Conecte-se agora

Associação diz que fuga em presídio é resultado da falta de gestão e planejamento no IAPEN

Publicado

em

A Associação dos Policias Penais do Acre (ASSPEN) também se manifestou em relação a fuga em massa da penitenciária Francisco D’Oliveira Conde.

A entidade bateu duro na direção do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN) do Acre. Segundo a associação, os gestores do órgão já haviam sido avisados das mazelas que acontecem no presídio e diz que os policias penais fazem milagre para manter a segurança.

Os presos fugiram do pavilhão “L” do chapão.

A ASSPEN também criticou a realização de um culto durante o período noturno, como parte de um evento religioso realizado na semana passada. “O diretor-presidente do IAPEN autorizou a realização de um culto religioso na parte noturna do plantão, mesmo sabendo que a segurança estava fragilizada. Essa liberação é coisa que jamais aconteceu em outras gestões durante a noite”, afirma a nota assinada pelo presidente da Associação dos Policias Penais do Acre (ASSPEN), Eden Alves Azevedo.

Leia a nota:

A Diretoria dessa Entidade Representativa, em defesa dos Policiais Penais que atuam fazendo milagre para manter a segurança no interior dos presídios, vem a público depois da fuga em massa no Pavilhão “L” do Chapão, comunicar que já havia AVISADO a atual direção do IAPEN sobre as mazelas que acontecem na FOC, por falta de gestão e planejamento institucional.

No mesmo pavilhão da fuga dessa madrugada, semana passada, o diretor presidente do IAPEN autorizou a realização de um Culto Religioso na parte noturna do plantão, mesmo sabendo que a segurança estava fragilizada. Essa liberação é coisa que jamais aconteceu em outras gestões durante a noite.

A direção da ASSPEN solicita providências necessárias da Secretaria de Segurança Pública e responsabilização daqueles que mau (sic) administram o IAPEN.

Rio Branco-Acre, 20 de janeiro de 2020

Eden Alves Azevedo , Presidente da ASSPEN

Anúncios

Destaque 3

Governo federal reconhece situação de emergência no Acre devido a incêndios florestais

Publicado

em

O Secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil do Governo Federal, Alexandre Lucas Alves, publicou no Diário Oficial da União portaria que reconhece situação de emergência nos 22 municípios acreanos.

A portaria leva em consideração o decreto do governo acreano nº 698, de 31 de agosto de 2020, quando o governador Gladson Cameli decretou situação de emergência ambiental por causa das queimadas.

Somente durante o mês de setembro, até esta sexta-feira, 27, o Acre apresentou 2.820 focos de queimadas. Entre 1º de janeiro e 27 de setembro o estado registrou 7.319 focos ativos de incêndios no estado. O número é maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando foi de 6.246 focos de queimadas.

Continuar lendo

Cotidiano

3º repasse do FPM é de R$13,1 milhões e cai nesta quarta (30) na conta das prefeituras

Publicado

em

O mês de setembro fechará com uma queda de 21,51% no terceiro decêndio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), em comparação ao mesmo período de 2019.

O valor, que será creditado na quarta-feira, 30 de setembro, na conta das 22 prefeituras do Acre, será de R$13.104.081,74. No ano passado, o 3º repasse do FPM de setembro foi de R$ 13.423.752,57.

A soma das prefeituras brasileiras receberá R$ 1,9 bilhões, com o desconto do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Quando somado o Fundo, o montante será de R$ 2.4 bi.

O 3º decêndio representa a base de cálculo dos dias 11 a 20 do mês corrente. Esse decêndio geralmente representa em torno de 30% do valor esperado para o mês inteiro.

Segundo os dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), o 3º decêndio de setembro de 2020, comparado com mesmo decêndio do ano anterior, apresentou queda de 2,72% em termos nominais, ou seja, sem considerar os efeitos da inflação. E quando o valor do repasse é deflacionado, levando-se em conta a inflação, comparado ao mesmo período do ano anterior, a queda é de 4,84%.

Diante de todos os compromissos assumidos pelos gestores, o fraco crescimento da economia tem trazido cada vez mais angústias. Os municípios têm em sua frente um grande desafio, a pandemia do Covid-19.

Continuar lendo

Destaque 3

Rio Branco concentra mais de 45% do eleitorado acreano e Santa Rosa o menor número

Publicado

em

A campanha eleitoral 2020 começou oficialmente e a partir de agora está liberada a caça aos votos. Com dados da justiça eleitoral, o ac24horas fez um levantamento do número de eleitores aptos a votar nas eleições deste ano em todo o Acre. Os 88 candidatos que disputam o cargo de prefeito nas 22 cidades Estado e os 2.782 candidatos à vereador vão “brigar” pelo voto de 561.261 eleitores.

A capital acreana continua, de longe, o maior colégio eleitoral do estado. Aliás, é a única que ultrapassa os 200 mil eleitores, o que a credencia ter segundo turno, caso nenhum dos candidatos alcance a maioria absoluta dos votos válidos. Com 256.673 eleitores, Rio Branco concentra 45,73% dos eleitores de todo o estado.

A diferença de Rio Branco para os demais municípios é tão grande, que o segundo lugar no número de eleitores não tem nem metade do eleitorado da capital. Cruzeiro do Sul, de acordo com a justiça eleitoral, tem 55.749 eleitores aptos a participar da eleição deste ano.

Na casa dos 20 mil eleitores, o Acre tem quatro cidades. Sena Madureira, que é o terceiro maior colégio eleitoral com 28.985 eleitores, Tarauacá com 26.354 e a vizinha Feijó, com 21.551 eleitores.

Na faixa das localidades que estão abaixo de 20 mil e acima dos 10 mil eleitores é que se concentra a maior quantidade de municípios acreanos. São eles: Senador Guiomard com 17.552 eleitores, Brasileia, com 16.884, Mâncio Lima, que tem 13.141, Porto Acre com 12.639 eleitores, Plácido de Castro, com 11.964, Epitaciolândia, com 11.732, Xapuri, 11.399, Rodrigues Alves, com 11.388 e Marechal Thaumaturgo, com 10.491 eleitores.

Outros 8 municípios possuem um colégio eleitoral abaixo de 10 mil eleitores. O menor deles, é Santa Rosa do Purus, onde, de acordo com a justiça eleitoral, existem apenas 3.566 pessoas aptas a votar em novembro. No município, existem 5 candidatos a prefeito e 65 postulantes a uma das 9 vagas de vereador. Em Bujari, são 9.613 eleitores, Acrelândia, são 9.169 eleitores, Capixaba, possui 7.540, Manoel Urbano tem 7.209, em Porto Walter são 6.570 eleitores, Assis Brasil tem 5.913 eleitores e Jordão, fecha a lista com 5.209 pessoas aptas a votar.

Continuar lendo

Destaque 3

66% dos eleitores de Cruzeiro do Sul aprovam e 29% reprovam governo de Jair Bolsonaro

Publicado

em

A satisfação dos eleitores de Cruzeiro do Sul com o mandato do presidente Jair Bolsonaro também foi avaliada pela pesquisa de opinião pública registrada AC 09491/2020, realizada pela Real Time Big Data, encomendada e divulgada nesta segunda-feira, 28, pela TV Gazeta/ac24horas.

De acordo com o cenário das eleições municipais 2020 na cidade, 66% dos eleitores entrevistados se dizem satisfeitos com o mandado do presidente Jair Bolsonaro. No entanto, 29% dos entrevistados desaprovam a gestão de Bolsonaro. 5% dos entrevistados não souberam ou não responderam.

A pesquisa de opinião pública de avaliação do cenário municipal na cidade de Cruzeiro do Sul foi realizada no período de 21 e 22 de Setembro de 2020 e tem amostra de 600 entrevistas. A margem de erro é de 4,0 pontos, com nível de confiança de 95%.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas