo, Victor Hugo Dias, soltou o verbo e não economizou nas críticas.

“Nenhum acidente na aviação acontece apenas por um fator, são sempre diversos fatores, que vão se somando até acontecer o acidente”, afirmou.

Em entrevista exclusiva ao ac24horas, Victor afirmou que houve sim erro das duas partes envolvidas no acidente, principalmente, pelo motorista de caminhão.

“Você tá vendo uma aeronave sendo acionada, pra quê, você vai chegar tão perto da aeronave? Se for olhar o tamanho do recuo que tinha ali, o recuo era gigante. Não tinha necessidade do caminhão chegar tão perto como ele chegou do helicóptero. Houve, sim, um erro da tripulação que tem que zelar pela máquina, e isolar melhor a área. Naquele momento, a aeronave estava sendo preparada para decolar. Poderia ter alguém lá na ponta travando esse trânsito? Sim! Quem poderia ter feito? agente de trânsito, Polícia Militar ou Civil”, destacou.

Victor afirmou que também ficou “abismado com a falta de noção” dos próprios colegas pilotos de aeronave.

“As vezes eu fico abismado com os próprios pilotos que não tem noção espacial do tamanho com o negócio que ele tá voando, de onde as partes podem pegar e, eu vejo vídeo direto de pilotos que vai manobrar e pega o motor de cauda na árvore”, afirmou.

Em sua análise, a possibilidade de explosão do helicóptero na hora do acidente era muito baixa devido ao casco do tanque de gasolina ser bem protegido.

“Esse modelo de helicóptero é muito seguro, existe há mais de 30 anos, que é uma AS50 não é atoa que a maioria das forças públicas dos diversos estados e emissoras de TV usam”, ponderou.

Victor avaliou o local usado para o pouso e a decolagem, do ponto de vista da lei, como tranquilo, já que a aeronave estava exercendo uma atividade de interesse do governo.

CMTE. HAMILTON E VITOR HUGO – FOTO: CEDIDA AO AC24HORAS

Victor explicou, em outro trecho, que o prejuízo do helicóptero deve ser enorme. Ele estimou por volta de R$ 6 milhões de reais.

“Quando acontece um tipo de negócio desses não é simplesmente trocar o que estragou. A transmissão vai ter que fazer um rebite nela, devido essa parada rápida. Tudo que integra desde a hora que sai do motor tem que haver uma inspeção minuciosa e nesse caso com o impacto que foi, provavelmente, tem que trocar muita coisa. As vezes chega a ficar 70% ou 80% do valor do helicóptero, por questões de justamente as peças mais caras que estragaram ali. Quanto à chassi dá realmente uma estragada, porque ela chega a entortar devido ao impacto”, ponderou.

Em relação ao seguro da aeronave, Victor Dias, afirmou que se o seguro for o da maioria das aeronaves, não devem cobrir o prejuízo, pois segundo ele, o seguro só cobre lugares homologados, e o lugar que ocorreu o acidente não estava homologado.

“Nesse caso não é homologado, é um lugar não homologado, que a gente chama de “zulu” que recebe o nome de pouso não ocasional. Se funciona que nem o seguro de aeronaves não paga, não vai pagar”, afirmou.

 

Propaganda

Destaque 4

Alunos do Jordão estão sem previsão para início do ano letivo por falta de professor

Publicado

em

Pais e mães dos alunos do 2º ano do ensino fundamental da escola Manoel Rodrigues, localizada no município do Jordão, foram surpreendidos com o retorno dos filhos para casa. Os estudantes que deveriam estar em sala de aula – já que o ano letivo começou na última segunda-feira – foram mandados de volta por falta de professor.

São 24 alunos prejudicados que, segundo a direção da escola, podem começar o ano letivo apenas no próximo dia 25 de março, ou seja, um mês e meio de atraso, comparado ao início das aulas nas demais escolas do estado.

O diretor da escola, Carlos Ronier, que não tem autonomia para convocar professor, já que essa é uma atribuição da Secretaria Estadual de Educação, confirma a falta de professor e diz ainda que não há previsão para o início do ano letivo. “O que a Secretaria Estadual de Educação coloca é que vão convocar, mas que não há uma data para que essa convocação aconteça. Eu não sei porque eles não querem convocar agora, isso aí eu não consigo entender”, explica.

A falta de professores não prejudica apenas os pequenos da turma do 2º do ensino fundamental. Quem não conseguiu concluir o ensino na idade/série adequada e procura a modalidade de Ensino de Jovens e Adultos (EJA) também não está tendo aulas por falta de professores. O início estava marcado para o último dia 10, mas também não há previsão.

“No caso da Educação de Jovens e Adultos, nós estamos sem nenhum professor e o Estado está em abertura do processo seletivo e, infelizmente, vamos ter que aguardar esse processo para iniciar as aulas nas turma de EJA”, afirma Carlos.

Continuar lendo

Destaque 4

Polícia Federal diz que não arrombou porta da prefeitura de Cruzeiro do Sul durante operação

Publicado

em

O discurso inflamado do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, em praça pública nessa segunda, 17, afirmou que ele iria acionar a justiça para que a Polícia Federal repare o dano ao patrimônio público, referindo-se a um arrombamento da porta da prefeitura. A Polícia Federal respondeu ao prefeito por meio de uma nota de esclarecimento nesta terça-feira (18).

Na nota, a Polícia Federal cita que não arrombou a porta e que repôs a fechadura retirada para a entrada dos policiais que cumpriram mandado de busca e apreensão no local.

Veja a nota na íntegra:

Em referência ao pronunciamento do prefeito de Cruzeiro do Sul Ilderlei Cordeiro, em praça pública no dia 17/02/2020, de que a Polícia Federal teria “arrombado a porta da Prefeitura”, informamos que:

1) A ordem judicial de mandado de busca e apreensão foi cumprida no estrito rigor artigo 245 do Código de Processo Penal;

2) Apesar de haver vigia no local da busca e apreensão, o mesmo não possuía a chave para abrir a porta;

3) Em nenhum momento houve o arrombamento, mas foram retiradas as dobradiças da porta de entrada, fato este acompanhado por duas testemunhas.

4) Ao final do procedimento de busca e apreensão as dobradiças foram recolocadas, não havendo nenhum prejuízo ao órgão público.

5) A Polícia Federal reitera seu compromisso, como polícia republicana, de trabalhar de forma isenta, discreta e apartidária, nos estritos limites da lei.

Na Operação Presságio, ocorrida na última sexta-feira, 14, foram presas 6 pessoas, incluindo a irmã do prefeito e ex-chefe de gabinete Idelcleide Cordeiro, acusada de ser a operadora de um esquema que teria desviado recursos federais por meio da ONG CBCN.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas