Conecte-se agora

Paulo Cezár diz que pedir “intervenção federal é irrelevante”

Publicado

em

O secretário de segurança, Paulo César dos Santos, se manifestou na noite deste domingo, 19, após o ac24horas questioná-lo a cerca das declarações do deputado estadual Roberto Duarte (MDB), que pediu para que o governador Gladson Cameli solicitasse intervenção federal na Segurança Pública.

De férias para tratamento de saúde de seu filho, o gestor afirmou que não deixa de participar do processo decisório quanto as ações que estão sendo desencadeadas no Sistema de Segurança e lembrou que nesta segunda-feira, 20, uma coletiva de imprensa será realizada pela cúpula para prestar esclarecimentos e providências a respeito dos últimos acontecimentos.

“Por outro lado, as declarações do Deputado em questão surgem num momento sensível e que carece de reflexão de todos que tem influência sobre a segurança da sociedade, pois acredito que simplesmente requerer intervenção federal é irrelevante, pois antes de requerer intervenção temos que solicitar que a União cumpra seu papel constitucional quanto aos fatores que impulsionam a violência”, explicou.

Paulo César acredita que “o Acre precisa realmente de intervenção federal para que a União cumpra seu papel constitucional” quanto ao controle da fronteira, do espaço aéreo e dos rios, por onde trafegam os insumos do crime (drogas e armas). “Rrazão pela qual necessitamos que o Exército realize o patrulhamento das fronteiras, que a Aeronáutica instale uma base em Cruzeiro do Sul e que Marinha tenha pelo menos uma capitania em terras acreanas, bem como aumentem os efetivos das Polícias Federal e Rodoviária para que cumpram suas competências, respectivamente, de combater o narconegócio e realizar o policiamento das rodovias federais, requisições realizadas junto ao Presidente da República e ao Ministro da Justiça em duas oportunidades, pelo Governador e por integrantes da bancada federal”, justificou.

Sem querer polemizar, o secretário afirmou que não contraria o parlamentar do MDB, mas acredita que a proposta “está ligeiramente equivocada quanto ao sentido da intervenção a ser realizada”.

“Reafirmo que a redução de homicídios no ano passado alcançou 25% em relação ao ano anterior e que novas medidas estão sendo adotadas para retomar essa redução, dentre as quais os diversos investimentos que aportarão ao sistema de segurança neste ano, bem como a futura nomeação dos policiais civis aprovados no último concurso, já anunciada pelo Governador e o término do curso de 250 policiais militares que estão em formação inicial, que impactará no aumento de quase 20% nos efetivos das polícias estaduais”, enfatizou Paulo.

Anúncios

Acre

Brasiléia e Cobija reabrem Ponte da Amizade depois de seis meses

Publicado

em

Após seis meses de fechamento causado pela pandemia do novo coronavírus, a Ponte da Amizade, que liga a cidade acreana de Brasiléia à capital do departamento boliviano de Pando, Cobija, foi liberada para o tráfego entre os dois países. O ato de reabertura foi realizado nesta segunda-feira, 21.

A Ponte Internacional, que faz a ligação entre Epitaciolândia e Cobija, já está reaberta desde o último dia 11, depois de comerciantes, empresários e populações das três cidades fronteiriças fazerem fortes apelos pelo fim do bloqueio que promoveu crise econômica e social na região.

Naquela ocasião, a Ponte Wilson Pinheiro permaneceu fechada por decisão das autoridades locais em razão da falta de contingente das áreas de saúde e segurança pública para fazer o monitoramento nas duas passagens para o lado boliviano. Porém, passou a haver uma pressão também dos empresários de Brasiléia para a abertura da segunda ponte.

No ato de reabertura, os prefeitos Fernanda Hassem e Gatty Ribeiro, de Brasiléia e Cobija, afirmaram que restrições sanitárias continuarão, apesar da liberação do tráfego. Os dois lados terão barreiras que controlarão o acesso exigindo o cumprimento das normas impostas pelos dois países.

Na ponte internacional, entre Epitaciolândia e Cobija, o horário de funcionamento continua restrito ao período das 7 às 18 horas, nos dias úteis, e das 7 horas às 14 horas nos feriados e fins de semana. Na Ponte da Amizade, as regras e horários são os mesmos e a circulação é restrita aos residentes das três cidades.

Continuar lendo

Acre

Colegiado de vogais da Junta Comercial do Acre toma posse

Publicado

em

O presidente da Junta Comercial do Estado do Acre (JUCEAC), Jurilande Aragão, deu posse nesta segunda-feira, 21, ao novo colegiado de vogais para o quadriênio 2020/2024. O evento ocorreu na sede da autarquia, na avenida Antônio da Rocha Viana, Vila Ivonete, em Rio Branco.

Na ocasião, a empresária e contadora Nayara Maria Honorato Souza do Nascimento foi empossada como vice-presidente da Junta Comercial do Acre.

Os dois compõem o colegiado de vogais, órgão colegiado consultivo e de deliberação superior da JUCEAC, que é composto ao todo por 10 representantes de entidades de classe e do Governo Acre, tendo cada instituição direito a titular.

O colegiado de vogais, órgão de deliberação superior da Junta Comercial, tem entre suas atribuições a de julgar processos de decisão colegiada, os recursos interpostos das decisões definitivas, decidir sobre o assentamento dos usos e práticas mercantis, deliberar sobre a tabela de preços dos serviços da Junta Comercial e aprovar o regimento interno da Autarquia, bem como suas alterações.

As entidades que têm representação no colegiado de vogais são:

ACISA: Jurilande Aragão (Presidente), DREI: Nayara Maria Honorato (Vice Presidente), FEDERACRE: João Batista Fecury e Pedro Ferreira da Silva, FIEAC: Francisco Nailton Feitosa, FAEAC: Maria Do Socorro Nobre, OAB/AC: Ferdinando Faria Araújo, CORECON: José Idalécio de Souza Galvão, CRA/AC: Denilson Angelim Alves e CRC/AC: Theoelita da Silva Quindere.

Continuar lendo

Acre

Bope recebe apoio do deputado federal Alan Rick

Publicado

em

O deputado federal Alan Rick (DEM), visitou na última sexta-feira, 18, a convite do Comandante-Geral da PM, Coronel Paulo, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) e o estande de tiro da unidade que está sendo reformado com recursos de emenda individual do deputado no valor R$ 300 mil.

A reforma, segundo Alan Rick, contará com cobertura, iluminação e modernização do estande de tiro. “Tenho priorizado recursos para o sistema de segurança do Acre. Nos últimos seis anos foram mais de R$ 10 milhões. No que se refere ao estande, é muito importante que os policiais tenham um local adequado com estrutura que possa suprir todas as necessidades de treinamento, pois isso reflete diretamente na qualidade do trabalho”, destaca o parlamentar.

O Comandante-geral, Coronel Paulo, lembra que “a construção da cobertura vai ser uma melhoria do local para as instruções de tiro, principalmente no período chuvoso”, e representa também uma forma de motivar os policiais, uma vez que vai otimizar a realização das instruções com armamento, munição e tiro nos cursos. “Consequentemente teremos profissionais mais capacitados”, diz o coronel.

Cia. de Cães

Alan Rick também visitou a Companhia de Policiamento com Cães, que tem seu Canil bem ao lado do BOPE e, na oportunidade, assistiu demonstrações da atuação dos cães por seus treinadores, os Tenentes De França e Gonzaga fizeram demonstrações de como funciona o trabalho tático com cães. “Foi bom ouvir um pouco do trabalho que vem sendo realizado pelos policiais no combate ao tráfico de drogas e crime organizado. É admirável o trabalho desses policiais. Me comprometi a ajudar a Companhia com recursos para melhorar a infraestrutura do Canil e tratamento dos cães”, disse Alan Rick.

Continuar lendo

Acre

“Aqui não tem Socorro”, diz Jarbas ao mostrar ‘lagoa verde’

Publicado

em

Revoltado com a falta de atenção do poder público na periferia, o empresário do ramo de construção de rodovias e pavimentação asfáltica e candidato à Prefeitura pelo Avante, Jarbas Soster, usou as redes sociais para mostrar uma situação curiosa que ocorre na Rua Amoty Pascoal, bairro Wanderley Dantas, em Rio Branco.

Ao lado de dois moradores do bairro, Jarbas mostra a ‘lagoa verde’ e pede que o poder público compareça e dê um fim ao problema que se vem arrastando há anos no bairro.

No vídeo, os moradores cobram uma ação da prefeitura e pedem que o Ministério Público (MPAC) compareça ao local. A moradora relatou que na rua moram idosos e crianças e que o mal cheiro a noite é insuportável.

“Traz material e vamos tirar a população do meio da lama e do esgoto. Tem crianças e idosos que moram aqui. Socorro e Edson [Infraestrutura] vamos trazer a máquina aqui para ajudar esse povo”, afirmou Jarbas.

 

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas