fbpx
Conecte-se agora

Prefeita joga a culpa do aumento de verba de gabinete nos vereadores de Rio Branco

Publicado

em

Prefeita concedeu entrevista exclusiva para a Rádio Cidade e comentou sobre críticas da população após sancionar aumento de verba de gabinete dos vereadores de Rio Branco, que passou de R$ 24 mil a R$ 30 mil.

A prefeita de Rio Branco, Socorro Neri (PSB), deu uma entrevista para Rádio Cidade na manhã desta sexta-feira (17) para rebater a matéria publicada pelo ac24horas, em que a própria sancionou o aumento de verbas de gabinetes para os vereadores de Rio Branco.

“Eu sou uma das gestoras do Brasil que mais tem se posicionado contra a prática e ações contrárias quanto a favorecimento e privilégios na gestão pública. O que ocorre aqui, e que houve uma distorção que foi intencional pra jogar a opinião pública contra a minha pessoa e a prefeitura”, defendeu-se.

Socorro disse que os vereadores de Rio Branco tem autonomia constitucional para decidir sobre o seu orçamento, e o modo que devem utilizar. Ela alegou que a prefeitura é obrigada pela Constituição Federal a repassar até 5% do orçamento para a Câmara Municipal.

“A prefeitura tem feito isso e se não fizer, a responsabilização administrativa é feita imediatamente. Nós temos, portanto, agora, neste caso claro de autonomia da Câmara municipal. A Câmara decidiu aumentar a própria verba de gabinete. Os vereadores votaram e aprovaram esse projeto de lei e encaminharam para a prefeitura para minha sanção, e para mim só caberia sancionar ou vetar, mas é preciso que a gente entenda pra não ficar repetindo bobagens, mentiras, ou notícias falsas. Que a gente entenda, que um projeto de lei, só pode ser vetado por mim, se esse projeto for inconstitucional o que não é o caso. Ele é constitucional, ou se ele for ilegal, o que também não é o caso. E não há nenhum ilegalidade, ou se ele aumentar despesas, além daquela prevista, que necessite o município faça um repasse a mais de dinheiro, o que também não era o caso”, ponderou.

Socorro afirmou que não se trata de aumento de repasse da prefeitura para a Câmara Municipal, e relatou que a prefeitura irá continuar repassando o que está previsto para a Câmara este ano.

Neri ainda usou o seu tempo na rádio para mandar uma orientação para a população de Rio Branco acerca dos vereadores.

“O que ocorre é que a Câmara por meio de seus vereadores aprovaram um Projeto de Lei (PL) redirecionando a aplicação desse recurso de modo ao aumentar a verba de gabinete, se os nossos cidadãos que estão representados pelos vereadores, não se sentem satisfeitos com essa medida, eu não tenho a menor dúvida de aqui orientar que questionam os senhores vereadores. O que não pode, é ficar jogando na minha conta como se eu estivesse fazendo uma ‘brincadeirinha ou presentinho’ para agradar vereadores”, disparou.

Por fim, Neri encerrou dizendo que não é a favor desse tipo de prática (aumento da verba) e relatou que a sua conduta na gestão pública tem sido a de aplicar cada centavo, dos recursos daqueles que contribuem por meio de impostos, fazendo chegar em benefício do interesse coletivo.

“Jamais, pratiquei nenhum tipo de favorecimento ou privilégio a ninguém. A coisa comigo é preto no branco, e nesse caso, ainda que eu não concorde com a medida, a minha opinião (pessoal) pouco importa, eu tenho que seguir a legalidade, e quem tá lá decidindo é a prefeita Socorro Neri que deve seguir a legalidade em seus atos”, encerrou.

Propaganda

Destaque 3

Vereador denuncia que obras da escola Irineu Serra estão abandonadas há três anos

Publicado

em

O vereador João Marcos Luz (MDB) usou a tribuna da Câmara Municipal de Rio Branco nesta terça-feira, 18, para denunciar um descaso por parte da prefeitura. Seria o abandono da obra da Escola Municipal Mestre Irineu Serra.

Segundo ele, a obra teve início em junho de 2017 e está há três anos paradas. Luz criticou fortemente o Secretário Municipal de Educação, Moisés Diniz, pelo descaso com o dinheiro público.

“A obra começou em junho de 2017 e tinha o término previsto para novembro do mesmo ano. Ontem estive lá e olha a situação: uma obra abandonada. São R$ 871.458,73 jogados fora. Com aditivo está passando de R$ 1 milhão”, lamentou.

Luz afirmou que a prefeita Socorro Neri (PSB) tem que cobrar o secretário pela obra. “Não cobrar o secretário é compactuar com isso. Vamos sempre mostrar a realidade para que a população tenha conhecimento de como a gestão municipal está tratando o dinheiro público. Isso é uma vergonha, é um absurdo”, disparou.

Por fim, luz afirmou que irá procurar os órgãos fiscalizadores para fazer um pedido que acompanhem a obra. “Irei solicitar ao Ministério Público e o Tribunal de Contas do Estado que passem a acompanhar a obra. São mais de 120 crianças esperando que essa obra fique pronta”, comentou.

Continuar lendo

Destaque 3

Força-tarefa da previdência quer contratar 9,5 mil inativos para acabar com filas no INSS

Publicado

em

A força-tarefa para acabar com filas de espera no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai contratar 9.500 servidores para o órgão. O quantitativo é maior do que o anunciado inicialmente pelo governo.

A estimativa mais recente é que o governo realize o chamamento de 8.000 militares inativos e aposentados do serviço público federal e 1.500 servidores aposentados do INSS, totalizando o quantitativo de 9.500 servidores.

Ainda não se sabe o quantitativo de servidores para cada Estado. No Acre, pessoas ficam semanas e meses à espera do resultado dos processos.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required
Propaganda
Propaganda

Leia Também

Mais lidas