fbpx
Conecte-se agora

Vacina pentavalente volta a ser aplicada em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

A vacina pentavalente que estava em falta, já está disponível nas unidades de saúde das zonas urbana e rural de Cruzeiro do Sul para as crianças. As doses são aplicadas nas crianças aos 2, 4 e 6 meses de vida.

A secretaria estadual de Saúde repassou para o município na última segunda-feira, 798 doses da vacina.

Segundo o coordenador do Programa Nacional de Imunização de Cruzeiro do Sul, Joabe Rocha, a quantidade não é suficiente para atender a demanda reprimida que havia ” mas supre a necessidade se o repasse continuar todo mês”.

A pentavalente é a combinação de cinco vacinas individuais em uma e garante a proteção contra a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e contra a bactéria haemophilus influenza tipo b, responsável por infecções no nariz, meninge e na garganta.

O Acre que ficou 3 meses sem a vacina, recebeu 9 mil doses no último dia 10 e a secretaria Estadual de Saúde iniciou o envio para os municípios.

Na rede particular a dose da pentavalente chega a custar R$ 250.

Vacinas reprovadas

Desde 2012, o Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, oferta a vacina pentavalente na rotina do Calendário Nacional de Vacinação.

Houve a falta do produto em todo o Brasil porque a vacina produzida foi reprovada. Segundo o Ministério da Saúde , a remessa de vacina pentavalente, adquirida por intermédio da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), foi reprovada em testes de qualidade feitos pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e análise do Ministério da Saúde.

Foi feita nova aquisição de 8 milhões de doses e as imunizações começaram a chegar de forma escalonada em agosto de 2019 no Brasil. O Ministério da Saúde está agora regularizando o envio para todo o Brasil.

Propaganda

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas